Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

MENU

O jogo que tinha de ser ganho

Eduardo Louro 3 Mar 13

 

Depois de uma hora de credo na boca o Benfica fica isolado na frente do campeonato. Tirando o primeiro quarto de hora do jogo, onde o Benfica denotou clara superioridade, foi sempre um jogo repartido e muito dividido.

É certo que o Beira Mar apenas por uma ocasião esteve verdadeiramente perto do golo. É certo que o Benfica teve quatro oportunidades claríssimas de golo, e que a equipa de arbitragem anulou mais duas, assinalando dois foras de jogo inexistentes. Mas o espectro do empate nunca foi afastado…

O Benfica não fez um bom jogo, longe disso. O Beira Mar, pelo contrário, jogou muito bem. Terá feito por ventura o seu melhor jogo do campeonato, nada tendo a ver com aquela equipa que ainda há duas semanas, sob o comando do Ulisses Morais, jogou e perdeu com o Porto. Quem visse o jogo não acreditaria que estavam ali o primeiro e o último classificado!

Mas há que perceber que, com a carga emocional do que estava em jogo, com a possibilidade de isolar a equipa no comando do campeonato, este seria um jogo especial. Este era um jogo que apenas tinha de ser ganho. Nada mais!

É por isso dele se não podem tirar outras conclusões. Foi apenas um jogo que tinha de ser ganho e foi. Sem casos, sem externalidades!

5 comentários

De Anónimo a 03.03.2013 às 23:45

"Sem casos, sem externalidades!"

olha que não!

houve casos e a arbitragem está longe de ter sido boa e equilibrada.

- a não expulsão do Hugo.

- 2 foras de jogo mal tirados ao ataque do Beira-Mar, um dele perigoso -

- (compensados no mesmo número, na 2ª parte, pelo mesmo 'bandeirinha')

- fiquei com algumas dúvidas se o Lima não será derrubado pelo Bura naquela jogada em que entra isolado na área

- um penálti inequívoco por agarrão do Yazalde ao Lima, impedindo-o de saltar a uma bola jogável, num canto

- dualidade de critérios nas faltas a meio campo e laterais (a favor do Beira -Mar nunca houve dúvidas)

De Eduardo Louro a 04.03.2013 às 09:42

Quando se diz sem casos e sem influência de factores externos, o que se diz é que o jogo foi ganho apesar de tudo o que refere. Não quer dizer que a arbitragem não teve erros, quer apenas dizer que nenhum desses erros teve alguma coisa a ver com o resultado final do jogo.
Concordo, de resto, com tudo o que aponta. E mais, aos jogadores do Beira Mar bastava-lhe irem ao chão para ser marcada falta, fosse onde fosse. Aqueles livres laterais...
Obrigado pelo seu comentário. Até que enfim que surge um comentário destes. É que é sempre dos outros!

De Dylan a 05.03.2013 às 11:36

Fiquei intrigado com a atitude motivacional do Beira Mar...
Poderei estar a ver o Costinha como o novo Mourinho?! Os aveirenses jogarão sempre assim até ao fim do campeonato?...

De Eduardo Louro a 05.03.2013 às 14:03

Partilho dessas dúvidas, Dylan.
Sabe-se que jogar contra o Benfica é sempre o maior motivo de motivação. Para quem quer que seja, os jogos com o Benfica são os jogos de uma vida. É também isso que faz a grandeza do Benfica!
O Beira Mar tinha o pior treinador português - bem à frente do Pedro Emanuel, o segundo pior - e quem quer que viesse faria melhor. Mas, mesmo assim e não tendo eu qualquer admiração pessoal pelo Costinha, antes pelo contrário, fiquei muito surpreendido com o que correram e o que jogaram. Se continuarem assim é claro que não descem. E teremos ali treinador...

De fdgdfggdf a 05.03.2013 às 19:14

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários

  • Eduardo Louro

    Também concordo, Joana.

  • Joana

    Concordo! No entanto, como benfiquista, posso afir...

  • Anónimo

    ManostaxxO creme facial personalizado de 5 mil eur...

  • Anónimo

    ManostaxxO creme facial personalizado de 5 mil eur...

  • Dedetê

    O Vieira armou-se em Corrup(in)to da Costa e quis ...