Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

MENU

Acredita BENFICA

joaopaulo74 12 Mai 13

Começo por dar os parabéns aos companheiros do Dia De Clássico - acho que as nossas equipas honraram o nome deste blogue e, uns e outros, estão de parabéns.

Depois, o jogo.

Confesso que não apostei no André Almeida, nem no Ola John porque sempre pensei que o Jorge Jesus iria levar para a primeira meia hora a artilharia toda. Enganei-me. O Benfica entra com o o André Almeida a defesa esquerdo, o Ola John e o Salvio nas alas, o Niko atrás do Lima numa dupla de avançados que tem sido hábito nos jogos fora de casa de dimensão mais complicada.

E a minha divergência na abordagem ao jogo prendia-se com a sua dimensão física - achei (acho!) que a melhor equipa do BENFICA pode ser melhor que a do porto e, por isso, via numa abordagem agressiva inicial uma boa forma de pensar a entrada no jogo.

Do lado do porto, que acompanho menos, não consigo identificar grandes mudanças.

Nos primeiros minutos de jogo o porto começa com mais bola e só tem uma "meia" oportunidade quando o Jakson não chega a tempo de uma bola cruzada da direita. De resto, um jogo tranquilo da equipa do BENFICA, colocada na segunda metade do seu meio-campo e dominando completamente o jogo, que empatado, estava perfeito.

Um lançamento longo, tradicional no BENFICA de Jesus, Luisão luta pela bola perdida, que ao chegar ao 2º post é empurrada pelo Lima (parabéns pelos teus 30 anos!) para a baliza.

Com 18 minutos de jogo, o Benfica ganhava por 1-0.

Continuou tudo mais ou menos na mesma e

meia dúzia de minutos depois, um cruzamento de Varela é desviado pela perna esquerda do Maxi para dentro da baliza. Artur ainda tocou na bola, mas a primeira face do dado da sorte azul estava lançado.

 

Até ao intervalo, nada de novo - o porto com mais posse no meio-campo, mas com a bola sempre muito longe da baliza do Benfica.

A segunda parte continuou no mesmo registo. Zero oportunidades para o porto, mas de forma gradual o BENFICA começou a ter mais bola e mesmo a substituição do Gaitan pelo Roderick, nada mudou.

As duas únicas jogadas de golo foram um livre de Cardozo, que Helton defendeu de forma eficaz e, mesmo perto do fim, um lance em que o James se isolou e, do lado direito, acertou na parte exterior do post do Artur.

Do lado do Porto entraram o Defour para o lugar do Fernando, o Kevin e o Liedson. E, sempre no mesmo registo, porto com posse de bola no meio-campo e o BENFICA fechado de forma perfeita, chegamos ao tempo de descontos:

o que aí aconteceu faz part do dado inicial que estava lançado - nem sequer acho que o jogo realizado pelo porto tenha sido avassalador no sentido em que tenha criado oportunidades atrás de oportunidades. O BENFICA, ao contrário do habitual, conseguiu ser uma equipa crescida, adulta, a dominar a história do jogo. Ironicamente, fez um jogo diferente do que costuma fazer e:

Está fechado o campeonato, mas sobre o futuro escrevo depois.

 

1 comentário

De verfutebol a 13.05.2013 às 15:09

que golão, o do Kelvin!

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários

  • Anónimo

    Ao contrário do jogo contra o Braga o Vídeo- Arbit...

  • manuel costa

    Deixo aqui um alerta para os ovos contaminados no ...

  • Eduardo Louro

    Também concordo, Joana.

  • Joana

    Concordo! No entanto, como benfiquista, posso afir...

  • Anónimo

    ManostaxxO creme facial personalizado de 5 mil eur...