Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

MENU

«Uma educadora de infância de uma escola pré-primária da Ericeira alterou a letra da popular canção infantil "Atirei o pau ao gato" e acrescentou-lhe no final "batata frita, viva o Benfica". A história soube-se porque um pai, adepto do FC Porto, apresentou uma queixa no Ministério da Educação.

O FC Porto saúda o civismo do pai e condena este proselitismo feito em escolas públicas, que em vez de ensinarem os valores da liberdade de escolha, ou de opinião, preferem ser uma espécie de "ayatollahs" das suas próprias preferências.

 

Mais grave é entretanto o FC Porto ter tido conhecimento que a adulteração da letra é prática diária e repetida três vezes ao dia não só no jardim-infância da Ericiera, mas também em todas as escolas do pré-escolar do agrupamento e também noutras dos concelhos de Lisboa e Cascais.

Urge, por isso, que o Ministério da Educação se pronuncie sobre estes fascistas do gosto e dê instruções para que em todas as escolas do país se acabem de uma vez por todas com práticas que fazem lembrar os tempos da outra senhora».

 

Comunicado do Futebol Clube do Porto.

36 comentários

De campeão a 22.03.2012 às 22:48

um pai que reclama contra uma situação que considera discriminatória ao ponto de apresentar queixa à autoridade competente é uma idiotice pouco importante aos seus olhos?
pois olhe, a mim parece-me bem mais importante que o erro no fora de jogo do maicon no jogo da Luz, ou que qualquer fora de jogo em qualquer jogo de futebol já agora!
a situação parece-lhe normal? a resposta da educadora ao protesto do pai tb lhe parece normal? ou é tudo uma piada?
vá lá, não se limite a transcrever comunicados bem escritos. mostre alguma capacidade de raciocínio e explane lá porque é que a adulteração de uma musica infantil para fazer a apologia de um determinado clube de futebol, sem qualquer preocupação, ou melhor, com todo o desprezo pelas afinidades clubísticas das crianças ou dos seus pais (será que ainda têm direito a dizer alguma coisa acerca da educação dos seus filhos numa escola publica?) é uma idiotice e não tem nenhuma importância!
olhe que fico á espera!

De Hugo a 22.03.2012 às 23:42

Eu considero bem mais discriminatória e anti-pluralista se fosse o pai ou alguem da família próxima a ter atitudes destas do que propriamente na escola. Porquê? Porque as primeiras figuras importantes na vida surgem (ou deveriam surgir) em casa. Duvido muito que o pai, se chegar alguem a dizer que é do Sporting dirá algo do género "Ai sim? Sim senhor, ainda bem pois é um grande clube, grande bem haja ao pluralismo!". Mas posso estar enganado.

Quanto à professora fazer isso.... outros haverá que o fazem mudando a letra para o Porto, Sporting ou qualquer outro clube. Não acho propriamente correcto, acho simplesmente uma falta de criatividade.

E quanto às letras infantis... Sério, quer mesmo ir por aí? Histórias infantis ou músicas infantis macabras?! João Ratão que caiu dentro do caldeirão (e kaput!!), ou a casa de gengibre, e os irmãos que são apanhados pela bruxa que os queria assar no forno? E muitos mais exemplos há, mas não se desculpe com "o adulterar uma musica infantil", pois essa fala em agredir animais (ou atirar um pau a um gato)... Se se for levar tudo à letra, indecente mesmo nem é a letra da música ter sido adulterada, é a música ser cantada com a letra que tem, originalmente, às crianças. Mas isso não se preocupam... porquê? Porque as crianças têm capacidade de abstração e desligam disso.... é ritmo, é repetição, estão-se marimbando para se a música é meio macabra aos ouvidos de um adulto depois de se aperceber, estão-se pouco borrifando se o João Ratão ou os irmãos morrem no forno da bruxa, porque é ficção e estão a aprender a lidar com isso. Ganhem juízo... infelicidade da professora, infelicidade maior de quem mediatizou e deu proporções maiores do que isto merecia.

De vamos lá com calma a 22.03.2012 às 23:53

metade do seu comentário nem sequer se refere á questão em concreto: é uma deambulação teórica acerca da "brutalidade" das músicas infantis que aliás comete vários erros porque o hansel e a gretel não morrem em forno nenhum e que eu saiba atirar um pau a um gato é muito diferente de lhe acertar. se ao menos a alteração da musica tivesse sido feita com as boas intenções que sugere (diminuir a brutalidade da historia ou aumentar o respeito pelos animais) tenho a certeza que não haveria este alarido. mas não é disso que se trata, pois não? dou-le este exemplo: se a musica acabasse com viva o psd, o sr. também não via mal nenhum? e se só houvessem 2 crianças de pais comunistas na sala de aula?

De Hugo a 23.03.2012 às 00:10

Eu não sugeri absolutamente nada. Falei do rídiculo da situação: por um lado a falta de criatividade da professora e infelicidade desta na letra; por outro a infelicidade maior dos protagonistas mediáticos que decidiram desproporcionar o caso para ordens de magnitude absurdas. O resto é somente mostrar o rídiculo: preocupam-se com estar a referência a um clube no final, mas não se preocupam com o resto da letra... Prioridades lixadas, hein?

Quanto ao resto, se acabasse em viva o PSD ou viva Buda, para mim era indiferente, teria exactamente a reacção que tive com este caso se tomasse as proporções mediáticas que tomou.

Ah, sim, e essa de atirar um pau ao gato é muito diferente de acertar... Mas dou-lhe toda a razão nisso, porque a única coincidência é a intenção, daí no código legal haja a distinção entre homicídio e homícidio na forma tentada: uma alguem matou alguem, na outra alguem tentou matar alguem e não conseguiu. Intenção. Mas isto é já devaneio :)

De Zacarias Alfeno a 23.03.2012 às 00:15

Desculpe lá caro senhor, mas encontrar uma base para defender uma estupidez deste feitio é inconcebível. Ganhe juízo, e pense bem naquilo que está a defender.
Se bem que é do domínio público que todo o benfiquista tem uma costela fascista.

De Hugo a 23.03.2012 às 00:23

Mas endoideceu tudo?! Mas quem está a defender?! Mas anda tudo com palas nos olhos, cheios de ódio, que já entram na defensiva e desaprendem a ler? Eu recrimino ambos: a educadora e ainda mais quem mediatizou esta situação. E acho extremamente ridiculo e divertido acharem ofensivo uma única palavra que foi inserida lá mas não repararem no macabro que é algumas letras infantis ou histórias infantis. Eu também não notei quanto era criança, mas notei quando adolescente e agora com filhos tenho a explicação preparada caso alguma vez me perguntem sobre isso, só pelo sim. E você? Preocupa-se assim tanto? Ou é só 31 de boca que serve para deitar veneno?

E já agora, Briooooooooosa!!! (Isto responde à sua tentativa de ad hominem? Costela benfiquista? Não me cheira... não seja o senhor fascista nos argumentos).

De Fascistas são os outros a 23.03.2012 às 00:52

Amigo, antes de dizer barbaridades dessas por ter sido condicionado por um dirigente ao longo dos anos, tente informar-se a sério. Cheirava muito mais a fascismo num determinado clube do norte em que muitos dos seus dirigentes estavam ligados directamente ao governo. Era o clube dos campeonatos alargados para não se descer de divisão, ou da ajuda do Estado Novo para a construção do Estádio. Mais para os lados da Luz foi tudo feito à custa do empenho dos associados e até reza a lenda que o facto da cor do maior clube de Portugal ser o vermelho era uma farpa bem espetada no pé de Salazar.

De hahahahahaha a 23.03.2012 às 01:02

era, era. essa mesma lenda até diz que esse tal de salazar bem tentou mudar a cor de metade da bandeira nacional..mas nunca conseguiu.

De Dylan a 23.03.2012 às 01:05

Lá está. De comentários mais ou menos bem elaborados passa para a ordinarice.
Fascistas?! Meu amigo, não pronuncie essa palavra neste blogue. Se não fosse tão ignorante saberia a associação que desde sempre uniu benfiquistas a comunistas.

Mas como não sabe a história do Benfica porque não tem obrigação de sabê-la, aqui lhe deixo uns nomes para futura pesquisa e que fazem parte da história do seu clube:
-Abílio Urgel Horta
-Ângelo César Machado

Depois, quando se fartar, consulte também o nome do clube associado a estas personagens: Marcelo Caetano, Casal Ribeiro, Sá Viana e Góis Mota.

De stôr a 23.03.2012 às 01:15

realmente, fascistas naquela altura devia haver em todos os clubes portugueses e mais alguns (nas colónias).. é o que dá viver tantos anos sob um regime que é fascista, nada de novo.
mas também é preciso pensar um bocadinho, e creio que aquilo a que o meu colega portista queria aludir é que não se é o clube mais vitorioso durante uma ditadura contra a vontade dos dirigentes dessa mesma ditadura. isto parece-me óbvio e lógico, sendo aliás o que se verificou através da história em todos os países com ditaduras, fascistas ou não.
por isso, quando ouvir fascista e benfica na mesma frase, não pense no clube e nos seus associados, mas sim nas vitórias. o clube não era fascista, os títulos é que o foram.
não me diga que não acha que as vitórias do benfica em democracia têm muito mais valor que as outras!?

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:45

olha. Essa não sabia eu. Vou dizer à minha mãe e dar-lhe um desgosto. Coitada.

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:54

muito bem!

De eduardo mascarenhas a 22.03.2012 às 23:22

já agora fica aqui o comentário do pai em questão, no jn de hoje:

agradeço desde já a participação na discussão de todos, que á sua maneira demosntram o quão grave e perigoso é ter em jardins de infancia, educadores com o discernimento e a educação ao mesmo nível do demonstrado por por muitos dos participantes ou seja total ignorancia dos principios fundamentais de um estado de direito, os principio fundamentais da escola como espaço de aprendizagem, o direito a diferença e a pluralidade e a ostracização ao ponto de em vez de confrontar a minha filha e a turma com uma proibição total da cantiga e preferir instigar ao confronto do que a resolução. demonstram tambem os principios e a educação que tem com os comentarios que fazem. mais uma vez agradeço a todo pelo interesse e preocupação sobre o tema.

hoje no jn

De de godot a 22.03.2012 às 23:23

para ajudar o Daniel a reflectir, raciocinar e ganhar algum espírito crítico.
ainda estamos á espera, daniel....

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:51

peço desculpa, por não lhe ter respondido mais cedo, mas estou doente e deite-me cedo.
A mim não me parece algo de fundamental estar um clube como o Porto a tratar de assuntos destes. Deveria ter ficado pelo pai e pela queixa que ele fez. A educação que eu escolho para o meu filho é de minha responsabilidade e não do Benfica, Porto ou outros.

Eu sou benfiquista, a mãe e os avós do meu miúdo são do Porto e passam a vida a dizer para ele ser do Porto. A professora do miúdo é do Porto e diz sempre viva o Porto. No entanto ele diz que é do Benfica. Não estou a perceber qual o problema de lhe tentarem mudar de ideias. Fica o exemplo.

De Dylan a 22.03.2012 às 23:55

Dou de barato que o pai da criança, como cidadão, possa sentir-se incomodado, só não percebo o envolvimento do FCP nesta questão. Mais um comunicado baixo, foleiro, asqueroso, de um clube que vive esmagado pelo seu provincianismo e incapaz de se expandir. Aliás, um clube que dá a sensação de viver para afrontar o Benfica. Por outro lado, gostaria também de saber qual é a opinião destes pudicos comentadores e "democratas de escolha livre" - principalmente o pai da criança - acerca de crucifixos nas escolas?...
Mais um bloqueio, desta vez cerebral!

De benfiquista a 23.03.2012 às 00:11

isso, boa! vamos desviar a atenção e começar a falar de tudo e um par de botas para ver se a malta se distrai!

De Zacarias Alfeno a 23.03.2012 às 00:18

Relativamente ao provincianismo: podíamos ser 10 portistas contra cinnquenta milhões de benfiquistas, continuaríamos a ser melhores. Portanto largue lá essa demagogia do número de adeptos e da expansão, que isso é conversa da treta.
Relativamente aos crucifixos nas escolas públicas, sou católico, mas não me parece correcto. Defendo uma separação entre a escola e a religião. Mas isto é uma opção política/social, não sei o que é que tem a ver com futebol.
Enfim, a demagogia e a conversinha da treta que já conhecemos.

De Dylan a 23.03.2012 às 00:46

A questão é mesmo essa. O paizinho incomodou-se com a letra adaptada da música mas se calhar não se incomoda com o crucifixo que está à frente da testa da filha. Não será isto mais grave, mais castrador "dos principios fundamentais de um estado de direito, dos principio fundamentais da escola como espaço de aprendizagem, do direito a diferença e da pluralidade" que este homem berra aos sete ventos?

De duvida a 23.03.2012 às 00:53

e você sabe isso do crucifixo porque...

De Dylan a 23.03.2012 às 01:08

...porque isto é surreal!

De essa foi boa a 23.03.2012 às 01:17

hehehehehe

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:52

que já conhecemos? Olha, conhece o Dylan?

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:55

bem colocado.

De André R. a 23.03.2012 às 00:21

Não me levem a mal pois não é minha intenção ofender ninguém, mas a sério... isto é tudo demasiado ridículo. O pai da criança é ridículo, o FCP emitiu um comunicado ridiculo, isto ser notícia é ridiculo e esta discussão é ridicula.

De ridículo é o proselitismo benfiquista a 23.03.2012 às 11:50

ou seja, você apresentava uma queixa à professora do seu filho NUMA ESCOLA PÚBLICA. ela respondia-lhe que "quem está mal, muda-se" e o sr. comia, calava e voltava pra casa com o rabinho entre as pernas...
típico benfiquista, sempre do lado de quem está no poder á espera de beneficiar com o facto de ser a maioria. esses tempos já lá vão...

De André R. a 23.03.2012 às 17:42

A sério, é mesmo ridículo. E sou isento na matéria, pois nem gosto de futebol. E tenho filhos no ensino básico. E esta é das mais ridículas histórias que já ouvi. Por favor...

De pimenta no cu dos outros... a 23.03.2012 às 18:32

acho que a chave para você achar esta situação tão ridicula é precisamente a sua frase: "E sou isento na matéria, pois nem gosto de futebol". agora tente pensar em algo que lhe diz bastante, que lhe é importante de alguma forma e aplique a situação vivida por aquele pai á sua. ainda acha ridiculo?

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:52

ora nem mais.

De manuel gouveia a 23.03.2012 às 15:25

A bimbalhada do costume, podem não ser do norte mas são seguramente do FCP...

De calabote salazar a 23.03.2012 às 16:34

olha o bimbo-mor! pode nao ser facho conscientemente mas que é daquels fachos benfiquistas não há duvidas!

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:53

facho? Olímpico?

De João António a 23.03.2012 às 18:05

Inacreditável o que se escreve e diz quando se fala de bola ...

De Daniel João Santos a 23.03.2012 às 21:53

exactamente João.

De Carlos a 11.04.2012 às 10:05

Como marido de educadora que é Sportinguista e puxa por este, acreditem que há problemas bem maiores na educação de uma criança e que devido á importância que estes pais deram a uma situação mínima demonstra que descuram muito provavelmente outros tópicos muito mais importantes na educação da criança. .. para quem nao era ferranho esta a levar a situação muito alem este pai...o porto (ou ate o próprio Benfica ) entrarem neste não acontecimento só acrescenta mais ridículo a toda a situação... deveria o pai estar mais preocupado pelo bem estar da garota no colégio e não com uma cantiguita ..... somos muito pequenos, este Portugal, quando elevamos á mais alta importância não acontecimentos destes...

De cezar a 01.12.2012 às 04:41

Bom dia!

Para todos os camaradas que querem ganhar algum extra ao fim do mes, a qui deixo um blog interessante, pra ver sa malta sai da crise que esta a chegar ao futebol!
Formas de Ganhar Dinheiro a partir de Casa - Descubra Como Ganhar Dinheiro a partir de casa - Aumente o Seu rendimento mensal através do mais completo guia criação de rendimentos e oportunidades de negócio em casa! Desfrute e Acima de tudo partilhe a sua experiência! :)http://ganhaemcasa.blogspot.com/

1 abraço,

JJ

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários

  • Anónimo

    Ao contrário do jogo contra o Braga o Vídeo- Arbit...

  • manuel costa

    Deixo aqui um alerta para os ovos contaminados no ...

  • Eduardo Louro

    Também concordo, Joana.

  • Joana

    Concordo! No entanto, como benfiquista, posso afir...

  • Anónimo

    ManostaxxO creme facial personalizado de 5 mil eur...