Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dia de Clássico

MENU

EURO 2012 (X) - Laranja espremida

Eduardo Louro 13 Jun 12


A Holanda – uma das favoritas – está em maus lençóis. É uma túlipa murcha e uma laranja espremida, sem sumo.

Tinha pela frente a difícil – mas não a impossível tarefa, como a selecção nacional tinha deixado no ar no primeiro jogo – de ganhar à Alemanha. Até entrou bem no jogo, pertencendo-lhe mesmo a primeira oportunidade do jogo, mas depois o vendaval alemão levou tudo à frente. Aos 24 minutos já Mário Gomez, o suspeito do costume, traçava o destino do jogo, com um golo soberbo: passe fantástico de Schweinsteiger, recepção com um pé, rotação e remate com o outro! A partir daí a Holanda desapareceu do jogo e sucederam-se as oportunidades para a Alemanha, com o segundo golo a surgir aos 38 minutos e o apito final da primeira parte a coincidir com mais uma oportunidade clara de golo.

O primeiro quarto de hora da segunda parte foi mais do mesmo. Esperava-se apenas pelo terceiro golo alemão, que acabaria por não surgir.

Surgiu, isso sim, uma ligeira reacção da selecção holandesa, que renderia o 2-1 final, num bom golo de Van Persie aos 73 minutos. Um golo que a Alemanha nunca deixaria que fosse ameaçador, controlando em absoluto o jogo através de uma pressão alta permanente. Sintomática a forma como a Alemanha jogou os últimos minutos, em plena pressão sobre a área holandesa.

Como é diferente esta mentalidade!

Nada está decidido no grupo, mas ninguém acredita que a Alemanha não só se qualifique, como deixe de assegurar o primeiro lugar do grupo. O afastamento da Holanda, apesar de difícil de evitar, não está garantido. Cabe à selecção nacional esclarecê-lo! E ao mesmo tempo tratar da sua vidinha…

A Alemanha nesta altura confirma-se como o principal favorito. A mais jovem equipa da competição revela uma maturidade ímpar. Agarra o jogo e não o larga, domina todos os momentos do jogo - como dizem os entendidos – e não tem pontos fracos. Ou se os tem, sabe escondê-los. E oespanhol é um ponta de lança fabuloso. Do melhor que lá está!

A Holanda é, para já, a decepção maior. Uma equipa desequilibrada que, defendendo daquela maneira, não há Roben, Van Persie, Huntelaar ou Sneijder que lhe valham. Nem de nada lhe vale ter só os dois melhores marcadores das ligas inglesa e alemã.

Alguém dirá que esta é a mesma selecção, com o mesmo treinador, que esteve na final do último mundial?

 

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários

  • Eduardo Louro

    Também concordo, Joana.

  • Joana

    Concordo! No entanto, como benfiquista, posso afir...

  • Anónimo

    ManostaxxO creme facial personalizado de 5 mil eur...

  • Anónimo

    ManostaxxO creme facial personalizado de 5 mil eur...

  • Dedetê

    O Vieira armou-se em Corrup(in)to da Costa e quis ...