Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dia de Clássico

MENU

À meia dúzia

Eduardo Louro 6 Jan 16

 

Chegou a assobiar-se na Luz. Ainda a primeira parte não ia a meio, e já a plateia benfiquista assobiava aquele jogo pastoso, sem velocidade e sem chama, que invariavelmente toma conta da equipa. De repente tudo mudou: três golos em apenas seis minutos, obra das duas mais caras contratações de sempre. Finalmente a renderem!

A partir daí o Benfica fez praticamente o que quis de um Marítimo atordoado, que não mais atinou com o jogo. Ficou-se pela meia dúzia, repetindo a maior goleada do campeonato, estabelecida no jogo com o Belenenses, e poderia ter ido muito mais além. Mas, mesmo assim, e ao fim e ao cabo, o resultado é ainda melhor que a exibição. Posso até estar a ser injusto mas, a mim, não me deslumbrou.

E não gostei mesmo nada do individualismo que na parte final do jogo se apossou dos jogadores. Com tudo a correr pelo melhor, o melhor seria mesmo que os jogadores conseguissem afinar a dinâmica colectiva da equipa, longe de navegar nas melhores águas.

Parece que em Setúbal também houve quem experimentasse a meia dúzia. Espero que não lhe tomem o gosto. Isso é mais andança de Ferrari!

 

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários

  • jac

    "este foi um campeonato ferido na verdade" - os do...

  • Renascença...

    Quem diz que a Rádio Renascença é uma rádio públic...

  • Eduardo Louro

    Triste e anónima forma de expressar o mau perder. ...

  • M.C

    Um adepto de um clube por onde passaram jogadores ...

  • Anónimo

    Um clube que tem um jogador (Pizzi) em risco do 5º...