Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dia de Clássico

MENU

Destinos ... cruzados

Eduardo Louro 13 Nov 15

Imagem relacionada

 

Há quatro anos chegou ao Benfica, dando logo mostras de superior inteligência ao dizer ao que vinha: em trânsito para os maiores da Europa. Ficou logo identificado, colhendo naturalmente as simpatias da nação benfiquista. 

Não rumou à Europa, mas o carimbo encarnado no passaporte valeu-lhe uns petrodolares no prestigiante futebol dos Emiratos. Mas o destino anunciado pelo craque brasileiro era a Europa, Se era na Europa que estava o seu destino, entre os maiores dos maiores, era na Europa que teria de se cumprir...

No Estoril. Não era um dos maiores dos maiores, mas era na Europa, no seu ponto mais ocidental. E o destino tem destas coisas: era o passo atrás, que os dois em frente estavam logo ali, a escassos três meses: o Sporting, em todo o seu explendor. O Sporting do seu homónimo de Carvalho, o maior dos maiores, com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros!

E assim se cumprem destinos. E logo dois, bem cruzados...

 

Fugir ou não fugir ao destino

Eduardo Louro 7 Out 12

 

Costuma dizer-se que os campeonatos se ganham com jogos destes. Acho que não. Com jogos destes não se ganha coisa nenhuma, com substituições daquelas não se ganha nada… Com tanta gente a falhar tanto até se podem ganhar jogos destes, mas não se ganha muito mais!

É por isso preciso acabar rapidamente com jogos destes para que a equipa fuja do destino que parece voltar a anunciar-se.

Quem não parece conseguir fugir ao destino é Ulisses Morais. Vem, desde a primeira jornada – quando, recorde-se, à entrada do último quarto de hora ganhava por 3-0 à Académica – utilizando sistematicamente o discurso de desculpabilização e de exaltação da sua competência e das suas qualidades, próprio de quem, ao contrário da mensagem que quer fazer passar, não acredita no seu trabalho. Próprio de quem sabe o que lhe está para acontecer, que não é nada de diferente do que lhe acontece todos os anos…

Hoje voltou a fazer isso … e muito mais. Dizendo que não falava de arbitragem não fez outra coisa que falar de arbitragem, insinuando não se sabe o quê, dizendo sem dizer, escondendo-se num discurso atabalhoado sempre a meter os pés pelas mãos.

Já devia ter percebido que não é assim que se foge do destino. E o seu está há muito traçado, provavelmente pela incompetência do seu discurso e das suas atitudes públicas…

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários

  • Anónimo

    Ao contrário do jogo contra o Braga o Vídeo- Arbit...

  • manuel costa

    Deixo aqui um alerta para os ovos contaminados no ...

  • Eduardo Louro

    Também concordo, Joana.

  • Joana

    Concordo! No entanto, como benfiquista, posso afir...

  • Anónimo

    ManostaxxO creme facial personalizado de 5 mil eur...