Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dia de Clássico

MENU

Xeque Mate

helderrod 24 Fev 15

Neste complexo jogo sintético de xadrez e sem a Torre no meio campo, foi necessário mudar alguns peões. Com 4 peças portuguesas a estratégia de Lopetegui Kasparov, surpreendeu mas o recém chegado e titular Hernâni esteve muito bem! Sofreu inclusivamente um penalty descarado que mais uma vez ficou por marcar. Enfim...nada de novo neste campeonato. Contudo e após uma grande oportunidade ao cair do pano no primeiro tempo, na qual o Rei Jackson poderia ter marcado, foi fácil perceber que este jogo no Bessa não iria ser fácil. No segundo tempo, houve muitos momentos em que se podia alugar meio tabuleiro, porque as peças azuis e brancas estavam em terreno inimigo de uma forma permanente e constante.

Os Bispos Quaresma e Tello bem que tentavam furar, mas os petites distribuíam pancada da velha que passava incólume da alçada disciplinar. Entretanto surge o último quarto de hora e Lopetegui lançou a peça fulcral para empurrar os peões e vencer o desafio. Entra o Rei Brahimi para se movimentar tal como no xadrez, designadamente o deslocamento de uma casa na direção horizontal, vertical ou diagonal, desde que ela não esteja sob ataque adversário e assim Jackson (com ajuda de um peão) e Brahimi encerraram a partida com um brilhante e mais que merecido Xeque Mate. Parabéns, FC Porto pela luta incessante que nos mantém na esperança de aquistar o campeonato! Uma palavra também para o apoio incessante dos adeptos e da claque portistas (no qual tive o prazer de me integrar, revivendo momentos inesquecíveis como no tribunal das Antas). Valeu! Agora há que reunir as peças para domarmos os leões! Força, Porto! Hélder Rodrigues

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários