Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

12
Dez19

O touro enraivecido

Dylan

Isto não é conversa para boi dormir pois segundo o treinador do Belenenses existe um touro enraivecido à solta e que dá socos lá para os lados do Estádio do Jamor. Esta nova espécie de bovino, pugilista e alucinado, já terá um historial de comportamentos agressivos à semelhança dos restantes ruminantes daquela conhecida ganadaria que costumam ser bravos, principalmente quando não ganham as corridas. Há quem não veja um boi à frente, mesmo com som e imagens televisivas e há quem queira transformar os corredores dos estádios de futebol num espectáculo tauromáquico de pegas.

29
Nov19

Emplastros da bola

Dylan

img_920x518$2018_07_06_20_47_18_1420230.jpgQuando se fala na possibilidade de descer o IVA sobre a electricidade encolhendo assim a factura mensal da luz para particulares e empresas, surge a anedótica notícia de que o Presidente da Liga de Futebol pressionou o Governo para também reduzir o IVA sobre o preço dos bilhetes dos jogos à taxa mínima. Somos os campeões da electricidade e do gás mais caros da Europa em termos de poder de compra das famílias, mas esta gente está mais preocupada com os estádios vazios construídos com os milhões do erário público em 2004 e a compararem-se com os organizadores de espectáculos como o canto, dança, música, teatro, cinema e circo. Com as cenas ridículas que vemos nos inúteis programas desportivos, com o clima de guerrilha em volta dos relvados, com o parasitismo e intimidação das claques, com transferências e ordenados pornográficos do futebol, com clubes tecnicamente falidos, nós é que devíamos estar isentos de aturar estes emplastros da bola.

25
Nov19

Jesus Superstar

Dylan

redent.jpg

Ninguém mais do que Jorge Jesus pensa o futebol 24 horas por dia, por isso merece ter ganho estes dois últimos títulos no Brasil. Começou como o Messias do futebol mas agora transformou-se em Superstar, numa versão profana e musical com samba e funk carioca. Pontapeia a gramática e a matemática, por vezes é rude e irascível mas operou milagres ao ressuscitar clubes moribundos, ao multiplicar títulos e curar futebolistas dados como inválidos. Calou os descrentes que diziam que só ganhava em Portugal e com a ajuda das arbitragens, silenciou o Comentador Desportivo Anteriormente Conhecido Como Presidente do Sporting e os vinténs desta vida que lhe invejam o sucesso. 

06
Nov19

A lajeficação do Benfica

Dylan

painel-2x1-super-wings-paul.jpg

Os benfiquistas já começam a ficar fartos das opções técnicas tomadas por Bruno Lage contra equipas europeias. É hora do treinador mudar de canal e em vez de ver os "Super Wings" começar a ver "Os Vingadores", da Marvel. Se a nível nacional os miúdos do Canal Panda vão salvando a temporada porque falta competitividade ao campeonato, lá fora não há desenho animado nem missão de equipa que os salve. Porque esta "lajeficação" do Benfica, esta mania de sepultar as ambições europeias em nome de experiências laboratoriais do Seixal com bebés-proveta e com o objectivo de os vender caro, tem de acabar. O mundo do futebol profissional não é para juniores movidos a Nesquik, é com uma introdução gradual dos elementos da formação num plantel principal de qualidade, bem preparados fisicamente e mentalmente. 

23
Out19

Bandos de malfeitores

Dylan

tocha.jpgA decisão do presidente do Sporting em acabar com os apoios às claques do clube é um acto de coragem, farto de tanto parasitismo e intimidação. Algumas claques de futebol deixaram de ser um grupo de adeptos que apoia e acompanha a equipa para se tornarem numa seita de malfeitores pronta a obter proveitos financeiros do clube, onde o estilo de vida dos seus líderes não corresponde aos rendimentos declarados. Somente uma pequena parte dos seus elementos têm registo obrigatório, e apesar de ser sobejamente conhecida as suas actividades criminosas, têm prioridade sobre os outros sócios e adeptos em relação ao preço dos bilhetes para os jogos. Eu não sei se as claques deviam ser extintas, sei que o futebol  já existia e era mais puro antes destes bandos de mostrengos aparecerem. 

24
Set19

O preço das escolhas

Dylan

varandas.jpgComo diria o poeta Pablo Neruda, nós somos livres para fazer as nossas escolhas mas somos prisioneiros das consequências. Por isso, graças aos seus sócios e adeptos, o Sporting está a receber os juros da herança de Bruno de Carvalho e de Direcções que preferem olhar com desdém para a casa do vizinho da Segunda Circular em vez de resolverem os seus problemas. Com divisões mas também com alianças nunca assumidas feitas a norte,  o presidente monocórdico pago a peso de ouro que tomou conta dos destinos do clube desde o ano passado não consegue atenuar a maior crise financeira de sempre  nem é capaz de gerir o impasse na transferência de Bruno Fernandes, provocando mal estar no balneário e o declínio da própria SAD.

15
Set19

O logro

Dylan

estadios vazios.jpg

O futebol português parece querer voltar aos tempos em que os campeonatos eram "comprados em supermercados", palavras de um reputado treinador estrangeiro. Confesso que os árbitros contribuíram para este logro através de um VAR obsoleto, o manual de maus conselhos que ignora lances decisivos e altera a verdade desportiva. Admito que existe três grandes eucaliptos que secam o futebol em Portugal mas um tem raízes mais compridas do que os outros. Jogos que se prolongam depois da hora regulamentar à espera do golo ou do penalty decisivo e expulsões ao primeiro minuto de jogo é o recente exemplo dessa intrujice. O organizador da Liga também não ajuda ao marcar jogos para horários desajustados devido a compromissos televisivos e permite que o preço dos bilhetes seja de uma final da Champions League. Depois queixem-se que esta falta de credibilidade faça com que as assistências de alguns jogos dos campeonatos distritais sejam superiores aos da Primeira Liga!

08
Jul19

Os velhos do Restelo

Dylan

Velho_do_Restelo_(Columbano).jpg

As transferências que acontecem no mundo do futebol não deixam de causar perplexidade e até indignação devido aos seus números milionários, no entanto, a recente venda para o campeonato espanhol de um prodígio português de 19 anos devia deixar orgulhosos muitos portugueses porque é o reconhecimento da qualidade e do talento do jogador lusitano. Em vez disso, os velhos do Restelo, de Alvalade e das Antas, não compreendem, não encontram explicação racional para essa venda e declamam ressentimento. O "velho dos Lusíadas" chega a dar lugar a uma velha eurodeputada que questiona se isto não se trataria de um "negócio de lavandaria". Se Camões fosse vivo não percebia como se exalta por um Ronaldo e pelos seus feitos além fronteiras enquanto se demonstra animosidade por um  jovem que é transferido de forma épica à custa do seu trabalho e habilidade, nada que um bom medicamento com bicarbonato não resolva os problemas destes reaccionários.

10
Jun19

Os lesados das Antas

Dylan

leado.jpgA sentença de um tribunal em condenar o Porto a indemnizar o Benfica em dois milhões devido à divulgação de correspondência privada, criou um coro de indignados. Os Lesados das Antas sentem-se enganados, afinal aquele papel comercial vendido ao balcão do Porto Canal foi deturpado, nomeadamente com expressões cortadas para alterar o sentido do texto, passando uma mensagem manipulada. Mas não foi por falta de aviso visto a supervisão da ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social) ter alertado há um ano para a conduta desta espécie de Pravda televisivo, considerando que a divulgação de emails não tinha qualquer propósito de informar porque "ignora as elementares exigências aplicáveis à actividade jornalística". Os produtos foram vendidos pelo departamento de comunicação como sendo verdadeiros, publicitados por um famoso pirata informático e subscritos pelos comentadores dos programas desportivos nacionais, embora houvesse riscos tóxicos pois as obrigações traziam acesso a planos de treino, contratos comerciais e informações clínicas do Benfica. O fundo dos lesados brevemente terá mais aderentes, nomeadamente órgãos de comunicação social, para a compensação da suas perdas de credibilidade junto da opinião pública desde há dois anos a esta parte.   

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D