Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

29
Set12

Nem o Nuno salva este Sporting

Daniel João Santos

Neste momento aguarda-se as palavras do Sporting em relação à arbitragem do jogo de hoje. Com o Estoril a vencer o Sporting em Alvalade por dois a zero, com sócios a abandonarem já o estádio, o senhor Nuno Almeida expulsou Gonçalo Santos do clube visitante. No final ficou um empate a dois entre o Sporting e o Estoril.

 

Desconfio, no entanto, que não chegou nem de perto para salvar Sá Pinto.

24
Set12

Apitagens do jogo do Benfica: jornada 4, Carlos Xistra

joaopaulo74

Escrevi isto, há uns tempos:

"Sobre os homens do apito só consigo escrever partindo de uma ideia base, que sei ser falsa: eles só falham porque são maus ou porque apitam mal e nunca porque estão a errar itencionalmente. É a única forma que tenho de ver futebol. É mais um ponto de partida para uma análise que vou tentar fazer de forma regular ao longo da epoca."


A apitagem do Sr. Xistra em Coimbra é um exemplo claro desta minha ideia. Tal como o Bruno Paixão considero que este senhor é mau, mas não tenho nada que me confirme a ideia de que roubou intencionalmente.

Agora, que é incompetente, isso é!


 

 

24
Set12

Jornada #4 Académica - Sport Lisboa e Benfica

joaopaulo74

O Sport Lisboa e BENFICA entrou em campo com a corda toda e nos primeiros minutos até parece que a culpa era do movimento excessivo da baliza

que se desviava para evitar acarinhar a redondinha nas suas redes:

- Cardozo aos 2 minutos e 55 segundos, a um metro da linha de golo, acertou na trave;

- Rodrigo, aos 4 e 55, a passe de Bruno César sobre a direita, acertou no poste. Tal como Cardozo, também ele estava dentro da pequena área.

A primeira vez que a equipa de Coimbra conseguiu sair da sua pequena área, Maxi Pereira derrubou um avançado e Carlos Xistra assinalou grande penalidade. Estava a Académica na frente.

Com Matic na posição 6, Enzo a 8 e Bruno César e Salvio nas linhas, o ataque estava entregue a Cardozo e a Rodrigo. A defesa foi a possível: Maxi, Jardel, Garay e Melgarejo.

 

 

24
Set12

O novo clássico

Eduardo Louro

É um novo clássico: o Benfica domina de alto a baixo, as oportunidades de golo sucedem-se, umas atrás das outras ao ritmo das bolas aos postes ou para as nuvens; depois entra em acção o guarda-redes, que defende tudo o que lhe aparece pela frente; e o árbitro, chame-se Xistra ou Hugo Miguel, que faz o resto. O resultado, já se sabe: ou permite a aproximação do Porto ou permite-lhe a fuga.

A história repetiu-se, e é já um clássico. No primeiro quarto de hora do jogo de Coimbra o Benfica podia e devia ter construído o resultado. Aos 4 minutos já Cardozo e Rodrigo – os dois pontas de lança – tinham cada um rematado a sua bola ao poste…

Na primeira vez que a Académica consegue sair da sua área, Xistra tem oportunidade de assinalar um penalti, mesmo que as coisas se tenham passado fora da área. Sem perceberem como, os estudantes estavam a ganhar!

Recolheram aos aposentos, que dizer à sua grande área, e aí valia tudo: até atrasos com os pés, em aflição, para o guarda-redes, que agarrava a bola como se nada fosse com ele. Nem tudo podia valer: um defesa a fazer de guarda-redes tinha mesmo de dar penalti, a única maneira que o Cardozo conhece de marcar golos.

Só que pouco depois a Académica volta a conseguir chegar à área do Benfica. E já se percebeu: o Xistra voltou a ter oportunidade de inventar outro penalti. Desta vez é dentro da área, mas é dentro da área que o Garay corta a bola. Nada mais que isso!

Lá valeu o Lima que, com um belo golo, deixou empatado um jogo que Xistra quis que ficasse assim. Mas, atenção: a equipa de Jorge Jesus foi quase tão incompetente como Carlos Xistra!

Pág. 1/3

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D