Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

07
Mar13

Diálogos curtos

Eduardo Louro

Quando aproximava a chávena do café da boca, parou. No televisor em frente Vítor Pereira dizia, em tom exaltado: “Engana-se quem pensa que o título está entregue”!

A chávena retomou o caminho interrompido, levando-lhe à boca o último gole de café, e interrogou os seus botões: “Mas ele dirige-se a quem”? “Quem é que diz que o título está entregue”?

Como os seus botões lhe não dessem resposta e, sem se recordar da sua condição de portista, virou-se para o colega de café e deixou cair o desabafo: “O Porto merecia melhor…”

A resposta veio rápida e seca: “Também o Benfica merecia melhor treinador que o Jesus”!

“Lá merecer merecia, mas não há …” - saiu-lhe, abanando lentamente a cabeça em sinal afirmativo, enquanto deixava o euro e vinte em cima do balcão…

05
Mar13

Indefectíveis fanáticos

Dylan



O Minho, outrora a região de bem receber, vê-se envolvido em casos de violência no desporto. Desde confrontos nas bancadas de campos de futebol até pedradas à equipa visitante. Em Braga, Capital Europeia da Juventude, em 2011, e Guimarães, Capital Europeia da Cultura, no mesmo ano e Cidade Europeia do Desporto, em 2013, existem energúmenos que não aprenderam nada com estes eventos e decidem manchar o bom nome da terra, quiçá instigados pelos discursos odiosos dos caciques políticos e desportivos da região, misturando as frustrações pessoais com a situação sócio económica em que vivem.

04
Mar13

8 Marés Vermelhas

joaopaulo74

O jogo de Aveiro poderá, muito bem, ter sido o jogo do título. De agora em diante faltam 8 finais! Nas oito finais em falta só queremos duas coisas:

- vitórias do SLB nos 8 jogos.

- Uma Maré VERMELHA que leve a equipa ao título!

Que nenhuma cadeira fique vazia - onde for possível estar um benfiquista, temos que lá estar.

É possível!

Sente-se isso nos adeptos do Dínamo da BCI!

03
Mar13

O jogo que tinha de ser ganho

Eduardo Louro

 

Depois de uma hora de credo na boca o Benfica fica isolado na frente do campeonato. Tirando o primeiro quarto de hora do jogo, onde o Benfica denotou clara superioridade, foi sempre um jogo repartido e muito dividido.

É certo que o Beira Mar apenas por uma ocasião esteve verdadeiramente perto do golo. É certo que o Benfica teve quatro oportunidades claríssimas de golo, e que a equipa de arbitragem anulou mais duas, assinalando dois foras de jogo inexistentes. Mas o espectro do empate nunca foi afastado…

O Benfica não fez um bom jogo, longe disso. O Beira Mar, pelo contrário, jogou muito bem. Terá feito por ventura o seu melhor jogo do campeonato, nada tendo a ver com aquela equipa que ainda há duas semanas, sob o comando do Ulisses Morais, jogou e perdeu com o Porto. Quem visse o jogo não acreditaria que estavam ali o primeiro e o último classificado!

Mas há que perceber que, com a carga emocional do que estava em jogo, com a possibilidade de isolar a equipa no comando do campeonato, este seria um jogo especial. Este era um jogo que apenas tinha de ser ganho. Nada mais!

É por isso dele se não podem tirar outras conclusões. Foi apenas um jogo que tinha de ser ganho e foi. Sem casos, sem externalidades!

02
Mar13

Dia de clássicos

Eduardo Louro

 

Hoje foi dia de os portugueses se manifestarem por todo o país contra este estado de coisas. Mas também foi dia de clássicos. De super clássico, em Madrid, e de clássico em Lisboa. Não do nosso clássico, mas do outro, em Alvalade!

O clássico planetário, em Madrid, confirmou que o Real de Mourinho está já bem por cima do Barcelona. Ganhou (2-1), mesmo prescindindo dos principais titulares, porque Manchester é já ali. Pela segunda vez na mesma semana, fazendo desta que é a pior época de Mourinho no clube merengue, a melhor no torneio especial dos confrontos com o Barcelona. Também Cristiano Ronaldo está a ganhar no eterno confronto com Messi. Mesmo hoje, que foi um dos poupados.

Batou-lhe meia hora em campo - entrou para a última meia-hora - para fazer mais, muito mais que Messi, na hora e meia. Mesmo que não tenha marcado, e que Messi tenha feito o golo do Barça...

Pouco a pouco Mourinho construiu uma equipa capaz de ser consistentemente superior à melhor equipa do mundo de todos os tempos. E lembramo-nos que no início, ainda há bem pouco tempo, a equipa entrava em campo para correr atrás da bola que os jogadores do Barcelona não largavam, quase sempre sem a cheirar... Como se procurasse um antídoto para um veneno que não conseguia sequer identificar.

Quando defrontava o Barcelona o Real era outra equipa!

Pouco a pouco percebeu que só conseguiria ser melhor se fosse melhor no que tem de melhor. Se não abdicasse da sua identidade. Assim foi, e assim é hoje melhor!

O clássico de Alvalade tem pouco história, apesar de Liedson. E de Ismaylov. O Porto teve a bola, mas foi o Sporting que criou as oportunidades de golo que o jogo teve.

Como um não criou oportunidades para marcar e outro, criando-as, desperdiçou-as todas – duas delas  de forma escandalosa por Wolkswinkel, mas também o Carrillho e  o Bruma deitaram fora boas ocasiões – não houve golos. Assim não pode haver!

Nem no forcing final, contra dez no último quarto de hora - o árbitro foi um tal Paulo Batista - e com livres, uns atrás dos outros, junto à área do Rui Patrício, o Porto conseguiu criar uma oprtunidade de golo.

 

Pág. 5/5

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D