Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

20
Fev14

Erros nossos, Má fortuna e olhar para a frente!!!!!

helderrod

Em tempos idos, o Werder Bremen (nenhuma das equipas enunciadas por Paulo Fonseca) esteve nas Antas e quase conseguiu um empate nos últimos minutos. Até a luz se apagou. Porém, fomos a Bremen e demos 5 sem resposta, estivemos em Hamburgo com chapa 3 e em Gelsenkirchen fomos Campeões Europeus.

Assim não podemos ser pessimistas quanto à ida a Frankfurt. Certamente irão jogar mais à frente e o Quaresma poderá dar uma trivelada na eliminatória ou quiçá Jackson Martinez conseguirá concretizar os golos que não conseguiu hoje!

Se isto não acontecer, pode ser que consigamos um golito à Benfica (em fora-de-jogo) para todos vibrarmos com a Verdade Desportiva!

 

 

Força, Porto! Confiança.

 

 

Wir werden gewinnen!

 

 

Hélder Rodrigues

20
Fev14

Mudança

Eduardo Louro

 

Dizia aqui no passado domingo que era difícil o Benfica, agora, não jogar bem. Dizia então que não importavam as circunstâncias, o adversário ou estado do relvado. Ficou para hoje dizer que nem importam os jogadores: actualmente o Benfica joga bem independentemente dos jogadores que joguem!

Hoje, na Grécia, nem o adversário, nem o ambiente do estádio, nem os adeptos, nem nada impediu que, repetindo apenas três jogadores da equipa do último jogo em Paços de Ferreira, o Benfica jogasse bem. E ganhasse!

O que não quer apenas dizer que o Benfica tem um excelente plantel - nos dois ou três últimos anos também tinha. Quer dizer que Jorge Jesus percebeu isso. Mas também que mudou, e muito!

O Benfica hoje não geriu apenas o plantel, não se apresentou apenas com outros jogadores sem perda de rendimento. O Benfica hoje dominou verdadeiramente o jogo!

Já não é aquela equipa excitante, eléctrica, que partia vertiginosamente para cima da defesa adversária, sempre no mesmo ritmo, até se acabarem as pilhas. Não, Jorge Jesus mudou. E a equipa controla a bola, controla o jogo e domina o adversário, retirando-lhe toda a iniciativa. E dá gosto ver jogar! 

20
Fev14

Diese Deutschen sind verrückt!

joshua

Alguma da fauna adepta alemã que estará hoje no Dragão já se fez notar. É sempre libertador e consolador sair da redoma do próprio País para mostrar o Verrückt Fritz que há dentro de nós. A notícia detalhada, no JN: «Um simpatizante do Eintracht Frankfurt foi ontem à noite retirado do Alfa Pendular pela PSP, na estação de Aveiro, na sequência de comportamentos incorrectos protagonizados no comboio que fazia a ligação entre Lisboa e Porto.

 

Alcoolizados, muitos dos cerca de cinquenta adeptos incomodaram os restantes passageiros, levando à intervenção policial. O adepto que mais desacatos estava a provocar, um professor, de 35 anos, residente em Frankfurt, foi retirado do comboio e identificado na esquadra de Aveiro, tendo sido, posteriormente, libertado.

 

À chegada a Campanhã, os alemães tinham à espera vários agentes da PSP, mas acabaram por sair sem provocar mais desacatos.» Esperemos que a devida resposta seja dada pelos nossos jogadores no rectângulo de jogo.

20
Fev14

Quaresma Vai Marcar

joshua

Pré-convocado para um particular da Selecção a 5 de Março, Quaresma, caso alinhe hoje, vai sentir uma acrescida motivação para brilhar e vai marcar. Há momentos numa equipa em que o egoísmo competitivo de um só jogador pode repercutir-se em milagres exibicionais do colectivo e até em aumento de número de golos marcados. Na desconsoladora Liga Europa, o FC Porto precisa exalar algum do velho perfume. Por favor...

16
Fev14

Competência

Eduardo Louro

Até há dois meses atrás era difícil, mesmo sem perder, se bem que empatando aqui e ali com os Belenenses e os Aroucas deste campeonato, o Benfica jogar bem. Difícil e raro!

Actualmente, mesmo com o inoportuno e inaceitável empate de Barcelos pelo meio, é difícil o Benfica jogar mal. Mesmo em relvados deploráveis!

Hoje, em Paços, voltou a ser assim. Apesar das dificuldades do campo e do adversário, o Benfica não deixou de jogar bem e de confirmar o bom momento que atravessa e que, pelo que a história nos mostra, se poderá prolongar até ao final da época.

O que não quer dizer que o título sejam favas contadas: é o que a mesma história nos conta!

Já começou a dança dos castigos, mas nem isso arrefece os ânimos. O quinto amarelo já visitara Siqueira. Seguiu-se, no derby, Enzo Perez, impedindo-o de estar hoje em Paços de Ferreira onde, agora de uma só vez, calha a sorte a Gaitan e Maxi. Hoje Rúben Amorim fez, e muito bem, de Enzo. No próximo jogo com o Guimarães outros tantos farão igualmente muito bem destes dois.

Porque o Benfica já não tem apenas o melhor plantel. Tem todos os jogadores disponíveis em condições de entrar na equipa. E o Sálvio está aí, a bater à porta. Mesmo que Cardozo, estranhamente ou não, tenha regressado ao estaleiro.

Logo agora que ia  falar de competência... Da competência que esperamos não nos traia outra vez!

 

16
Fev14

De se lhes tirarem o chap...assobio!

helderrod

Consistência e força. Duas palavras que ajudam a resumir a exibição do FC Porto.

Num terreno pesado, o Porto entrou forte criando várias oportunidades de golo que poderiam ter fechado o jogo bem mais cedo.

Com um Herrera muito dinâmico e um Varela irreverente foi possível arrancar uma bela vitória num terreno onde já não vencíamos desde 2005. Foi em Barcelos que, após aquela derrota aPAIXÃOnante do Porto de Vítor Pereira, partimos para uma espectacular miríade de treze vitórias consecutivas que nos conduziram ao triunfo no primeiro do tri!

Uma palavra para Mikel que ao ter entrado em campo poderá vir a ser ele também mais um campeão! Assim seja.

Outra palavra para as excelentes relações entre a Liga de Clubes e o outro grande. Aquele sorriso de Mário Figueiredo junto de Vieira aquando do golo do Benfica não escondeu a frustração da Liga em não ter conseguido arrancar o Porto da Taça, apesar das adendas e dos relatórios encomendados...

 

Hélder Rodrigues

 

Força, Porto!

 

11
Fev14

Os desequilíbrios do dérbi

Eduardo Louro

 

Começo por dizer que só tenho motivos de congratulação. Congratulo-me pelo impedimento da realização do jogo, no domingo. Uma grande decisão, tomada exactamente na hora certa. Congratulo-me pela realização do jogo, do grande derbi do país, do grande derbi do povo, mas acima de tudo pela forma como foram superadas algumas tentações, muito alimentadas por muita gente, mesmo por quem não deveria ter nada a ver com isso. Congratulo-me pelo grande jogo a que assistimos. Por não se ter dado pela arbitragem, nem ninguém a ir buscar para ensombrar a crónica superioridade do Benfica. E, evidentemente, pela grande, clara, mas escassa vitória do Benfica!

E saliento exactamente isso. Quem tivesse chegado de Marte e tivesse visto o jogo não acreditaria que aquelas duas equipas estavam a disputar o primeiro lugar do campeonato nacional. O resultado acabou mesmo por ser a melhor coisa que aconteceu ao Sporting!

Podem dizer que o Leonardo Jardim se estendeu ao comprido, e que é até capaz de ter perdido hoje o estado de graça. Mas a verdade é que, não tivessem os jogadores do Benfica privilegiado a nota artística, e talvez tivessem atingido uma marca histórica. Que, pelo fair play manifestado hoje pelo presidente e pelo treinador do Sporting, seria quase injusto.

Para a história ficará o fantástico golo e mais uma enormíssima exibição de Enzo Perez. Não se vê em nenhuma das grandes equipas da Europa um jogador como este. Espero que continuem sem reparar nele porque, esse sim, é insubstituível!

10
Fev14

A Outra Face da Moeda!

helderrod

Muito se tem falado e escrito em torno da suposta manobra do FCP no panorama futebolístico. Por norma, juntam-se várias tertúlias na TV a "cascar" no clube e nos seus dirigentes mas quase sempre na ausência de quem possa exercer o contraditório. 
Este solilóquio antiportista agudiza-se, generaliza-se e torna-se ridiculamente evidente.
Têm razão as hostes portistas quando falam em parcialidade nos media. Há mais Benfica TV do que parece...
Dias Ferreira e os seus leões feridos no orgulho esqueceram-se de Campo Maior quando de habilidades falam. Em Campo Maior, um tal de José Soares nunca deixou o Jardel voar sobre os centrais com puxões na grande área, o que permitiu atribuir com muita Paixão o título ao Sporting. Até na última eliminatória da Taça de Portugal alguém questionou sobre a forma como o Diego Reyes é empurrado no golo do Estoril? Ou mesmo se o Rodrigo não terá acção direta, tirando partido do offside no golo do Benfica em Penafiel uma vez que condiciona a tarefa do guarda-redes? 
Meus amigos, importa ver sempre as duas faces da moeda para se poder falar em Verdade Desportiva.
Hélder Rodrigues

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D