Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

08
Mai14

Um senhor!

joaopaulo74

O JJ está um senhor.

Estou à vontade na análise porque defendi a permanência do Jesus no SLB no fim da época passada. Para o melhor e para o pior, o BENFICA foi construído à imagem e semelhança do JJ.

Se gosto do estilo? Se gosto dos erros? Se gosto da arrogância?

Já me irritou mais. Hoje continua a errar, mas consegue mostrar conhecimento, isto é, parece-me que ele sempre soube mais da bolinha que os outros, tinha era dificuldade em encontrar palavras para expressar o que lhe ia na alma.

Essa dificuldade continua, mas já todos o entendem melhor.

O que importa se a Alemanha ganhou três e não uma?

O que interessa saber se o BENFICA sofreu zero golos durante toda a Taça da Liga?

Passou ou não passou a mensagem?

É que às vezes fico com a sensação que o pessoal da blogosfera está à espera que o MISTER fale para eles.

E isso, meus caros, é impossível porque o JJ é um homem do POVO!

E, Mister, aqui, cara a cara: "Só contigo era possível ir final a final!"

Mai nada!

 

04
Mai14

O número de Jardel

Eduardo Louro

 

Não gostei que a despedida da Luz  se ficasse pelo empate. O terceiro em casa, num jogo em que todos os jogadores tinham o número do Jardel. 33!

Ainda se tivesse sido o preço de fazer mais uns campeões. Mas não, só se fez mais um - o Paulo Lopes. Mais do que merecido!

Mas pronto, foi dia de empates. Toda a gente empatou. Menos o Porto. E o Gil Vicente, vá lá...

 

02
Mai14

História e o presente

joaopaulo74

Confesso que perdi a paciência para a estupidez de alguns, nomeadamente para os que, perante as derrotas deste ano, usam os argumentos gastos de anos e anos.

Resumem-se a duas ou três ideias:

a) O mofo dos festejos vermelhos;

b) O sucesso europeu valoriza o sucesso interno, desmontando a tese do sistema.

 

Obviamente, perante a estupidez dos argumentos, vou tentar colocar as coisas de outro modo.

Como já antes escrevi, a diferença entre a derrota e a vitória é, em alta competição, muito escassa. O que distingue o SPORT LISBOA E BENFICA da época passada do SPORT LISBOA E BENFICA é o detalhe da bola que entrou ao 92' ou a bola que o Luisão evitou que fosse golo aos 45.

O ano passado fomos a 2 finais e ficamos em 2º. Este ano já temos o título e estamos em 3 finais, logo, estamos melhor.

E este é "O" argumento - estamos a melhorar, estamos no bom caminho. Quero lá saber se é um ciclo ou uma era que termina. Não estou nadinha interessado nessa teoria.

Olha para o BENFICA de hoje, com Jesus e penso no BENFICA sem o Jesus e vejo uma diferença brutal e isso é a única coisa que me interessa, o SPORT LISBOA E BENFICA!

Quanto ao resto, quero lá saber o que se passa de Contumil à Velasquez - só me interessa saber que dia 11 há mais!

Quanto à história, à Democracia e a Ditadura, à República e à Monarquia, voltarei em breve. E, no que diz respeito há Europa há muito para comentar, mas também isso fica para mais tarde.

02
Mai14

“E prontos, não há mai nhuma”!

Eduardo Louro

 

 

Épico!

Esta jornada de Turim, que lá nos leva de volta, vai ficar como uma das mais brilhantes da gloriosa história do Benfica. Teve tudo. Teve a categoria imensa dos jogadores, um imenso querer, um crer ilimitado e muito, muito sofrimento …

O jogo era difícil, de elevadíssimo grau de dificuldade. Porque a Juventus, grande no orçamento, é também uma grande equipa, como mostrou. Mais na Luz que hoje, em casa… Porque a final era ali no seu estádio, e a perspectiva de jogar a final em casa era factor de motivação suplementar. Porque, seja a UEFA, seja Platini ou seja lá o que for, a verdade é que o árbitro inglês não foi nada inglês. Foi italiano, foi descaradamente caseiro. Expulsou o Enzo, sem qualquer justificação, e cedo deixou o Benfica a jogar com dez, naquilo que foi o pleno das três meias-finais que ultrapassou com sucesso. Distribuiu amarelos numa gritante dualidade de critérios, e mais um incompreensível vermelho a Markovic, já no banco. E nunca mais dava o jogo por terminado, deixando-o chegar mais perto dos 10 minutos de compensação do que dos seis anunciados, todos com o Benfica reduzido a nove jogadores, já sem Garay…

Mas este Benfica é, como nunca se esperasse que pudesse ser, uma equipa solidária e unida numa confiança e numa crença que provavelmente só encontrará paralelo no Atlético de Madrid de Simeone. Resistiu por isso a todas as adversidades e ainda teve tempo, mesmo com dez e depois com nove, para aqui e ali deixar espalhadas no relvado manchas de enorme categoria.

Também porque a Juventus nunca primou exactamente pelo desportivismo, antes, durante e depois do jogo, esta vitória com direito a regresso a Turim tem ainda mais significado. É ainda mais épica!

 “E prontos, não há mai nhuma”

02
Mai14

Orgulho

joaopaulo74

Confesso que tenho dificuldade em escrever alguma coisa depois do jogo de hoje em Turim.

É verdade que não jogamos um boi, mas ganhamos!

É verdade que não foi bonito, mas, no futebol, a diferença entre GANHAR e perder é demasiado cruel.

Um qualquer manco a um fantástico minuto 92 no nosso novo salão de festas- por falar nisso, os companheiros do Dia de Clássico, vão assistir à nossa festa na vossa casa? - leva uma equipa do céu ao inferno. Foi só essa a diferença. De um lado, diz-se que foi mística, foi garra, foi acreditar.

Do outro, sorte.

Pois, parece que a cor das riscas é que faz a diferença.

Eu sou da JUVE desde pequenino. Mas sou mesmo - é a única equipa estrangeira de quem tenho um cachecol.

Não gostei de ver a Juve ser castigada por corrupção - por cá houve uma equipa às risquinhas que também aceitou ser condenada com 6 pontos por corrupção. Lá desceram de divisão, mas enfim...

E, claro, fui do Sevilha com muita alegria há umas semanas. E, percebo, com respeito como o Sevilha ganhou uma falange de adeptos às risquinhas aqui perto.

Normal e natural.

Mas, esse é o nosso prazer, ganhar de uma forma que vos está a tirar do sério.

Imagino as conversas entre azuis em torno desta ideia: "quanto é que termina o nosso pesadelo?"

Respondo eu: vão ver que se vão habituar e não custa nada!

 

Pág. 2/2

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D