Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

12
Set15

São fantásticos!

Eduardo Louro

O Porto jogou hoje em Arouca. E ganhou (3-1)!

O Benfica jogou em Aveiro com o Arouca, há três semanas. Há duas jornadas atrás. E perdeu (0-1)! Mas já ouvimos dizer, e aposto com quem quiser que iremos continuar a ouvir, por muitos e bons meses, quiçá anos, que o Porto foi prejudicado. E o Benfica beneficiado. Que o  campeonato - também este - já está ferido na sua verdade...

São fantásticos!

12
Set15

A Longa Estrada Para O Título

helderrod

Para os mais distraídos, importa referir que o Futebol Clube do Porto é a equipa com mais títulos (13) na Volta a Portugal em bicicleta. Permitam-me a analogia para contextualizar o que a seguir irei anunciar.

Com efeito, nesta corrida para o título nacional de futebol as etapas nem sempre são iguais. 

Na verdade, enquanto o SLB percorreu os 90 quilómetros num belo tapete em Aveiro, o FC Porto teve que andar por sinuosas estradas com toupeiras e tudo por terras de Arouca. A tirada não foi fácil, mas mesmo assim a vitória foi aquistada. Com um trepador TT chamado André André, a equipa a jogar de branco (e que bela indumentária esta) fez algumas fugas de grande competência, designadamente por Corona. O novo sprinter mexicano mostrou grande pedalada, bem como o cabeça de pelotão Aboubakar que tem revelado uma rotação bastante agradável nestas primeiras contagens de montanha!

Depois o juiz de corrida que quer ser o camisola amarela à "força toda" admoestando quase meia equipa azul e branca. De facto o Capela continua a ser fabuloso de amarelo em riste.

Pena foi que no foto finish não foi capaz de ver o fora de jogo claríssimo que deu o golo ao Arouca que bem fez por merecer um golito na meta volante. Escusava era de ter sido ilegal. Mas quanto a isso, meus amigos, estamos conversados. 

Enquanto uns azuis davam a esquerda para passarem de passadeira uma meia dúzia, os outros de branco tiveram que trabalhar para tornear a sinuosa e curvlínea estrada arouquesa para chegar na frente. 

Os ex líderes do campeonato tiveram 24 horas para brilhar. Agora regressam ao lugar esperando o próximo desafio para os lados das Antas. Aí a estrada vai ser boa para todos e a equidade de condições permitirá uma bela corrida na semana que aí vem. No entretanto, os bravos de pelotão vão fazer uma das mais longas etapas europeias desta temporada e o triunfo deverá passar para arrancarmos no topo dessa Champions que tão bem conhece o prestígio do grande Futebol Clube do Porto. A ver vamos!!!!

Força, Porto!

Hélder Rodrigues

 

Para finalizar uma palavra para o desempenho fabuloso dos SUPER DRAGÕES e do COLECTIVO que apoiaram incessantemente a equipa! Parabéns a eles também!

12
Set15

Assim, sim!

Eduardo Louro

Imagem relacionada

 

Noite de gala na Catedral. Já tínhamos saudades...

Ia  a primeira parte a meio quando dei comigo a pensar que desta vez o Benfica tinha trocado as voltas ao jogo. Que tinha trazido para os primeiros vinte minutos os últimos vinte minutos dos jogos anteriores. 

Aos poucos percebi que não era assim, que alguma coisa tinha mudado e que o espectáculo era para continuar. Então recostei-me melhor e deixei-me ir, deliciado e muitas vezes extaseado pela magia de Gaitan e pela arte de Jonas que um espantoso concerto colectivo não conseguia ofuscar.  

Um concerto que consertou de vez - espera-se - a máquina de Rui Vitória. Agora não pode haver mais espaço para dúvidas. Sabe-se que não vai ser sempre assim, que hão-de vir dias em que nem tudo corre assim bem. Mas não se pode andar para trás, este tem que ser o ponto de partida, nunca o ponto de chegada. 

A equipa pode não atingir sempre este altíssimo patamar exibicional, mas fica obrigada a entregar-se ao jogo da mesma forma, a pressionar da mesma maneira, a atacar a bola e o adversário com o mesmo entusiasmo, a mesma convicção e a mesma energia. Porque só assim pode marcar golos e sabe-se, já se sabia, que o Benfica é outro logo que marca o primeiro.

A chave do futebol deste Benfica de Rui Vitória está no primeiro golo. Por isso não há segredos: é entrar para marcar cedo, em vez de entrar à espera do que o jogo possa dar. É isso que se espera daqui para frente. Não se pede mais que isso. 

É que assim é mais fácil repetir noites de gala como esta. De vez em quando, também não se pode exigir isto todos os dias...

Pág. 2/2

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D