Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

30
Dez15

Como é que se diz em machadês cretinos de estimação?

Eduardo Louro

Imagem relacionada

 

Decididamente Rui Vitória não se consegue livrar do fantasma de Jesus. Não lhe faltava mais nada: agora ainda tinha de lhe sair na rifa o Manuel Machado, a quem o outro, entre cretinos e vinténs, já tinha dado a volta

Agora é que não há volta a dar: tem mesmo que ligar ao seu antecessor e perguntar-lhe com quantos dedos é que a coisa se resolve.

29
Dez15

Carta com Aviso de Recepção!

helderrod

EXMOS SRS.,                                                                                             Espero que esta missiva vos encontre mais serenos e construtivos. É com toda a legitimidade que se vos atribui a soberania e o direito à indignação. Todavia, já considero pouco legítimo estar a assistir a um jogo num lugar que pago anualmente e ter que estar a levar com adeptos disléxicos (porque trocam muitas sílabas), com vinte minutos de jogo e a muita gente constipada por causa do lencinho. Julgo ter o direito a estar no meu estádio, sem ter que assistir a tanto bota abaixismo. Parece que a táctica do Gouveia resultou. Hoje a maioria dos adeptos conseguiu derrotar a equipa, qual lei de Murphy instituída. Quando ouvi tanto assobio, até pensei que fosse para pedirem o André Silva e os compatriotas! Mas depois reparei que eles já estavam a jogar e a falhar golos e passes. Porém, a culpa é sempre do treinador. Quero endereçar aos Super Dragões e ao Colectivo um abraço solidário de grandeza pela força exemplar e motivacional que plasmaram incessantemente no relvado. Quanto ao resto foi triste um espectáculo pimba: uns gritavam olés aos jogadores do PORTO, outros celebravam os golos do Marítimo, acenando lencinhos como se estivessem a dar vivas ao Papa em 1982 na Avenida dos Aliados...Lamentável! Foi uma paupérrima exibição, mas não devemos individualizar as responsabilidades. Os jogadores que tanto queriam ver nesta competição menor não têm ritmo de jogo, falharam muitos golos e foram traídos na transição dos madeirenses... Foi assim a Taça dos Correios: Uns espumam-se passeando a "qualidade" nesta competição (até porque já zarparam da Taça de Portugal); outros abanam lencinhos (triste moda esta copiada dos estádios espanhóis na década de 90); outros vão com as fraldas encharcadas para casa... Um Feliz Ano Novo para todos, exceptuando-se aqui os votos de sucessos desportivos para os portistas! Atentamente, Hélder Rodrigues Indarra, FC Porto! Até Sábado!!!!

Votos dos meus sinceros PARABÉNS ao Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, cujas alegrias que já me atribuiu nas minhas 37 Primaveras servem para calar para a eternidade quaisquer laivos de loucura e assobio!

21
Dez15

Festas Felizes! São os votos de quem está em PRIMEIRO!

helderrod

Foi um Domingo perfeito! Ou melhor, quase perfeito. Foi uma jornada que fez emergir uma tradição e trouxe uma inovação. A tradição do paradigma do Natal no qual o SCP nunca come o bacalhau em primeiro! A inovação é claramente o facto de Julen Lopetegui estar isolado na frente do campeonato e isso traz-me uma satisfação imensa. Hoje fiz questão de levar um cartaz para o Dragão que plasmava a frase: Indarra, Lopetegui! É essa a força que a equipa necessita. Hoje o FCP entrou em força, acicatado pela derrota do rival de Alvalade, tendo ficado a sensação que na primeira parte de uma noite fria no Dragão, com mais de 32 mil pessoas, poderíamos ter prendado os adeptos com mais golos! Porém, na segunda parte, lá chegaram as preciosas assistências de Layun, do regresso aos golos de Abou para o campeonato, da arte maior de Corona e de uma finalização de ouro protagonizada por Herrera. Mas não há bela sem senão. Foi triste ver um treinador ser assobiado a vencer por 3-0 e já líder no campeonato, pelo facto de não colocar em campo um excelente jovem jogador da B. Pinto da Costa afirmou e bem que o treinador não está lá para agradar. Porém, devo adir que mal estávamos se agora fossem os adeptos a escolher os jogadores que devem ou não entrar. Foi nesse momento infeliz que a Académica consegue um golo irregular, mas os assobios não foram para o fiscal de linha. Foram para um treinador que viu um miúdo e está a fazer dele um portentoso jogador no miolo do campo, vulgo Rúben Neves. O FC Porto vai na frente com mérito, porque ainda não perdeu no campeonato. E isso é significativo. Tudo o resto é folclore para os bota abaixo poderem expandir as suas fantasias. Posto isto, um Feliz Natal a todos! Um abraço e Indarra, FCP! Indarra, Lopetegui! Hélder Rodrigues

20
Dez15

Cada vez mais na mesma

Eduardo Louro

 

Foto daqui

 O Benfica ganhou por 3-1 ao Rio Ave, com dois golos de Jonas e outros tantos de Raul Jimenez. Pois... a aritmética já não é o que era, e dois e dois já são só três. 

Marcou quatro goios - mesmo que só três tenham contado, porque o árbitro acha que um jogador pode estar em posição de fora de jogo ainda dentro do seu próprio meio campo - teve uma bola na barra, que por sinal daria num excelente golo, do Pizzi, e mais três penaltis por assinalar. Três! Mais três, esta época já se perdeu a conta...

Poderia pensar-se que o árbitro de hoje tinha dificuldade em ver as mãos dos jogadores dentro da área do Rio Ave. Não viu as mãos dos jogadores vestidos de verde, fosse a jogar a bola - duas vezes - fosse a empurrar. Mas ele não quis que pensassemos isso, e fez questão de dizer que não tinha qualquer problema visual com as mãos dos jogadores naquela zona do campo. Para isso assinalou uma mão quando, dentro da área adversária, um jogador do Benfica (Pizzi) dominou a bola com o peito e se preparava para rematar à baliza...

Sendo tudo isto factos, como lhe chamou Rui Vitória, a verdade é que nem estes factos apagam os fracos argumentos do Benfica. Chega até a parecer estranho como é que tão poucos argumentos criam tantos factos.

Se na segunda parte a exibição do Benfica foi ligeiramente além do sofrível, na primeira foi medíocre - um medíocre menos, ali a rasar ao mau -  ao nível da da Madeira, na última terça-feira. E no entanto começou o jogo a ganhar, com um golo logo aos três minutos, numa jogada até bem construída, na segunda vez que chegou à baliza adversária. 

Só que não há volta a dar: se não marca cedo, é a ansiedade, e as coisas não correm; se marca, também não. Dizer que a equipa se intranquiliza é uma falácia, porque só se intranquiliza quem está tranquílo. E a verdade é que não há qualquer mudança de estado, dando a ideia que a equipa entra sem saber o que tem para fazer. Nem o que o esperar do adversário, ficando ainda mais perdida...

E isto, para mal dos nossos pecados, está cada vez mais na mesma.

15
Dez15

Borrada a pintura. Definitivamente...

Eduardo Louro

Imagem relacionada

 

Três dias apenas de ter deixado no ar a ideia de que o 35 e o tri seriam possíveis, o Benfica borrou a pintura. E não foi com transpiração...

Como inspiração é coisa que há muito não abunda, o tal jogo em atraso da Madeira que há muito contava com três pontos virtuais deu no primeiro empate do campeonato. E no adeus ao título, ainda antes do Natal.

Porque, mais que os sete pontos de distância para o primeiro, é a descrença. Quando não se joga bem, porque nem sempre se pode jogar bem e porque há relvados, como era o caso, onde isso nem sequer é possível, quando falta qualidade, e quando por falta de inspiração e de estratégia faltam soluções, é no querer, e no crer, que está a chave da vitória. E isso falta ao Benfica de Rui Vitória.

Falta-lhe muita coisa, e quanto mais coisas lhe faltam mais se nota essa falta.  E quando o líder não é ele próprio a imagem da crença e da revolta perante a adversidade, nunca nada disso chega à equipa. Mais a mais sem Luisão...

 

14
Dez15

Deixem passar esta linda brincadeira porque a culpa não pode morrer solteira (parte II)

helderrod

O futebol é de facto muito engraçado. Após cinquenta jogos na Liga NOS, o FCP volta a ser beneficiado em dois lances na sua área. 

Isso é notícia! É alvo da elevação das vozes do "só fala quem tem que se lhe diga...".

É curioso. É curioso, porque são os mesmos que se calaram quando o Porto foi ROUBADO em Kiev no cair do pano com um golo completamente irregular, onde foram subtraídos 2 pontos que nos garantiria o apuramento para os oitavos. Mas o Lopetegui tem as costas largas. São os mesmos que desvalorizaram o penalty escandaloso sobre André André não assinalado no Dragão a favor do Porto. Não faz mal! O Lopetegui tem as costas largas...

É lamentável ver como um SLB do tuga Roi Vituria que já tem 6 (seis) derrotas, perdendo 2 jogos e empatando 1 na champions, tal como o Porto, seja bestial. Mas o Lopetegui é que tem as costas largas.

É lamentável como um Sporting que está a ser levado ao colo e à guisa dos bloqueios no campeonato esteja a ser sobrevalorizado, após exibições lastimáveis na Liga Europa e com um golpe de sorte no seu jogo caseiro com o Besiktas onde leva um banho de bola de 60 minutos e acaba por ganhar o jogo, com consideráveis falhas defensivas da equipa turca. Mas o Lopetegui tem as costas largas. O Jerge Josus é um homem de sorte.

 

E assim vai o futebol actual. 

Que legitimidade ou competência podemos dar a alguém que atribui a Mitroglou aquele golo sobre o Vitória de Setúbal em que a bola bate no poste, dá no guarda-redes e entra na baliza? A sorte de uns é o azar dos outros.

 

Em suma, é mau sinal quando a culpa quer morrer solteira. Ninguém merece! Todos temos um nome, uma identidade que deve ser respeitada por todos!

 

Força, Porto!

Acredito numa grande exibição contra o Dortmund para que a bofetada de luva branca seja mais intensa que os lencinhos que vão ondular no Dragão.

Somos Porto!

13
Dez15

Deixai passar esta linda brincadeira, porque a culpa não deve morrer solteira (parte I)

helderrod
Eta beraz FCP itzulitako jolasteko. Zehazki , 28 urte Tokion primerako garaipenaren ostean , taldeak eguraldi zailtasun aurpegiak. Baina Lopetegui aurkako kanpaina jarraitzen . Aldekoak , kazetari eta , oro har, portugaldarrek dira . Beraz, zergatik gorroto , beste batzuk bezala , akatsak egin dituen arren , bere klubaren onena izan den arren, pertsona batek bere kontu emateko , euskarazko testu hau idaztea erabaki dut . Aboubakar apatia , etorri datoz Imbula errurik badu, Brahimi pasatzen aldendu eskatu nion . Ez al da arriskutsua hatz bat seinalatu Bakarra errua jokalari batzuk errendimendu eskasa gabe ? Galdera da !
Indarra , Puerto !
Helder Rodrigues
12
Dez15

Notícias do Sado

Eduardo Louro

V.Setúbal-Benfica, 2-4 (destaques)

 

O Benfica tinha hoje mais uma prova difícil. Deslocava-se - e sabe-se como este ano se quis criar o mito das deslocações - a Setúbal, a um elogiado Vitória, quinto classificado da Liga. E sem Gaitan, o mais talentoso e o mais influente jogador da equipa.

Não se poderá dizer que passou com distinção. Mas quase, e o quase é afinal o segundo golo que sofreu, já mesmo no fim do jogo. Porque em futebol golear é sempre ganhar com distinção: 4 a 1 é uma coisa, 4 a 2 é outra. Mas ganhou com tranquilidade, sem sobressaltos, e sem que ninguém se lembrasse de Gaitan.

Houve certamente quem se lembrasse de Carcela, que nem assim tem lugar na equipa, e que provavelmente tem guia de marcha já assinada com data de Janeiro. Apenas um carimbo no atestado de incompetência passado às contratações desta época... E houve também quem se lembrasse que afinal Durjcic ainda cá está. E que sabe jogar á bola, coisa que, por exemplo, já ninguém se lembra se o Cristante faz ou não.

A verdade, e voltando a Carcela, é que o Benfica tem hoje três alas a jogar. E um quarto, o Salvio, prestes a regressar. Espera-se e saúda-se... Porque o Pizzi não é, como nunca tinha sido, o oito que o anterior treinador quis que fosse. É, como sempre foi, um ala. Com algumas particularidades, mas um ala. Como se está a ver, transformando-se no jogador com a influência que hoje tem na equipa, quando há pouco era um dos descartáveis, e o exemplo vivo das fraquezas do plantel.

E o oito, claro, já ninguém tem dúvidas: é o miúdo sensação, o Renato Sanches. Quer tudo isto dizer que da cidade do Sado chegaram também hoje boas notícias para o futuro do Benfica neste campeonato. Longe, apesar de tudo, de estar perdido. Com o que se está a ver, e com os desejados regressos do Sálvio e do Nelson Semedo, só fica a faltar, para tratar já em Janeiro - esperemos que finalmente de forma competente - um velho problema na lateral esquerda.

11
Dez15

Boas maneira, educação e afins

Daniel João Santos

Não vi o jogo do Sporting e estava agora aqui a apreciar as imagens de Jorge Jesus a "falar" com Raul José durante o encontro. Confesso, sendo eu benfiquista, que muitas vezes defendi Jorge Jesus ou não quis ver muita das idiotices que ele praticou. Acontece, que perante as imagens da forma "polida" como Jorge Jesus se dirigiu ao Raul José devido a um engano numa substituição, tenho agora a certeza, mais do que nunca, que estamos perante um grande treinador, mas perante um péssimo exemplar de pessoa.

Pág. 1/2

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D