Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dia de Clássico

MENU

 

Quando grandes instituições desportivas portuguesas usam o futebol para angariar receitas contra a fome, contra a pobreza e outras acções de solidariedade, porque não cooperarem entre si para ajudar os próprios portugueses vítimas de calamidades públicas e dos incêndios que devastaram a Serra do Caldeirão, no Algarve, e na ilha da Madeira? E se o Primeiro-Ministro pensa lançar mais um imposto, que sirva para ajudar os bombeiros e as vítimas de catástrofes naturais que perdem tudo, que apenas ficam com a roupa no corpo no momento da fuga.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

  • Benfica

  • Porto

Últimos comentários

  • Eduardo Louro

    Pode até ser cínica, mas não é mentirosa...

  • Anónimo

    hooligan não hooling

  • Anónimo

    o Jesus era o "rei" quando gozava com o Lopetegui.

  • Anónimo

    O hooling português não é apenas um membro daquela...

  • Sobolev

    A diferença é que no primeiro caso o problema é da...