Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

02
Mar14

PONTO FINAL, parágrafo....

helderrod

Eu que sempre defendi com unhas e dentes este Porto de Paulo Fonseca devo dizer basta. O treinador já não está com a equipa, quando a equipa já havia manifestado esse afastamento.

Quando assim é, resta dizer:

- Ponto final, parágrafo...

 

 

P.S. Uma palavra de solidariedade para com o Belenenses e o Arouca que perderam respetivamente dois pontos para o Benfica. Hoje a equipa de Belém bateu o imbatível Oblak, mas alguém não marcou porque não quis. Já o Arouca que a 4 minutos do final vencia na Luz viu o outro Sulejmani inventar um penalty que lhe roubou 2 pontos. Pontos estes que podem vir a ser muito importantes no desfecho do campeonato. Porém, já ninguém os pára seja a torto e a direito.....

02
Mar14

Os jogos matam-se...

Eduardo Louro

 

O Benfica ganhou hoje no Restelo um jogo com história, com estórias e com alguns ensinamentos.

Um jogo com história porque um Belenenses-Benfica é um derby histórico, e um clássico do nosso futebol.

Mas também com estórias. Desde logo a do Miguel Rosa, que não jogou por decisão da Administração, conforme revelou o treinador no final do jogo. Podia ter sido por lesão, por uma daquelas lesões que alguns jogadores contraem a subir para o autocarro. O Abdulay, por exemplo, era – agora já não é – um jogador muito atreito a este tipo de lesões, mas ainda bem que não foi o caso, que o Miguel Rosa não lesionou…

Mas também a de um golo anulado ao Belenenses, por fora de jogo que na realidade não existiu. Que, se por si só já seria estória, tem ainda mais estórias agarradas. Desde logo porque na primeira volta, na Luz, o Belenenses empatou (1-1) com o golo obtido em fora de jogo. Reposta a justiça, tudo bem… Tudo bem, também, quando os treinadores se queixam das arbitragens, especialmente quando se sentem prejudicados. É normal, mesmo que a crítica e os media em geral muitas vezes achem isso mal. Que achem que o politicamente correcto seria não falar de arbitragens, ou, fazendo-o, fazê-lo também quando beneficiam desses erros. O que não é normal é todos os repórteres se tivessem apressado a recolher as opiniões dos dois treinadores sobre esse lance. Não esperaram pelo decorrer da conferência de imprensa, onde seria suposto que o treinador do Benf9ica ignorasse o lance e o do Belenenses o enfatizasse. Não, foi logo a primeira pergunta… E as respostas são também elas boas estórias, porque Jorge Jesus, que como se sabe está sempre on line, disse que do banco, não viu o lance. Desta vez estava off line, e aproveitou para arranjar para ali mais umas estórias novas sobre o fora de jogo que ninguém percebeu. E o Marco Paulo não comenta mesmo arbitragens…

Mas este jogo contém também alguns ensinamentos.

O Belenenses apresentou-se como se apresenta a maioria das equipas que defrontam o Benfica, com uma boa organização defensiva que visa atrasar o golo, se possível até ao fim do jogo. O Benfica marcou bem cedo – num grande golo, mais um golo espectacular, de Gaitan; o Benfica não está a marcar muitos golos, mas os que marca valem por muitos –, mas o Belenenses não desarmou, com os jogadores a correr muito atrás da bola e dos adversários, mas sempre lá atrás, como se nada se tivesse passado. E o Benfica, achando que o mais difícil estava feito, foi jogando sem grandes pressas, criando uma oportunidade aqui outra ali, mas sem a intensidade que lhe permitisse matar o jogo. Depois, é o costume, no fim o adversário cresce um bocadinho e basta-lhe uma bola parada para estragar a festa.

O Belenenses não criou um único lance, mas bastou-lhe uma bola parada e um pontapé de ressaca, exactamente como em Barcelos, onde ficaram os últimos dois pontos, para fazer um golo. Mal anulado, como se viu!

Pois é, não se esqueçam: os jogos matam-se, só depois de gerem. Se não aproveitarem este ensinamento um dia destes … pode correr ma!

02
Nov13

Herrar é Umano na Arena do Restelo

helderrod

Errar é humano. Não há tempo para dramatizações, até porque a Rússia nos espera. O Belenenses bateu-se bem e mereceu o empate. Foi um jogo difícil que abafou algumas vozes dos velhos do Restelo quando alegaram o facilitismo proporcionado ao Porto por parte da equipa de Belém. Na verdade, o estado do relvado esteve mau para os dois. Porém, parece-me indiscutível o facto da equipa mais tecnicista e menos rotinada no campo adverso ser condicionada...

Não obstante este facto, o erro de Mangala foi duro de digerir considerando até a forma como o nosso rival SLB conseguiu os golos na presente jornada. É preciso trabalhar a consistência das exibições e catapultar a equipa para os seus patamares naturais. É que os outros estão com muita pressa (nem os 4 minutos de descontos foram cumpridos) e a ansiedade esbarra ainda assim com três pontos de avanço.

Como tal, muita força para o jogo das Liga dos Campeões à hora do chá!

 

 

Força Porto!!!!!

 

Hélder Rodrigues

28
Set13

Fora do jogo

joaopaulo74

Esta época tem sido completamente atípica no que ao acompanhamento do GLORIOSO diz respeito. Se há anos em que não perco um jogo, esta temporada ainda não consegui ver nenhum, isto no sentido literal.

Pois bem, hoje, em dia de reflexão, dei por mim dedicado à bolinha. Vi o Chelsea, depois um jogo de futsal de miúdos e lá me sentei no corner vermelho para acompanhar o GLORIOSO na BENFICA TV.

Ainda dei pelo passar dos 10 minutos. Estava o jogo empatado.

Acordei aos 90 com ele empatado.

Estive completamente fora de jogo e não apareceu nenhum sócio do SLB para me acordar - se calhar tinham ido todos para o museu.

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D