Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

24
Nov15

O { } vs a profecia da desgraça

helderrod

Uso um símbolo da Matemática para intitular este post, porque é da Matemática que vamos precisar para chegarmos aos 1/8 de final da Champions. Uso o { } para simbolizar o conjunto vazio! Foi isso mesmo que senti esta noite no meu lugar do Dragão. Foi um vazio de ideias, uma teimosa convergência para o meio, a pouca divergência pelas alas. Foi um vazio exibicional que afectou toda a equipa como se de uma virose se tratasse. Virose essa que espoletou no meio campo e se foi alastrando a todos os sectores do campo, chegando até ao nosso guardião (imagine-se). Foi uma noite negra que começou envolta em stresse, tal foi a pressa de chegar ao meu lugar porque fomos todos revistados no Dragão. Foi um noite diferente. Pareceu que houve uma efectiva nuvem negra de Bella Gutman que impediu Lopetegui de quebrar o record da década de 60... Porém, o FC Porto pouco ou nada fez para merecer aquele ponto que faltava. E esse é que é o ponto. Faltava um ponto e nós deixámos fugir três na fria noite de Champions. Hoje a equipa congelou e a esse facto não poderá estar alheia a exagerada paragem nas competições para a ida as selecções. O primeiro a evidenciar foi Maxi Pereira que não tinha pernas, sendo substituído ao intervalo, mas essa alteração constituiu uma perda maior. Perdeu-se a raça e a entrega e a lentidão apoderou-se trazendo a previsibilidade e moleza, contrastando com o ímpeto mais agressivo dos ucranianos. O jogo de hoje foi a clara representação da Lei de Murphy, que designa a constatação de que se pensa que algo vai correr mal e corre mesmo numa desmedida e triste espiral. Foi este o vazio no Dragão. Contudo, vejamos agora o outro lado. O lado daqueles que já se espumavam à espera do primeiro desaire de Lopetegui nesta temporada. Faz-me lembrar uma história que se passou comigo na Avenida dos Aliados há uns bons anos atrás. Numa festa, ouvi gritar "agarra que é ladrão" e eu vendo o desgraçado a fugir com a carteira passo-lhe a tradicional "palheta". Ninguém correu atrás do desgraçado, mas depois quando já estava estatelado no chão tudo lhe quis acertar o passo ao pontapé. Ora, o que já vi e ouvi hoje sobre Lopetegui é lamentável. Já o chamaram anormal, adiantado mental entre outras coisas que nem aqui reproduzo. Gostava de dizer a esses profetas do lencinho branco e da desgraça que, apesar de muito desapontado, não considero que Lopetegui tenha responsabilidade num penalty completamente desnecessário de Imbula, de uma infantil perda de bola de Brahimi e do consequente frango de Casillas, do desacerto de Tello ou de extenuado Aboubakar. Parem de bater no homem na primeira oportunidade que tiveram. Gostava que esses profetas venham de Londres com os oitavos no bolso. Cascou-se e muito no Vítor Pereira e foi BICAMPEÃO! Assim seja a profecia de Lopetegui que deve ser responsabilizado, mas nunca vilipendiado da forma como foi hoje na rádio e na TV! O FCP já teve noites idênticas e suplantou-se. Assim seja em Stamford Bridge (ponte). Que seja lá a ponte que nos leve aos oitavos da Champions, porque eu acredito e ainda sou mais portista nestes momentos. Acredito que vamos ser bem sucedidos! Força, Porto! Hélder Rodrigues

P.S.: Os penalties são TODOS para se marcarem!!!!!!! Todos! Lembro a todos que este foi o árbitro que não expulsou o Neuer após a grande penalidade no Dragão e teve a pontaria fulminante de amarelar Danilo e Alex Sandro, impedindo-os de jogar a segunda mão!

29
Abr15

À Capela se canta à Papoila um capão de cabidela

helderrod

É no mínimo hilariante a escolha do árbitro do próximo Gil Vicente-Benfica. No jogo da primeira volta, o Benfica conseguiu os 3 pontos à custa de um escandaloso fora-de-jogo na vitória sobre o Gil Vicente. E quem era o árbitro? João Capela. Esse limpinho que corporiza odes à papoila saltitante. Porém, Vítor Pereira da arbitragem (porque o outro Vítor Pereira foi BICAMPEÃO com apenas uma derrota justamente em Barcelos com uma obra de arte de Paixão) teve o topete de escolher justamente o mesmo árbitro da primeira volta. É uma vergonha. Mas uma vergonha útil. Na verdade, todos estes episódios só ajudam a atestar que a potativa vitória do SLB neste campeonato é nada mais nada menos do que uma farsa. Caso ganhe, não há mérito. Há o fruto da trapalhada de terceiros que falam da fruta para não se falar das multifacetadas sombras do colinho. O âmago da questão é simples: uma coisa é uma equipa poder nada ganhar, apesar de ter chegado magistralmente aos quartos de final da LIga dos Campeões, com apenas uma derrota (pré-eliminatória incluída). Outra, é uma equipa ganhar a tacinha da treta caso não vença o campeonato. Rui Santos é muito sério na verdade, na medida em que "há contacto e não há puxão" no lance entre o Luisão e Jackson. Não haja dúvidas que este cultivador de verdade é nada mais do que um mestre do espigueiro para dar palha e até o Rodolfo vai na conversa. Mas o que é grave é branquearam nas barbas do grande Rodolfo a não expulsão do Fejsa com duplo amarelo. Já agora, onde está a LIga Real? Não tenho ouvido falar nisso. Porém, ainda há portistas que não se calam. Nem me calarei e guardarei para a posteridade o eventual Campeonato do Colinho, o Campeonato dos túneis, o Campeonato do Algarve e até o Campeonato dos Ovos Moles onde foram comer Bife Arouquense para Aveiro. O que lamento é ver os jovens benfiquistas crescerem e verem o seu clube vencer à custa da batota. Mas, meus amigos, ser batoteiro é feio!

Força, Porto! Eu ainda acredito, Hélder Rodrigues, Vila Nova de Gaia.

26
Abr15

É preciso ter GALO no AFONSO HENRIQUES!!!!

helderrod

Após uma semana diabólica relativa à eliminatória da Champions, designadamente os Quartos de Final da Champions da qual se assisitiu a um branqueamento de algumas nuances das decisões disciplinares dos árbitros por parte da maioria da comunicação social, a saber:

O branqueamento da referência aos amarelos não atribuídos a Bernat e Boateng no Dragão. Ambos os jogadores não deveriam estar presentes na segunda mão, ao contrário de Danilo e Alex Sandro que foram quase cirurgicamente afastados do jogo de Munique; a não expulsão de Neuer aos 2 minutos da primeira parte no Dragão, que teve obviamente influência na segunda mão porque iria entrar um guarda-redes claramente menos qualificado e também A ENTRADA DE BADSTUBER NO FINAL DA PRIMEIRA PARTE EM MUNIQUE SOBRE QUARESMA que dava vermelho directo, o que implicaria o facto inequívoco de que o Bayern jogaria a segunda parte reduzido a dez. 

Esse branqueamento não foi inocente. Inocente é o Octávio Machado que ao responder a um colega portista num debate na CMTV estava a confundir o Hapoel de Israel que venceram 3-0 ao SLB com o Apoel do Chipre. Não compreendo tal ressabiamento. 

Mas de facto importou menosprezar o FCP do desaire de Munique. O mesmo não aconteceu quando o Olympiakos deu 5 a 1 ao SLB. Tudo foi branqueado.

A xenofobia anti-lopetegui tem sido ridícula. Devo confessar que tenho alguma vergonha de um país que, à boleia do futebol, se transforma num aido de chauvinistas e de xenófobos. É uma vergonha! Nunca vi um treinador estrangeiro ser tão vilipendiado como o Lopetegui.

Como tal, digo desde já, independentemente do desfecho deste campeonato (uma vez que o SLB não teve classe para resolver o campeonato em casa), que Lopetegui deve ficar. Aliás, APELO AOS MEUS CONSÓCIOS QUE COMECEM DESDE JÁ A MANIFESTAR A NECESSIDADE DA PERMANÊNCIA DE LOPETEGUI NO PORTO!

Quanto ao jogo de hoje, vi uma equipa a querer ganhar e outra a não querer resolver o campeonato em casa. Mais uma vez, tal como na primeira volta, vi um Benfica muito faltoso e duro (vejam como o Fejsa poderia ter sido expulso em 5 minutos).

Mas devo adir que há ainda alguma coisa para acontecer. Recordo que o Gil Vicente só perdeu na Luz com um golo fora-de-jogo e que o grande FC Porto só não venceu em Guimarães por causa de um golo mal anulado a Brahimi e um penalty claro sobre o mesmo. Só aí falamos nos tais quatro pontos em questão no presente campeonato.

A ver vamos e, como nunca sou capaz de virar as minhas costas ao FC Porto, continuo a acreditar. Vai ser preciso muito Galo em Barcelos e no Afonso Henriques para podermos vencer.

Quanto ao resto, já todos estamos cansados de falar em colinho, não vale a pena escamutear as repetições da Benfica TV. É que o Luisão empurra deliberadamente o Jackson na grande área, mas tudo será lavado mais branco (tal como o OMO).

Neste país perdem-se à guisa do futebol alguns Homo Sapiens Sapiens e ganhámos uma maioria (nem todos) de cerca de 5 Milhões de OMO CHAUVINISTIS!

 

Nire laguna Lopetegui egonaldia gurekin urte askotan etorri !!!!!!!!

Força, Porto! Contigo até ao fim!!!!!!


Hélder Rodrigues

  

21
Abr15

O meu Orgulho, o nosso Orgulho e o orgulho deles!!!!

helderrod

Hoje o FC Porto teve uma noite difícil em Munique. Mas para a ter é preciso lá estar. E assim foi. Depois de um magistral jogo no Dragão que colocou toda a Alemanha em sentido, o orgulho ferido germânico abalou a semana da Baviera. As dificuldades deste jogo começaram logo no desafio do Dragão. A escandalosa não expulsão de Neuer e a não atribuição dos amarelos a Boateng e a Bernat em contraponto com as admoestações certeiras a Danilo e Alex Sandro foram marcantes para o desfecho da eliminatória. Depois, o azar circunstancial deste jogo anteceder uma visita ao Estádio da Luz o que condicionou as opções de Lopetegui (LO-PE-TE-GUI para os mais pategos), quando tira Quaresma e mais tarde Brahimi, Porém, o golo de Jackson apareceu e fica a sensação de que se a segunda oportunidade do avançado do Porto desse em golo aos 76 minutos os bávaros ainda passariam um mau bocado. Mas eu e certamente todos os Portistas estamos muito orgulhosos desta longa caminhada na Champions iniciada em Agosto. Fomos irrepreensíveis até ao jogo de hoje e obtivemos um agregado de 7-4 com a mais que provável campeã da Europa da presente época. Como tal e apesar do amargo de boca, o meu orgulho pelo Porto cresce ainda mais nestes momentos porque quem ama o seu clube é ainda mais afectivo nos momentos difíceis. O mágico Porto estará com certeza portentoso no próximo jogo da Luz, pronto para mais um difícil desafio, mas ferido no orgulho de Dragão que quererá indubitavelmente relançar-se na luta pelo título. E assim termina mais uma presença da Champions da equipa portuguesa mais temida na Europa do futebol. Por isso, força grande Porto! Hélder Rodrigues

P.S. A não esquecer: O sete é a soma (o corpo) de 6 + 1. Pelo menos é assim em Vigo e no resto do mundo!

16
Abr15

WUNDERBAR

helderrod

Maravilhosa. Assim foi a noite de gala no Estádio do Dragão. Com 50092 espectadores quase todos pintando a casa de azul e branco escrevendo a frase "Road to Berlin". E é isso mesmo. Demonstrámos ter estofo de campeões...EUROPEUS! Esta casa habitua-nos a plasmar a superior evidência de sermos de longe a melhor equipa portuguesa. A força incessante da equipa foi sublime, mesmo com um árbitro muito indisciplinado na aplicação da lei que levou um Neuer ao colo para a segunda mão uma vez que a sua opção penalizou o FC Porto não só para o que restava do jogo, mas para toda a eliminatória. Contudo, uma palavra para esta grande equipa que sabe estar acima de toda a arrogância da maioria da imprensa e da televisão. Sabe estar acima de alucinações de comentadores que tentam menorizar aquilo que é maior. Aliás deixo aqui um desafio ao senhor Carlos Daniel para fazer uma nova estimativa, tendo em conta os 20% das hipóteses atribuídas ao FC Porto perante um Domingos impaciente no programa Grande Área da RTP Informação. Uma palavra para LOPETEGUI (LO-PE-TE-GUI, para os mais pategos), que apesar da permanente sobranceria do chauvinismo antiporto, mantém a equipa em grande rendimento nas frentes que realmente interessam (apesar dos coeficientes filosofados por Rui Santos). O treinador basco tem vindo a revelar uma enorme capacidade de leitura no jogo e parece estarmos a colher os frutos do tal rotategui tantas vezes criticado. Posto isto, é com um imenso orgulho que escrevo estas palavras, porque durante as minhas 36 primaveras este clube já me deu tanto, mas tanto que dispenso quaisquer lirismos para procurar engrandecer aquilo que efectiva e palpavelmente já é imenso: o meu FC PORTO que hoje me deu mais uma grande alegria, mais uma vitória categórica aos bávaros que nunca tinham perdido em solo luso. E assim fazemos a história com factos e com argumentos de momentos sublimes. Obrigado por me fazeres tão feliz, FC Porto! Força, Porto!!!!! Hélder Rodrigues

26
Mar15

O Estofo insustentado e a Amnésia dos Santos

helderrod

Após o agitado fim-de-semana pude assistir a diversos fenómenos que evidenciam a ginástica mental dos comentadores. Vamos lá reflectir sobre alguns casos flagrantes: Rodolfo faz um discurso solene que espoletou vários sorrisos inflamados ao Rui Santos e restantes participantes no programa. Era vê-los a vibrar com a referência do comentador associado ao FC Porto que afirmou que a equipa não tem "estofo" de campeão. É lamentável ver um velho capitão pactuar com um alinhamento antiportista que nem sequer promoveu a referência ao facto da presença dos Dragões nos quartos de final da Champions. Ribeiro Cristóvão enxovalhou o Porto na Bola Branca das 22:30, dizendo que só por muita sorte não perderam na Choupana! Esqueceu-se de referir as bolas no ferro e a excelente exibição do guardião Gotardi. Mas esse tem um desconto.... No programa Grande Área, Manuel José e os seus pares desencadearam uma miríade de factores para menorizar o treinador do Porto e a equipa. Todos eles ignoraram as bolas nos ferro do FC Porto (nunca foram referidas no programa); destacaram-se apenas as duas oportunidades do Nacional. Apesar da minha insistência na participação interactiva, as minhas questões sobre o lance de Quaresma na grande área do Nacional nunca foram referidas. Há algo que sai sempre ferido com esta onda vermelha. Chama-se verdade. Omitem-se ocorrências, critica-se deliberadamente Julen Lopetegui, apresentando-se laivos de chauvinismo nunca antes vistos com outros treinadores estrangeiros no futebol português. Criticam o treinador Basco por reproduzir palavras após orientações do clube. Mas esses críticos esquecem-se de que o Presidente do Clube que parece que até ganhou este fim-de-semana necessita inexoravelmente de um papelinho para dizer duas ou três frases com algum nexo. Em suma, este PORTO tem estofo de campeão, tem um grande treinador, tem a hipótese de ganhar apenas por 2-0 porque a golaverage está bastante aproximada, uma vez que basta uma goleada caseira para ultrapassar o SLB. Este PORTO que, apesar de uma exibição menos conseguida, mandou duas bolas aos ferros da baliza de Gotardi que fez uma excelente exibição. Espero que não venham agora anunciar que o Benfica também estará interessado neste guarda-redes, tal como fizeram com o guardião do Arouca. Falaram tanto na gastroenterite de Tiago Rodrigues que até se esqueceram de reflectir sobre a bárbara entrada de Pizzi sobre Ukra que lhe daria vermelho directo. É comparar essa entrada à de Maicon no jogo contra o Boavista. E o que ainda é mais hilariante é a omissão da análise do lance em que Quaresma é claramente empurrado antes de sair das quatro linhas aos 86 minutos. Talvez aí todos se lembrariam de que o BENFICA PERDEU e o Porto ganhou mais um pontinho quando em Paços de Ferreira a equipa da Luz poderia distanciar-se até ao 9 pontos. Por isso um conselho: Mais vale ser dono do silêncio do que vítima das palavras. Assim o foi no passado recente. Assim poderá ser no futuro, porque acredito muito no estofo do melhor clube em Portugal: o FUTEBOL CLUBE DO PORTO!!!! Hélder Rodrigues

20
Mar15

O Respeitinho é muito bonito e o PORTO gosta!

helderrod

Quis o sorteio que os bávaros viessem ao reino do Dragão. Agora, há que transmitir confiança e força ao grande FC Porto! Tal como é possível observar na foto portista deste blogue, nós temos uma história muito bonita com o Bayern. O futebol é outro, os protagonistas são outros, mas a esperança é a mesma. Em 1987, o meu pai dizia-me que só um milagre poderia dar-nos a vitória. Não houve milagre. Houve garra, força e génio. E o nosso FC Porto tem tudo isso! É importante enfatizar que em nossa casa mandamos nós. Somos um clube praticamente imbatível em casa e nada nem ninguém nos pode atemorizar. O respeito pelo melhor clube português é imenso. Desta forma, há que jogar à Porto em casa e atestar a nossa grandeza europeia. Por isso, força, GRANDE PORTO!!!!!!

Wir werden gewinnen !!!!

Hélder Rodrigues

P.S: - neunzehnhundert sieben und achtzig

06
Mar15

Los Picapiedras ou a acepção de uma verdadeira Equipa

helderrod

Numa difícil vitória para esculpir na pedreira, está cumprido o pleno de quatro vitórias em quatro jogos difíceis num somatório de seis vitórias consecutivas. Por muitas palavras que vão decorrer deste desafio, há uma que quero destacar: EQUIPA. "Equi" significa o mesmo, a similitude. Assim foram todos os jogadores em campo. Jogadores à Porto que interpretaram soberbamente as palavras de um Grande Lopetegui. O treinador corporizou a vitória! Tem sido um maestro nesta orquestra colectiva. Na verdade, já há muito tempo que o treinador basco não merece as mudanças estupidificadas do seu nome. Foi uma vitória muito forte, capaz de catapultar novas esperanças neste campeonato, É que somos efectivamente os melhores. Pena foi a lesão de Jackson Martinez que foi substituído por um pseudo clone na atitude que serviu com mestria um Tello em crescendo. Isto é jogar à campeão. Agora há que aguardar pela presença efectiva em Arouca da equipa do Benfica que, atendendo às palavras de João Gabriel, evidencia uma tremideira imensurável e a ver vamos! Haverá campeonato até ao fim e isso é interessante. É uma réstia de esperança perante um cúmulo de falsidades e colinhos que já feriram de morte a verdade deste campeonato. Porém, há que transcender e sermos Porto. Sempre um Porto abnegado e estóico como o de hoje na pedreira. Hoje foram uma família e a mística agudiza-se. Na próxima terça, espera-se a confirmação na certeza de que, caso Martinez não recupere, seremos ainda mais equipa como hoje e entrar no muito invejado lote das 8 melhores equipas da Europa. É este o plano superior do FC Porto. É esta a diferença entre o Azul e Branco que contrasta com o preto e branco das memórias e dos histerismos de outros. Na terça, estaremos todos no Dragão para podermos sonhar a vosso lado Força, Equipa! Força, Porto!!!!!!!! Hélder Rodrigues

18
Fev15

Sede de golo na Sede do bolo!

helderrod

No encontro entre Dragões, nomeadamente o "basilisk dragon" relativo à cidade de Basileia e os Dragões do grande FC Porto, revi-me com 5 anos de idade a olhar para uma Blaupunkt a preto e branco nos quais os mais escuros (todos de azul a cores) estavam a ser furtados (que o diga o malogrado Zé Beto) ou Platini (esse habilidoso jogador). 

Tudo se passou novamente na Suiça (sede da alta instância platinística) onde mais uma vez o melhor não venceu. Quando vejo o Jackson a ser completamente bloqueado apesar da sua resiliência em chutar à baliza e o melhor árbitro inglês da actualidade a deixar passar senti de novo a pequenez do meu país. Após um golo num único remate (daquele que jogou no SLB) como o senhor da TVI tanto quis enfatizar, o grande FC Porto das noites europeias plasmou toda a sua grande categoria, buscando incessantemente o golo do empate. Houve sede de golo na sede do bolo de Platini.

Foi a primeira vez na minha vida que vi na prática a anulação de um golo que havia sido validado. Hoje sim. Hoje pudemos dizer que o golo foi mesmo anulado (e parece-me que bem) na verdadeira acepção do termo.

Sendo sempre superior em jogo, o mágico Porto demonstrou inequivocamente os seus pergaminhos que o transcendem e dimensionam no plano europeu. Fomos de facto muito fortes! Lopetegui mexeu bem e foi pena a lesão de Óliver que foi soberbo até ser virado pela extrema violência de alguns jogadores do Basileia. Assim, fica tudo adiado para o próximo dia dez de Março, para procurar ultrapassar este Basileia sem optimismos exagerados, mas com a convicção da força deste grande clube com História no futebol internacional.

É preciso entrar forte em campo para ultrapassar anulações, invalidações e eventuais imprecisões e chegar aos quartos de final.

Força, Porto! 

E muita luta nos espera para o xeque mate! 

P.S. A CMTV já actualizou o verdadeiro resultado deste jogo ou já se enlevaram no erotismo populista e demente?

Hélder Rodrigues

13
Fev15

Inspiración / Espiración adelgazante na vitória!

helderrod

O acto de inspirar e expirar pelo nariz traduz-se pela respiração do ser humano. E como qualquer ser humano há momentos melhores e momentos piores. O jogo do FC Porto contra o Vitória de Guimarães enforma esta realidade sob vários prismas. Após uma semana de gripe e constipações de alguns jogadores, no desafio de hoje o Porto teve uma primeira parte inspirada na qual foram criadas imensas oportunidades que podiam ter fechado o jogo mais cedo. Para além do golo de um quase regressado Brahimi na sua plenitude, a equipa podia ter encarado com maior serenidade a segunda parte.

No segundo tempo, os jogadores estiveram mais expirados do que inspirados. Muitas vezes castigados pela dureza vimaranense, da qual a expulsão de Cafu me parece inequívoca, os protagonistas mantiveram a magreza da vitória que valeu igualmente três pontos importantes das quatro jornadas consecutivas de extrema importância para os intentos do Dragão.

Uma palavra para a acuidade do senhor árbitro que no meio de tanta pantufada conseguiu dar amarelo exactamente aos três jogadores que estavam em risco, designadamente Danilo, Alex Sandro e Casemiro. Na mouche, senhor árbitro! Foi olho de falcão!!!!

No dia da vitória mais magra no Dragão soube bem o cuidado com a linha. Até porque o chocolate suiço é per si uma perdição. 

Porém, o chocolate só poderá surgir quando trouxermos uma vitória de Basileia. Inspirem-se no espírito da grande dimensão europeia do FCP (atestada esta semana por Wenger), respirando futebol por todos os poros e não só pelo nariz!

Força, Porto!

Hélder Rodrigues.

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D