Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

02
Nov12

O vencedor anunciado

Dylan

 

Luís Filipe Vieira foi eleito pelos sócios do Benfica para o seu quarto mandato na presidência do clube. A maioria escolheu a continuidade, a gratidão por quem salvou o clube da extinção, evitando os recentes erros do vizinho da 2ª Circular e mostrando claramente que a democracia não é imposta pela lei do petardo nem pela ameaça de tiro ao joelho. Só lamento o facto de, entre tantos milhões, não aparecerem mais candidatos de projectos credíveis, coincidências de outros tempos onde os "notáveis" também assistiam de poltrona à delapidação do clube nas presidências de Damásio e Vale e Azevedo. A exploração dos direitos de transmissão televisivas no canal do clube, o sucesso desportivo em várias modalidades, a credibilização e a constante renovação do clube, as vendas milionárias de jogadores e a diminuição do passivo são desafios que o Benfica tem de continuar a encarar como prioritário.

27
Out12

Novo Mandato para Continuar a Ganhar Tudo

joshua

Uma pena que Rui Rangel, um homem de valor incomparavelmente superior, se tenha incendiado todo nesta refrega eleitoral sport-lisboa-e-benfiquista. A saga boçal de Luís Filipe Vieira prosseguirá o seu meritório percurso recheado de títulos e de excelentes resultados operacionais. Parabéns, rapaziada! Está visto que se está a fazer um excelente trabalho e não se vos treme a mãozinha escrutinadora.

26
Out12

Filipe Vieira reeleito

joaopaulo74

São 22.44 e o Presidente da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica não consegue falar porque as claques o estão a impedir. Mais um exemplo triste, mas que o verdadeiro BENFICA não vai deixar que continue.

 

22.45 - mais de 22 mil eleitores exerceram o seu direito de voto. É um novo record!

 

22.46  - 18139 votaram na lista A (83,02%); 3744 votaram na lista B. (13,83%); 793 em Branco (3,15%)

 

Um petardo rebenta no pavilhão.

 

22.50 - Rui Rangel, numa declaração profundamente democrática, assume a derrota.

 

23.04 - Luís Filipe Vieira entrou no pavilhão para a tomada de posse.

 

23.07 - Lamentável - a claque continua a fazer o que não pode! Entra a polícia de choque dentro do pavilhão.

 

23.11- José Eduardo Moniz assina o livro na tomada de posse.

 

23.12 - Luís Filipe Vieira é chamado para assinar. 83% na maior participação eleitoral que alguma vez se registou num clube em Portugal.

 

23.17  - O Presidente do Sport Lisboa e Benfica iniciou o discurso da tomada de posse:

 

 

24
Out12

Eleições no Sport Lisboa e Benfica: já decidi!

joaopaulo74

Não vou votar.

E não vou votar por alguns motivos fáceis de explicar, já, em parte, apresentados na Catedral da Luz:

- a campanha tem sido miserável. O BENFICA e os benfiquistas mereciam mais. De um lado e do outro, A ou B, tanto faz: zero ideias, zero propostas.

- a lista B exige um debate que Vieira recusa. Na minha opinião mal, ainda que o debate, a acontecer, de pouco serviria a Rui Rangel. No entanto, até porque existe a BENFICA TV faria todo o sentido o debate. É um sinal errado que a história democrática do BENFICA não merecia.

- as pessoas são as mesmas de sempre. Do lado de quem está, a novidade é o ex-adversário, o tipo da ongoing, dos negócios com Angola...

Do lado de quem quer estar, os que por lá andaram e foi o que se viu.

Não há gente nova, não há nova gente.

A avaliação do trabalho feito pode e deve levar a uma decisão. No deve e no haver de Luís Filipe Vieira há muitas coisas bem feitas, mas alguns erros que o tempo já deveria ter corrigido - um bocadinho à semelhança de Jorge Jesus. Gostaria de ter uma alternativa válida a Luís Filipe Vieira, mas não tenho.

Rui Rangel parece-me uma espécie de candidato alternativo de um pequeno partido que vem à frente para preparar o terreno a alguém. Discordo completamente desta forma de fazer campanha. Não tem, também por isso, o meu voto.

Porque não faço uma avaliação positiva do mandato de Vieira, que recordo, se apresentou a votos dizendo que seria o mandato das vitórias e dos títulos.

Porque não acredito na capacidade da lista de Rui Rangel.

Não vou votar.

17
Out12

Eleições no Sport Lisboa e Benfica

joaopaulo74

Subscrevo integralmente o texto do Nuno- é um orgulho a prática democrática no Sport Lisboa e Benfica.

No entanto não me agrada o folclore à volta da qualidade de sócio de ambos os candidatos a Presidente - estamos a fazer o jogo dos nossos adversários quando vamos por aí.

As últimas eleições foram marcadas por duas questões:

- a tentativa de José Veiga em recuperar algum poder no Benfica;

- a negociação dos direitos televisivos.

 

Da leitura que fiz à época, penso que a alteração nos estatutos (os tais 25 anos...) serviu para impedir Veiga e outros aventureiros do mesmo tipo, de se candidatarem. A demissão da Direção que levou o clube para eleições mais cedo foi uma forma pouco democrática de afastar o Moniz que se preparava para levar os jogos para a TVI.

O tempo passou, o que ontem era verdade hoje passou a ser outra coisa qualquer e temos uma disputa entre duas listas: uma em Luís Filipe Vieira tenta o 4º mandato e uma outra, onde Rui Rangel dá a cara por um grupo de velhos conhecidos.

Assim, vou votar...

Nah.... Nada disso! Não vou declarar já o meu voto - para já fica mesmo só o aplauso pela existência de duas listas.

23
Set12

O Problema do Sport Lisboa e Benfica

joshua

Jorge Jesus sabe que o problema do passivo sport-lisboa-e-benfiquista vai pautar a época 2012-2013. Falar em baixar salários, conforme fez Vieira, era qualquer coisa a evitar se tal envolve, por exemplo, treinadores e jogadores. Caberia a um bom presidente usar de sigilo na dimensão dinheiro, salários, prémios de jogo, não fosse o dinheiro um motivador por excelência. Quando se faz pública uma tal necessidade é porque importa pressionar mediaticamente as psiques do pessoal interno para que se abram ao novo panorama. Mas tudo isto diminui o suposto candidato ao título.

23
Ago12

Mais Uma Manobra de Pinto da Costa

joshua

Agora que muito sabiamente o Conselho de Justiça da FPF dá parcial provimento ao recurso do presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, que assim vê reduzido o castigo a uma pena de suspensão de 45 dias com multa de 2.500 euros para um mês de suspensão e 1.000 euros de multa, podemos concluir que, mais uma vez, Pinto da Costa, poder total e absoluto do Futebol Português, protege Luís Filipe Vieira, suavizando-lhe os castigos, para que Vieira prossiga, com o mínimo de prejuízos pessoais, o belo trabalho que tem feito até aqui. Estratego brilhante, Pinto da Costa não dá ponto sem nó. Na verdade, haja o que houver, aconteça o que acontecer ao Sport Lisboa e Benfica dentro e fora das quatro linhas, a barrigada de Luisão, a bebedeira do árbitro Christian Fischer, tudo teve, tem, ou terá, o dedo conspirador de Pinto da Costa e tudo se explica com ele, ámen.

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D