Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

01
Fev14

Espetados à Madeirense com recheio de galo apaixonado!

helderrod

E assim vai o campeonato. Na Madeira, foi dia de carne. Dia de espetada sem direito a polvo. Dia de Porto sem meio campo, sem alma, sem a determinação e sem a profundidade perante um Marítimo motivadíssimo e aplicado. Tal aplicação terá sido acicatada pelo genro do Presidente que quer dar à Liga uma nova Luz e tudo o que caísse na área podia dar coisa. Apesar do estranho silêncio holístico em torno do penalty arrancado, tenho sérias dúvidas. Mas nem isso justifica a parcidade exibicional do meu FC Porto. Há que apurar. Há que arrumar o miolo do campo, o cérebro do jogo antecipando aprioristicamente o mercado Russo e todas as suas consequências. É preciso ver quem está com o treinador. É preciso ver se o treinador também está ou não. É preciso assumir que há um tetra a conquistar. Um título que já saboreámos e que pretendemos. A próxima jornada, independentemente do jogo do Sporting que irá beneficiar claramente, pois tem mais de 24 horas de atraso em relação aos adversários e isso é significativo para as opções arbitrárias (isto segundo recentes correntes de pensamento), será fulcral na definição deste campeonato. O equilíbrio parece-me evidente. Mas de tão evidente que é, chega a ser gratificante o facto de  ter de haver um Porto frágil para que se constitua um equilíbrio na tabela. A ver vamos...

Por outro lado, a lenda morreu. O Bruno disse que o penalty marcado no terminus do jogo após a agressão ao Hugo Vieira era tão certo como se aquele galo assado voltasse a cantar. Desta vez, o galo manteve-se intacto e morto e só mesmo uma grande paixão para trair os velhos amiguinhos do Gil Vicente a quem oferecera uma grande vitória há umas épocas atrás. Já não bastavam os cinco minutos de desconto...

Foi bonito de se ver. Foi bonito de se ver a rebeldia de Cardozo que se transformou em estatuto para relegar o Lima para o canto na hora de cantar de galo.

Enfim, arrotámos todos a POLVO....

 

Força, Porto!!!!!!

 

Hélder Rodrigues

 

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D