Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

29
Jan19

Não há jogos perfeitos. Mas alguns estão lá perto!

Eduardo Louro

 

Regresso à Luz, mais de três semanas depois, já bem dentro do tal ciclo infernal. O dia e a hora não eram os melhores para mais uma grande casa, e o tempo também não ajudava. Mesmo assim, quarenta e dois mil a apoiar a equipa!

Sim, a apoiar. Pecebeu-se isso logo no início do jogo, quando o Gabriel, displicentemente ou por erro de cálculo, ainda dentro da área, ao tentar jogar com o guarda-redes, entregou a bola a um jogador do Boavista que fez aquilo que, de propósito, dificilmente faria: acertou no poste. Havia sete minutos de jogo, o Benfica ainda não tinha pegado na partida e, em vez de protestos e assobios, das bancadas vieram aplausos de incentivo.

E a equipa respondeu à altura. A prioridade tantas vezes anunciada pelo Bruno Lage - a reconquista ... dos adeptos - está a dar resultados. A partir daí o Benfica desatou a jogar à bola, e não mais parou.

O primeiro surgiu quase de imediato, num livre batido por Pizzi e concluído de cabeça, em grande estilo, pelo puto-maravilha.

O jogo não saía da área dos axadrezados, era ali que tudo se passava. Cada perda de bola, tinha por certa a recuperação imediata. E mais cantos ... E mais uma oportunidade de golo, e outra, e outra... 

Golos, é que ... só um. Ainda antes da meia hora, por Pizzi. A bola não quis entrar mais nenhuma vez naquela baliza. Havia sempre mais uma perna, e quando não havia perna, havia um guarda-redes que até tem nome de guarda-redes. E quando já não havia tudo isso, estava lá o ferro da baliza...

O intervalo não chegaria sem que o incrível acontecesse. Num canto, o primeiro para o Boavista, mesmo à beirinha dos 45 minutos, um ressalto e ... bola dentro da baliza de Odysseas. Não é a primeira vez que isto acontece. Nem será a última!

No regresso para a segunda parte parecia que as duas equipas tinham sentido aquele golo. O Boavista apresentou-se mais subido, e quando parecia que o Benfica iria conhecer algumas dificuldades, o João Félix arrancou por ali fora e deu para o Seferovic fazer o terceiro golo. A reacção axadrezada morreu logo ali, e os dados da primeira parte foram de imediato repostos.

Seferovic voltaria a bisar, desta vez na recarga a um remate de Pizzi e, a cinco minutos do fim, a obra prima do jogo: Gedson, que substituira o Pizzi, à entrada da área desenvencilha-se de dois adversários e enterga a bola a Grimaldo na esquina da área. De primeira, num remate fabuloso, o lateral esquerdo colocou a bola em curva e em arco, tudo ao mesmo tempo, no àngulo superior esquerdo da baliza do guarda-redes do Bessa.

Para tudo ser perfeito e acabar em beleza, ao minuto 90 o Samaris imitou o portista Oliver e o árbitro, Rui Costa, assinalou penalti. Bem marcado pelo veterano Mateus, com a bola rasteira e completamente puxada ao poste direito do Odysseas. Que numa incrível e espectacular estirada defende, para canto.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D