Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

14
Set14

O Furto da Espada

helderrod

Confesso que quando ouvi a notícia do furto da espada de Afonso Henriques fiquei deveras surpreendido. Pensei eu que ninguém seria capaz de tamanha barbaridade.

Mas depois do que vi hoje na cidade berço, com o alto patrocínio de Paulo Baptista quase que esse jovem da espada se menoriza à insignificância. Vi um penalty na primeira parte onde o jogador vimaranense joga a bola deliberadamente com a mão. Já o lance de Brahimi na primeira parte é amenizado pela insistência do jogador portista (apesar de não haver lei da vantagem nestes casos).

Na segunda parte, estalou o verniz! Na sequência do penalty que dá golo ao Porto há um imediatamente a seguir sobre Quintero. Claríssimo! Depois o André André simula simula e o árbitro dá...e esse é o único lance que permite o empate ao Vitória Sport Antiporto...

Quando a espada da arbitragem matara a verdade, o cavaleiro Baptista espezinhou a essência da limpeza no futebol. Brahimi estava claramente em jogo quando concretiza o golo (apesar da ansiedade do larápio ter já apitado o offside). Triste o furto da espada ao rei, lamentável o roubo perpetrado no Afonso Henriques...ficam dois pontos para os obreiros da Verdade Desportiva.

Já o outro Vitória (o da Paciência) sofreu uma extracção de um lance limpinho que dava empate naquele momento...enfim...é o nosso futebol! Que os velhos do Restelo deixem lá as camisolas pois os puxões na área do leão não valem uma maca furada.

Mas, parece que tudo é normal. Aliás, até é normal o Rei ficar sem espada. Levou-a o Baptista ao D.Sebastião!

 

 

Hélder Rodrigues

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    helderrod 17.09.2014

    Ora saia uma grande e sensibilizadora salva de palmas para o seu comentário!
  • Sem imagem de perfil

    Zé da Mouraria 17.09.2014

    Hélder

    Isto não há nada como levar a coisa na desportiva. E o senhor da Costa nunca perde a oportunidade de dar força à razão dos seus argumentos.
    Não é gozo a utilização dos verbos, na 2ª pessoa do plural. Nasci e sou da 'Mouraria' mas as minhas raízes são Transmontanas.
    Por falar em brasileiras ....com tanta espanholada entrar ainda é substituída por alguma Conchita
    Penso eu de que ...!!!

    Saudações Desportivas
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Seguir

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

    Arquivo

      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D