Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

17
Mai15

O Macete do APAFICA!

helderrod

Trinta e um anos depois o SLB foi bicampeão. Tinha 4 anos e lembro-me mal, mas a história não se engana. Lembro-me que o treinador era Sueco. É por aí que quero começar. Sueco é um substantivo que no feminino se diz Sueca. E é a partir da sueca que eu quero enformar a analogia deste campeonato. Com efeito, este campeonato mais parecia um jogo de sueca. Muitas partidas foram ganhas a partir do célebre macete. Trata-se de uma espécie de colinho de habilidade neste popular jogo de cartas. A batota às vezes prevalece. Foi o que aconteceu nesta temporada. Confesso que gostava de poder dar os parabéns aos Benfiquistas como costumo fazer apesar da raridade das ocasiões. Mas desta feita não o farei. Apetece-me mais fazer uma renúncia. Aqui fica a explicação: Se uma dupla desconfiar que os seus opositores fazem batota podem acusar renúncia por parte dos adversários. Não deixa de ser irónico que, ainda assim, foi o FCP que acabou por entregar o ouro aos bandidos. Num jogo em que a equipa revelou ao expoente máximo toda a sua vertente emocional, a jovem equipa não resistiu ao nervosismo falhando uma miríade de passes. O fantasma da Madeira pousou em Belém. A equipa parecia bloqueada nas acções do meio campo. Mesmo assim, mais uma vez o FC Porto viu um penalty claro sobre Herrera que ficou por assinalar. Esse lance está a ser abafado pela festa benfiquista, mas hoje do lado de cá, apelo a todos os defensores da renúncia e da ideia desvirtuada desta vitória no campeonato a verem o lance com atenção. Mas não houve nada a fazer. A história deste título já estava contada. Mas o mais grave deste jogo de Belém, para lá da apatia da equipa do FCP que se deixou empatar infantilmente num lance ridículo dos centrais azuis e brancos, adveio da voz de uma criança que aos 50 e aos 55 minutos aproveitou-se da proximidade de um microfone da Sporttv para insultar a plenos pulmões o treinador do Porto. O que é triste é ouvir o calão usado pela criança que apesar da sua pueril idade manifestava um ódio visceral pelo treinador estrangeiro. Criou-se no decorrer desta temporada um estranho clima chauvinista e custa ouvir uma criança dizer aquelas palavras que não irei reproduzir...Usem por favor as novas tecnologias rebobinando o jogo do Porto até aos minutos 50 e 55 para se apropriarem do que digo. Aproveitem também para ver a forma como Herrera foi impedido de jogar a bola na área do Belenenses. Apesar de tudo, doa a quem doer é preciso dizer-se que os penalties são para se marcar e mesmo jogando pouco, poderíamos ter chegado ao 2-0. Assim, o macete do APAFICA ajudou o treinador do Benfica a obter 50% de eficácia vencedora, uma vez que vencer 3 títulos em 6 é muito pouco. Mas a batota lá deixou o homem ter um dez. Para fechar, este campeonato teve dois grandes vencedores: a APAF e o Benfica. Em suma, fica a ideia que já deixei aqui anteriormente: CAMPEONATO FURTADO NÃO DEVIA SER HOMOLOGADO! Força, Porto! Hélder Rodrigues

 

P.S.: O que têm agora a dizer os profetas da verdade relativamente ao facto do jogo Guimarães-Benfica ter iniciado bem mais tarde do que o Belenenses-FCP na segunda parte? Vá lá! Digam coisas!

4 comentários

Comentar post

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D