Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

15
Dez14

O Triunfo do futebol negativo

helderrod

No clássico de hoje, podemos afirmar que nem sempre ganham os melhores. Hoje vi pela primeira vez um autocarro em pleno Dia de Clássico e não foi o autocarro de que tanto se queixaram na semana passada. Hoje vi uma equipa vestida de vermelho que me fez lembrar o Salgueiral. Assim jogava sempre o Salgueiros nas Antas: fechadinhos, durinhos e cínicos a queimar tempo. A verdade é que hoje o jogo foi este. Uma equipa a tentar construir (nem sempre bem) e outra a destruir (o que por norma é mais fácil). É fácil branquear-se alguns aspectos dos jogos. Mas eu recordo nas presentes palavras que Maxi passa impune no capítulo disciplinar: joga com a mão, empurra, dá pancada e faz até arremessos manuais de legalidade muito discutível. Porém, tudo normal! Aliás, até o Oliveira entrou no folclore da troika de ataque ou mesmo quadrilha, considerando as intervenções irónicas de Hugo Gilberto. O senhor Oliveira pensa que nós portistas (que lhe reconhecemos muito mérito) já nos esquecemos dos seus devaneios tácticos de teimosia. O que deveria Lopetegui fazer? Pôr o João Manuel Pinto a avançado para conseguirmos empatar com o Setúbal nas Antas? Quanto é que lhe pagam para ser o bombo da festa? Lamentável....Esqueceram-se todos da forma como o Benfica perdeu os dois últimos campeonatos e criticam a ideia que Lopetegui procurou transmitir sobre a possibilidade de virmos a ser campeões? Dizer que já hipotecamos o campeonato é grave. Bem mais grave do que a atitude benfiquista na Madeira que já se considerava detentora do título.

Na retórica futebolística, podemos muito bem advogar o facto de que hoje ganhou uma equipa que fez três remates à baliza. Ganhou o cinismo e o Jesus (o mais recente admirador do catenaccio) parece estar já a testar o futebol italiano. Hoje o futebol negativo, o antijogo e o cinismo venceram. Mas hoje não interessa falar disso. Hoje importa abafar o desaparecimento encarnado das competições europeias.

Contudo, quem joga assim no Dragão ganha uma vez em dez possíveis. Parabéns à treta e ao senhor árbitro que permitiu a presença de Júlio César na baliza deste jogo por poupá-lo de um segundo amarelo, após um atraso deliberado que ia dando golo não fosse a boa defesa do inocentado transgressor.

É claro que ainda acredito! Basta sermos mais assertivos e pragmáticos em alguns momentos do jogo, até porque nem sempre vamos apanhar equipas tão defensivas como a de hoje.

Hoje deu-se um triunfo. O triunfo do futebol negativo.

 

Força, FC Porto!!!!!!

Hélder Rodrigues 

P.S. Na vitória anterior do SLB no Dragão, o resultado e o furor foram idênticos. O resto vocês já sabem. Liguem a rega e apaguem as luzes!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D