Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

12
Mai18

Perdoa-me

Dylan

novobanco.jpg

Veio a público a notícia de que o Millenium BCP e o Novo Banco terão perdoado quase 100 milhões de euros ao Sporting através dos "valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis" (VMOC). É de lamentar que bancos como o BCP, que receberam ajudas do Estado, e  instituições como o Novo Banco, sustentado por capitais públicos, continuem a brincar às gestões ruinosas. É vergonhoso assistir à nacionalização e recapitalizações de bancos falidos debitando nas contas dos contribuintes portugueses, é assustador pensar que se algum cidadão falhar o pagamento da prestação da casa, esses mesmos bancos que libertam dívidas de clubes de futebol, accionam a hipoteca, executam e penhoram o imóvel, com prioridade face a todos os outros credores. É imoral continuar a assistir à diminuição do poder de compra dos trabalhadores bancários, a despedimentos colectivos, ao fecho de balcões, à degradação das condições de trabalho, enquanto basta dizer "perdoa-me" para de imediato se extinguir as dívidas de um clube de futebol pré-insolvente! 

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Dylan 14.05.2018

    Tão prevísivel esse seu comentário, meu caro...

    Que eu saiba, as acções do Benfica forma dadas como garantia para dividas de juros de mora de impostos em atraso. A Lei diz "que deverá o executado oferecer garantia idónea, a qual consistirá em garantia bancária, caução, seguro-caução ou qualquer meio susceptível de assegurar os créditos do exequente ”. A administração tributária interpretou a lei e deu um parecer da maneira que entendeu, mas uma coisa lhe garanto: o Benfica não ficou a dever um cêntimo ao Estado nem beneficiou de um qualquer perdão como o senhor pretende ao comparar com o caso do Sporting. Agora, se as regras de prestação de garantias mudaram estas devem ser iguais para todos os contribuintes, nisso estamos de acordo.

    Quanto à divida do presidente do "maior" clube português, isso é com ele, não é com o Benfica. No entanto, informo-lhe que segundo palavras do próprio, em comunicado, "Luís Filipe Vieira não tem qualquer dívida em incumprimento e não foi objeto de qualquer perdão de dívida por parte de nenhuma instituição bancária, e que ainda recentemente foi público a regularização de todas as relações de crédito de uma das empresas em que participa, a Promovalor com o Novo Banco." Alguns vão ter que provar em tribunal aquilo que andam a dizer e a fazer...
  • Sem imagem de perfil

    Pedro 14.05.2018

    Não me explicaste como é que os papeis eram garantia de alguma coisa. Não representavam partes do capital social nem tinham nada que lhes pudesse conferir um valor acima do custo do papel em que estariam impressos. Era o mesmo que dar os papeis da operação coração como garantia.

    Um clube falido que tem o estado a dar-lhe uma bóia se salvação para não declarar falência em pouco difere doutro que chega a acordo com os credores. Num é a banca privada que teve ajuda do estado, noutro é o próprio estado a arriscar ao receber uma garantia inexistente.
  • Sem imagem de perfil

    Dylan 14.05.2018

    Jorge Jesus disse uma vez que não era electricista, pois eu digo que também não sou contabilista.

    Relembro que o post é sobre a banca, mas já reparei que quer trazer à conversa outro tema. De qualquer maneira, o país está cheio de episódios estranhos envolvendo dívidas fiscais de clubes de futebol ao Governo. Uns deram acções como garantia, outros deram um balneário onde estavam as retretes dos árbitros. E não é que funcionou!...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Seguir

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

    Arquivo

      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D