Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

25
Nov14

Uma Fusão de futebol para quebrar o gelo

helderrod

Confesso que já tinha saudades de ver futebol de primeira água. Faltava a qualidade de azul e branco vestida para sentir as emoções de um golo. Após um longo e inusitado hiato, eis que o FC Porto regressa em grande forma na Liga dos Campeões. Tal como referia o jornal A Marca "este Oporto es arrollador..." com mais uma grande "demonstración de autoridad" passeou o seu prestígio internacional no gelo da Bielorrússia. Aliás devo desde já dar os parabéns aos adeptos que viajaram até ao lado negativo do termómetro para transmitir energia positiva à equipa. Assim, e após uma primeira parte de fusão em que foi preciso descongelar um pouco as movimentações eis que surge um FC Porto dinâmico e assertivo na segunda parte. Com Herrera e Oliver a trabalharem muito bem no meio campo foi possível obter um belo resultado perante a pêra mais docinha do grupo. Mas quantas vezes estas pêras amargam? Que dizer sobre o Apoel ou o Hapoel com H que goleou há uns tempitos a máquina da Luz, ou mesmo um Olympiacos com chapas bem amargas de meia dúzia? Não vale a pena subestimar o outro, O que vale isso sim é ver o mágico Porto das grandes noites europeias a cores. Parabéns, FC Porto! O primeiro lugar está garantido e que bem que lhe fica. E, para terminar, deixo aqui uma pergunta aos críticos: onde estaria este Porto se Lopetegui não fosse um flop? Deixem-no trabalhar porque este ano vamos longe e este primeiro lugar na Champions só vem confirmar que a escolha deste treinador foi arriscada mas assertiva! Força, Porto!!!! Hélder Rodrigues

18
Set14

Festival no Dragão

helderrod

A retórica futebolística é um fenómeno curioso. No passado fim-de-semana, Talisca (esse mosqueteiro de Jesus) foi elevado ao quadrado em virtude do seu hat-trick em Setúbal. Chegou a ser associado a Eusébio nesse feito brilhante...tendo já meia europa e Alexandre Dumas atrás dele. Não obstante esse facto, a máquina propagandística continuou a laborar e enfatizou as palmas e os cânticos que emocionaram seis milhões, independentemente da derrota caseira chapada por velhos rivais. Mas as palmas é que contam. Aliás, penso inclusivamente que o clube cujos adeptos batam mais palmas por m2 deve ter acesso direto à fase de grupos da Liga dos Campeões. É algo que Jesus deve propor na próxima reunião da elite...

Todavia, no dia de ontem há um fantástico jogador que marca 3 golos na Champions. Há uma equipa PORTUGUESA que faz uma excelente exibição, prestigiando a força do futebol nacional. Mas os sofistas apenas menorizam o adversário, destacando as suas fragilidades para justificar a meia dúzia de golos marcados à equipa da Bielorússia...

Na verdade, ontem no Dragão a noite foi de gala porque os jogadores trabalharam para isso. Fizeram por merecer aqueles saudosos cânticos que proferíamos nas Antas perante grandes exibições: Festival, festival, festival....! E nem a maior goleada do FCP no actual formato da Champions foi suficiente para que se valorizasse condignamente o triunfo portista.

Assim, saia uma monumental salva de palmas para quem de direito! Até porque BATEr assim o Borisov não é para todos. Que o diga o Bayern de Munique! Nunca se esqueçam que há Apoel sem h e com H (esses que apesar de pequenos também sabem golear equipas portuguesas).

Regressemos ao trabalho para que no Xadrez do derby da Invicta se faça xeque mate com mais um Festival à Porto.

Lá estarei para bater palmas!

 

Força, Porto!

Hélder Rodrigues

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D