Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

14
Mar17

"Antipasti" Rossa

helderrod

E pronto. Assim termina mais uma aventura nas imensas presenças europeias do grande Futebol Clube do Porto. É de um grande europeu de que estamos a falar. Tal como a Juve, também o Porto já venceu a Champions por duas vezes, adindo os cinco restantes títulos internacionais.

Por sermos Grandes, chegámos muitas vezes aos oitavos e até aos quartos de final da Uefa Champions League. Essa grandeza portista não pode ser traída pelos estigmas e pelos complexos de inferioridade, sejam eles numéricos ou não.

É por isso que me refiro às "antipasti" (que são as entradas na cozinha italiana). Como é óbvio, o problema do FCP não foi gastronómico. As "entradas" no Dragão e o "rosso" de Maxi condicionaram a eliminatória.

Obter duas expulsões (uma em cada um dos jogos) foi dilacerante para os intentos do FCP.

A equipa entrou super personalizada em Turim e os primeiros 25 minutos prometiam uma segunda mão competitiva. Porém, esta maleita das expulsões em jogos decisivos nos confrontos a eliminar não quer desgrudar do destino azul e branco.

Num onze inicial que deveria ter sido utilizado logo na primeira mão sem complexos lamenta-se a ausência do Corona que encaixava na perfeição neste contexto competitivo. Lamenta-se o facto de não ter sido punido o agressor do Bessa, o qual deveria ficar impedido de jogar até que o seu colega lesado fizesse o seu primeiro jogo oficial. Nada. Isso só serviu para o Paulinho Santos. 

Na verdade, a asa direita esteve um pouco debilitada e isso permitiu que o Alex Sandro pudesse subir sempre à vontade. Ter-nos-á faltado um pouco de acutilância (mesmo após a expulsão indiscutível de Maxi). O objectivo era marcar (Soares e Diogo J) estiveram muito perto de o conseguir, mas o Grande Porto podia ter arriscado um pouco mais. Não tinhamos nada a perder. 

Terá faltado, por ventura, criar-se muito mais perigo em lances de bola parada e não ter complexos. A única inferioridade no futebol só se traduz nas expulsões. Fica a sensação de que a Juventus estaria ao alcance deste FCP.

Contudo, deixo uma palavra de apreço aos 2300 adeptos portistas presentes no Juventus Stadium que, esses sim, apesar de estarem em inferioridade numérica, não tiveram complexos e cantaram bem alto o nome do nosso FC Porto. O Grande e inconformado Futebol Clube do Porto de outros tempos. 

Uma palavra também para Iker Casillas que, neste jogo, superou Maldini e Xavi com 175 presenças em jogos europeus. Verdadeiramente impressionante.

Em suma, é sempre importante pensar que jamais poderemos dar passos em frente se estivermos sempre a olhar para trás!

Agora, foco máximo na Liga Portuguesa, mas a jogar sempre com os melhores. Somos Grandes!

Força, grande Porto!

Hélder Rodrigues

 

E QUEM NÃO SALTA, OSTENTA UMA LÂMPADA GRANDE NA MÃO!

 

10
Mar17

O Bella, o Monstro, o Toucinho e a Velocidade num passadiço triunfante.

helderrod

E lá foram pela corrente do Paiva os 50 mil euros prometidos...ficaram por lá.

Num jogo com um lançamento sui generis por parte do peculiar Manuel Machado que se referiu a Soares em moldes menos adequados (no fim ficou tudo bem e o 29 do FCP até lhe cedeu a camisola), lembrei-me de uma das mais belas metáforas do futebol português. Um dia, o técnico do Arouca disse que algo era tão diferente como se estivéssemos a comparar o toucinho da velocidade. Hilariante. Hoje o FCP foi a velocidade e o Arouca o toucinho sem fazer um único remate enquadrado à baliza de Casillas que também no Futebol Clube do Porto acaba de fazer algo que nunca tinha feito antes no Real Madrid: Casillas está há dezasseis jogos sem sofrer golos para o Campeonato Nacional. Os melhores do mundo podem também resplandecer no melhor clube português.

A história deste jogo é simples. Um FCP mandão, com um extraordinário Brahimi e um fenomenal Óliver, só pôde gerar oportunidades para os goleadores, nos quais se incluiu um soberbo Danilo. Esse "monstro" fazedor de golos não pára de nos surpreender. É um verdadeiro trabalhador em campo com muita "ratice".

É em Soares e seus companheiros que eu ainda acredito numa jornada brilhante na Champions em Turim. Já calámos San Siro, Old Trafford, Lyon, Roma em noites memoráveis. Chegou a vez do novíssimo estádio da Vecchia Signora. Eu acredito! 

Será importante apagar a péssima imagem deixada pelo clube daqueles que ostentam as lâmpadas na alcunha para não ferirmos a sensibilidade dos legisladores, cujo banho de bola só foi disfarçado por uma vergonhosa taça encomendada pelos amigos da liga que se lembraram de gerar um troféu tríptico e absurdo.

ESPERO QUE ESTEJAM JÁ A PREPARAR O TROFÉU COMEMORATIVO DOS 60 ANOS DO ÚLTIMO TÍTULO INTERNACIONAL. MAS FAÇAM UMA COISA BONITA COM UMA FOTO DO BELLA. 

 

Força, Porto! 

Tu jamais caminharás sozinho!

Hélder Rodrigues

sketch-1489183748231.png

 

28
Nov15

Foi uma vitória importante, mas não gostei do tom dela!

helderrod

Três pontos conseguidos numa árdua vitória resumem a ida a Aveiro. Com muitos jogadores em clara baixa de forma, a exibição só não deu em desgraça porque o Casillas segurou o triunfo. Após uma estranhíssima expulsão de Lopetegui que se encontrava muito ansioso, talvez pelos inócuos assobios dos assobiadieiros de serviço em Aveiro. Com os assobios, a figura entristece-se! É lamentável! Aliás, se querem ver palhaços a jogar à bola, é melhor irem ao circo. Enfim, o que importa é mentalizarmo-nos de uma vez por todas que, nos momentos menos bons, precisamos de apoiar. Lembrem-se do que os adeptos do Chelsea fizeram a Mourinho, após tantas derrotas, ou à forma como as claques do Borussia de Dortmund puxaram a equipa para cima no ano passado. Não me parece que aqueles adeptos alguma vez chamaram palhaços ao seus artistas. Nem os palhaços, nem os jogadores (principalmente de Dragão ao peito) merecem tamanha injustiça. Enfim.... Os adeptos são soberanos, o futebol pode ser mais bonito pelos flancos, mas o que é demais é moléstia! Força, Porto! Força, equipa! Vamos ganhar à Madeira para que se acabe de uma vez por toda com as assobiadelas de palhaço pobre! Hélder Rodrigues

04
Out15

Segunda Parte de Eleição

helderrod

Num Domingo muito "sui generis" e ventoso, o grande FC Porto defrontou o sempre respeitado CF Os Belenenses. 

Com mais uma grandíssima assistência, a primeira parte começou fria e só com o correr da bola é que começou a aquecer efectivamente. Numa guarda muito fechada, a equipa de Sá Pinto bloqueou muitos caminhos e estava difícil a conquista do primeiro golo. A bola no ferro de Brahimi pareceu anunciar a belíssima exibição que o Argelino apresentou na segunda parte. Antes disso, a bola no poste do Belém que revelou a necessidade de concentração e de aplicação de alto nível por parte de Iker Casillas.

Na segunda parte, chegou o momento de eleição. Numa cadência permanentemente atacante na qual se destaca a saída de Maicon para a entrada de Danilo, num claro sinal de Lopetegui para assumirmos o ataque à baliza de Ventura. Muito bem, Mister Lopetegui! Jogámos à Porto.

Dessa forma foi significativa a capacidade ofensiva da equipa, aquistando-se com categoria quatro golos sem resposta.

Neste dia, importa destacar o record de vitórias consecutivas de Lopetegui no Dragão que destrona José Mourinho nesse grande feito. Tudo isto acontece com Villas Boas a assistir numa das cadeiras confortáveis do Dragão.

Temos equipa, temos treinador, temos apoio nas bancadas. Tudo isto provoca a maioria absoluta e inegável que nesta noite de eleição chegaremos com certeza ao título! Hoje vi um FC Porto ambicioso e isso agrada-nos!

 

Força, Porto!!!!!

Hélder Rodrigues

Uma palavra para o grande novo capitão que se chama Ruben Neves. Uma aposta de futuro com uma promissora carreira! Parabéns, Ruben Neves!

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D