Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

12
Jun23

Tripas à moda do polvo

Dylan

portolodo.jpg

Tripas à moda do polvo foi um prato que, apesar de nunca ter sido tentado, foi confeccionado ao longo de 22 miseráveis programas no Porto Canal. O prato era tão horrível que o Juiz Masterchef decretou pena de prisão aos dois cozinheiros, pois misturar entremeada com tentáculos é criminoso, ainda para mais atirando os restos da comida para uma ventoinha. Esta alegoria serve para dizer que nunca se baixou tanto de nível para humilhar um rival, divulgando correspondência electrónica roubada, manipulada, e como não bastasse, dois "responsáveis" de comunicação do FC Porto ainda "truncaram, construíram narrativas com inverdades", algo que devia envergonhar o canal de televisão, os seus responsáveis, jornalistas, accionistas, clube e a própria Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

10
Jun19

Os lesados das Antas

Dylan

leado.jpgA sentença de um tribunal em condenar o Porto a indemnizar o Benfica em dois milhões devido à divulgação de correspondência privada, criou um coro de indignados. Os Lesados das Antas sentem-se enganados, afinal aquele papel comercial vendido ao balcão do Porto Canal foi deturpado, nomeadamente com expressões cortadas para alterar o sentido do texto, passando uma mensagem manipulada. Mas não foi por falta de aviso visto a supervisão da ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social) ter alertado há um ano para a conduta desta espécie de Pravda televisivo, considerando que a divulgação de emails não tinha qualquer propósito de informar porque "ignora as elementares exigências aplicáveis à actividade jornalística". Os produtos foram vendidos pelo departamento de comunicação como sendo verdadeiros, publicitados por um famoso pirata informático e subscritos pelos comentadores dos programas desportivos nacionais, embora houvesse riscos tóxicos pois as obrigações traziam acesso a planos de treino, contratos comerciais e informações clínicas do Benfica. O fundo dos lesados brevemente terá mais aderentes, nomeadamente órgãos de comunicação social, para a compensação da suas perdas de credibilidade junto da opinião pública desde há dois anos a esta parte.   

18
Nov17

Os renegados

Dylan

POLVO.jpg

O Benfica é um clube extraordinário: permite que uma pessoa insolvente publique um livro, mesmo falando mal do emblema, de modo a ajudá-la a pagar o que deve! Enquanto o credor esfrega o olho, perdão, as mãos, escreve-se um livro baseado em correspondência electrónica roubada. O "Zé Cabra" da escrita aliou-se a um blogueiro doutorado em História mas parecem renegar factos passados, por isso eu sugiro um título para a 2ª edição do livro que acabe com tanto puritanismo: "Fruta para dormir, rebuçado e café com leite", "A creolina nos balneários", "O Famoso Guarda Abel", "Mandei um árbitro para o Brasil", "Fuga para Vigo", "Uma aventura no Centro de Treinos dos Árbitros e na casa de suas famílias",  "Largos dias têm quinhentinhos", "Sabes que o melhor está para vir quando te sentares num tribunal", e "Sei o que tens feito há mais de trinta anos"! 

16
Nov17

Telhados de vidro

Dylan

Broken_glass.jpg

Depois do "funcionário do ano" ter divulgado emails mencionando a suposta existência de uma rede de influência do Benfica sobre estruturas de decisão do futebol para influenciar a arbitragem em Portugal, sabe-se agora que também o director-geral do FC Porto está a ser investigado por "factos susceptíveis de integrarem o crime de corrupção no fenómeno desportivo". O ditado nunca falha: "quem tem telhados de vidro não atira pedras ao do vizinho". Por outro lado, gostava de ver a reacção dos caçadores de bruxas do futebol português, aqueles coscuvilheiros e justiceiros da Internet dos tempos modernos que pirateiam criminalmente correio electrónico privado deturpando-o e publicando-o fora do contexto, bem como o destaque dado por alguma comunicação social que participa neste voyeurismo e só rasga as vestes consoante a cor da camisola do clube. 

16
Jun17

Eles escolheram a desonra e terão a guerra

Dylan

Winston Churchill Depression (1).PNG

Na minha ingenuidade sempre pensei que o Benfica tivesse rivais, nunca inimigos, mas olhando para a última polémica do futebol português onde um clube coscuvilheiro acedeu ou mandou aceder indevidamente ao sistema informático dos lisboetas, fiquei sem dúvidas. O "chico esperto" desportivamente ressabiado que teve a brilhante ideia de guerrear contra um exército de seis milhões especula, difama e usa o mediatismo e a Santa Aliança para lançar suspeições e linchamentos públicos. Parafraseando Churchill, "entre a desonra e a guerra eles escolheram a desonra e terão a guerra". Já tinha sido assim no "Apito Dourado" onde a turma dos piratas informáticos perdeu seis pontos por corrupção tentada e não recorreu, preferindo a desonra, já é genético.

11
Jun17

Cotoveladas e Dedos nos Olhos. A Opus Aguiae.....

helderrod

A temporada já lá vai. Mas há muito por explicar. E muito se vai explicar.

Não adianta querer pôr o dedo nos olhos das pessoas. Aliás é importante evidenciar o caro desconforto de alguns adeptos benfiquistas que começam a perder o sabor destas vitórias.

Se há dias ouvia o treinador do Benfica a tentar justificar o que toda a gente viu, impingindo uma depuração impossível de muitas circunstâncias ocorridas neste campeonato e na Taça de Portugal, o que tenho vindo a assistir é bem pior. Curiosamente, tudo se passou no mesmo canal de televisão que apresentou num Telejornal o equipamento alternativo do Benfica postado num manequim...hilariante. Quase tão hilariante como o episódio em que Madonna quis transformar o salão de festas do FCP, numa espécie de Isla Bonita. O problema é que agora há imensa informação e a artista já o fizera em Paris...Nem todos comemos dessa ração de silly season patrocinada por uma companhia de aviação.

Depois, vejo noutro canal uma espécie de Perdoa-me aos Pecadores que, à pala dos umas transferências espectaculares, procuram limpar a imundície que se vai descobrindo. Numa constante e persistente publicitação das aparentes grandes transferências do clube da Luz, onde destacam os 15 milhões do Hélder Silva e, sobretudo, a de Gonçalo Guedes por uns espantosos 30 milhões, talvez para tirar umas fotos com a Madonna, estes especialistas do mercado que tanto gostam do "é disto que estamos a falar" procuram menorizar as graves revelações daqueles emails de Pedro Guerra. Um fica indignado pela forma como o Director de Comunicação terá obtido acesso aos emails (parece que nunca ouviu falar em wiki leaks ou coisas do género), o outro (que se deve achar a última bolacha do pacote) menoriza as pessoas em causa nos emails. Ficou muito mais preocupado no momento em que o Presidente do FC Porto terá ou não beneficiado de segurança pessoal. Estes jovens fantoches de cartilha são inclusivamente mal educados e arrogantes com o único comentador que procura ser mais equilibrado nas opiniões, confrontando-o com perguntas (substituindo o pivot) e rindo em tom de gozo das suas considerações.

Para ajudar à festa um Diamantino que chega ali como uma virgem ofendida, porque se deveria estar a falar de futebol, mas depois dá as chancadinhas procurando fazer de todos nós burrinhos ou ceguinhos. Não somos. Lembro-me das mãozinhas do Vata e de um fiscal de linha de Carlos Valente nas Antas, no ano em que o César Brito fez dois golos, que não deixou o Porto atacar cortando todos os lances de real perigo nessa partida. Uma vergonha.

Depois a CMTV que nem merece consideração.....

Mas o mais grave é que estes são os mesmos que procuram enfatizar a proeza e neutralidade do vídeoárbitro. Os mesmos que andam há exactamente 14 dias sem denunciar que a cotovelada de Lindelof a Marega dentro da grande área do Benfica, na final da Taça de Portugal nunca foi alvo de análise do Vídeoárbitro. Isto é particularmente grave porque a hipocrisia e a parcialidade têm limites. Onde está a análise a este lance? (ver foto). Não está. Sabem porquê? Porque interessa a muita gente. A muitos profetas da verdade. A muitos defensores da verdade. Mas que, da verdade, nem a veresimilhança se aproveita...

Todavia, não há fumo sem fogo e, quanto mais se querem limpar, mais evidenciam a conduta pecaminosa e insuportável desta espécie de Opus Aguiae em que todos querem rezar, mas cujas heresias vão acabar pelo menos no veredito do povo.

Esta vergonha já passou as fronteiras e espero que chegue rapidamente à UEFA para que alguém possa fazer justiça.

 

Força, Porto!

 

Hélder Rodrigues

 

P.S. Cada insulto de que tenho sido alvo aqui é directamente proporcional à verdade das palavras que escrevo.

 

Screenshot_2017-06-11-03-43-20.jpg

 

 

 

 

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D