Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

30
Set14

Erros Meus, Má fortuna, Porto para Sempre!

helderrod

Emoção é o vocábulo que sumariza o jogo desta noite na Champions. A essência do jogo que todos adoramos emergiu no longínquo relvado de Lviv. Foi um jogo de muita personalidade portista em que foi clara a dimensão europeia do clube azul e branco. 

Ironicamente, o primeiro golo do Shaktar é fruto da verdura de Oliver que não estava propriamente dentro de um desenho animado nipónico! Parecia, mas não estava! Neste particular, penso que o FC Porto pode e deve dispensar a insistência nas trocas de bola junto ao Fabiano. Está mais que visto que é bonito, mas pouco eficaz! Por vezes o pragmatismo é a melhor das tácticas!

Depois, a fragilidade defensiva no segundo golo da equipa ucraniana parecia anunciar a piada SERRANA dos 3 guarda-redes.

Porém e depois de mais um penalty por assinalar, depois de um penalty falhado, depois dos golos já referidos surge a força transcendente do Dragão e, só mesmo uma grande equipa, bem orientada nas substituições, foi possível arrancar com o corpo e com a alma um precioso empate, tendo em conta a vitória caseira do Bate Borisov sobre o Bilbao.

Na verdade, este jogo pode marcar uma viragem, sendo o mesmo um exemplo do que não se pode fazer em alta competição e do que se deve fazer na adversidade. Que esta seja uma lição para todos os portistas. Para aqueles que não assobiam e acreditam até ao fim e para os flops que disparam para todo o lado desrespeitando tudo e todos não pelo conteúdo (todos são livres de opinar), mas pela forma ridiculamente brejeira como se exprimem.

 

Dos erros nossos, da má fortuna, o nosso PORTO SEMPRE!

 

Hélder Rodrigues 

13
Abr14

A mística e a verticalidade...

helderrod

A noite de Sevilha e o seu árbitro malfadado desde tempos idos com Mourinho já fazem parte do passado. Pareceram-me injustas e hiperbólicas as palavras humilhação e vergonha que muitos pretenderam instituir. O Porto é muito maior. É grande demais para se deixar abater com as noites menos conseguidas. Nesta passagem europeia da presente temporada vimos muitas bolas nos ferros, amarelos desmesurados, golos anulados, meios campos mal desenhados, jogadores amuados, enfim...aconteceu de tudo um pouco. Mas no futebol como na vida há momentos bons e momentos maus.

Porém, no FC Porto os bons sobrepõem-se claramente aos maus e, sempre a cores e HD, é possível atestar a dimensão da coisa. Aquilo que se passou nesta temporada jamais poderá pôr em causa o nome de um clube que soube crescer consistentemente e com provas dadas por esse mundo fora. É preciso mudar. É sempre preciso adestrar o que não correu bem e melhor do que ninguém o Porto pode e sabe reinventar-se sem especulações e/ou pressões exógenas.

Por isso é que o FC Porto é distinto. Não é promovido na histeria das audiências e é dotado visceral e naturalmente pela mística do essencial: a verticalidade das listas azuis e brancas, porque quando alguém as enforma traz com elas uma miríade de glórias inigualáveis. Vestir azul e branco é ser-se abnegado e é acima de tudo renascer, crescer e multiplicar o orgulho da alma de Dragão. 

Vemo-nos em Braga de azul e branco vertical com um orgulho imensurável e apaixonado porque serás sempre o GRANDE PORTO!

 

Hélder Rodrigues

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D