Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

04
Set23

A culpa foi da tomada

Dylan

tomada.png

A partir de agora, quando contarem a história da Carochinha sobre o antigo árbitro Calabote, lembrem-se dos 22 minutos de desconto do jogo FC Porto-Arouca, período em que a equipa da casa evitou a derrota, em mais um episódio de descrédito internacional do futebol português. Como não bastasse, a equipa que mais beneficia destes prolongamentos pede a anulação do jogo, naquele fingimento característico, pois nunca faria isso caso tivesse ganho a partida. Parece que a culpa foi de uma tomada sem corrente eléctrica no estádio, não deixando de ser estranho visto tratar-se da mesma ficha onde eram carregadas as baterias das "bicicletas voadoras" da secção de ciclismo! 

12
Jun23

Tripas à moda do polvo

Dylan

portolodo.jpg

Tripas à moda do polvo foi um prato que, apesar de nunca ter sido tentado, foi confeccionado ao longo de 22 miseráveis programas no Porto Canal. O prato era tão horrível que o Juiz Masterchef decretou pena de prisão aos dois cozinheiros, pois misturar entremeada com tentáculos é criminoso, ainda para mais atirando os restos da comida para uma ventoinha. Esta alegoria serve para dizer que nunca se baixou tanto de nível para humilhar um rival, divulgando correspondência electrónica roubada, manipulada, e como não bastasse, dois "responsáveis" de comunicação do FC Porto ainda "truncaram, construíram narrativas com inverdades", algo que devia envergonhar o canal de televisão, os seus responsáveis, jornalistas, accionistas, clube e a própria Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

27
Fev23

VAR aberto

Dylan

cheers-bar-696x442.jpg

 

Pinto da Costa pediu para se acabar com o "VAR". Desta vez, tenho de concordar com o senhor, os bares podem ser locais de excesso de consumo de álcool, ainda para mais aquele "VAR" de Vizela tem bom vinho verde. Portugal surge de forma sistemática entre os maiores consumidores de bebidas alcoólicas a nível europeu e mesmo estes modernos cocktails de fruta devem ser ingeridos com moderação. O alcoolismo provoca lapsos de memória em algumas pessoas, um dia há "VAR aberto", na semana seguinte o "VAR" é considerado mau e provoca ressaca, além de aumentar as despesas com a saúde e uma redução da produtividade no trabalho.

10
Mai22

Futebol de régua e esquadro

Dylan

var.jfif

Parece que o senhor Pinto da Costa anda desgostoso por não receber mensagens de felicitações da parte de algumas pessoas pela conquista do campeonato de futebol, se calhar estava à espera da congratulação do Biden e do Putin mas deviam estar ocupados. Por mim, vou dar-lhe os parabéns, mas também dizer que nunca se viu tantos erros de arbitragem como nesta época, como por exemplo, no jogo do título, anular um golo por fora de jogo devido ao facto do avançado estar apenas dois centímetros adiantado. O sistema do vídeo-árbitro podia ser uma ferramenta útil mas transformou o futebol em régua e esquadro, à caça daquele frame duvidoso. Por agora são os centímetros, depois passará a milímetros e mais tarde um nariz grande ou um penteado desgrenhado de um jogador será suficiente para o colocar fora de jogo, a bem da "verdade desportiva", deixando a tecnologia matar a espontaneidade e a beleza do futebol.  

27
Abr21

O regresso dos jagunços

Dylan

jagunco.jpg

 

A agressão a um repórter de uma televisão num estádio em Moreira de Cónegos, feita por um empresário com ligações ao FC Porto, fez lembrar aqueles anos negros de 80 e 90, com intimidações e coações sobre jornalistas como Carlos Pinhão, Marinho Neves, Eugénio Queirós e Pedro Figueiredo. Recentemente, também Pedro Neves de Sousa, Valdemar Duarte, João Pedro Silva, Duarte Monteiro e outros profissionais da comunicação social, foram importunados fisicamente e verbalmente por jagunços disfarçados de directores de comunicação e assessores de imprensa. Não só o Ministério Público deve agir rapidamente, como as entidades que regem o futebol castigar os clubes envolvidos, frustrados com os maus resultados desportivos, sob pena de sermos conhecidos como um país de terceiro mundo.   

24
Dez20

De arrasar

Dylan

jeus.jpg

Creio que o estado de graça de Jorge Jesus como treinador do Benfica terminou, aliás, nunca verdadeiramente começou apesar de prometer "jogar o triplo" e de "arrasar", depois desta derrota na Supertaça Cândido de Oliveira. D'Arrasar era uma banda chunga dos anos 90, curiosamente com a mesma falta de qualidade deste grupo de atletas encarnados pagos a peso de ouro, pois aquilo que temos assistido é um arraso nas contas do clube, com gastos de quase 100 milhões no mercado para satisfazer os caprichos de um treinador que vive das glórias do passado. Numa época de pandemia mundial, onde muitos clubes arriscam a própria existência fruto da quebras de receitas da bilheteira, publicidade, patrocínios e dos direitos televisivos, o Benfica investiu, foi dos poucos que não cortou nos salários do plantel e mesmo assim recebe estes agradecimentos por parte dos seus profissionais. 

03
Mai20

O ópio do povo

Dylan

murais-de-parede-fundo-das-bolas-de-futebol-ilustr

Já era hora deste plano de desconfinamento ser aplicado mas não deixa de causar uma certa perplexidade o facto do futebol regressar no fim do mês, ainda para mais depois do cancelamento da Segunda Liga e das principais modalidades de pavilhão. O governo desconfina, o cidadão desconfia por pedirem para andar de máscara, para manter o distanciamento social de forma a reduzir a transmissão do coronavírus mas não compreende como se vai conseguir manter uma distância relativamente ao adversário no pontapé da bola. Enquanto vários eventos desportivos têm sido anulados por toda a Europa, os cientistas nacionais de bancada descobriram que o ópio do povo, o futebol, tem capacidade para purificar a saúde pública e eliminar este maldito vírus, mesmo pondo em risco a integridade física de todos os intervenientes deste espectáculo. 

28
Fev20

Brexit no futebol português

Dylan

1180877055_f.jpg

Em apenas dois dias, as quatro melhores equipas do futebol português foram eliminadas das competições europeias por adversários de segunda linha. Há que dar os parabéns a quem tornou possível esta espécie de "brexit" do futebol português, a sua saída limpa e a consequente entrada do país no grupo de Ligas do Terceiro Mundo. Felicitar os directores de comunicação dos clubes envolvidos pelo ódio que debitam diariamente, os seus presidentes sem cultura desportiva e os símios sem educação que ocupam as bancadas, congratular os mentecaptos que comentam nas dezenas de inúteis programas televisivos, as claques de malfeitores e os jornalistas que não sabem despir a camisola, parabenizar os chefes de família que se transformam em vândalos de fim-de-semana, os arruaceiros virtuais que ameaçam árbitros e alegrarmo-nos com a falta de coragem do Governo em actuar no desporto para acabar com tantos acontecimentos que atentam um Estado de Direito.

12
Dez19

O touro enraivecido

Dylan

Isto não é conversa para boi dormir pois segundo o treinador do Belenenses existe um touro enraivecido à solta e que dá socos lá para os lados do Estádio do Jamor. Esta nova espécie de bovino, pugilista e alucinado, já terá um historial de comportamentos agressivos à semelhança dos restantes ruminantes daquela conhecida ganadaria que costumam ser bravos, principalmente quando não ganham as corridas. Há quem não veja um boi à frente, mesmo com som e imagens televisivas e há quem queira transformar os corredores dos estádios de futebol num espectáculo tauromáquico de pegas.

23
Out19

Bandos de malfeitores

Dylan

tocha.jpgA decisão do presidente do Sporting em acabar com os apoios às claques do clube é um acto de coragem, farto de tanto parasitismo e intimidação. Algumas claques de futebol deixaram de ser um grupo de adeptos que apoia e acompanha a equipa para se tornarem numa seita de malfeitores pronta a obter proveitos financeiros do clube, onde o estilo de vida dos seus líderes não corresponde aos rendimentos declarados. Somente uma pequena parte dos seus elementos têm registo obrigatório, e apesar de ser sobejamente conhecida as suas actividades criminosas, têm prioridade sobre os outros sócios e adeptos em relação ao preço dos bilhetes para os jogos. Eu não sei se as claques deviam ser extintas, sei que o futebol  já existia e era mais puro antes destes bandos de mostrengos aparecerem. 

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D