Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

18
Jan15

"Cha-Cha-Cha" no "Pantanel"

helderrod

O FCP fechou a primeira volta num jogo para barbas rijas. Num terreno adverso devido às condições meteorológicas, marcar na primeira parte era fundamental. E assim foi. No limite do fora-de-jogo, mas sem necessidade à criação de pontos de fuga, o guerreiro Herrera e o fabuloso Martinez facturaram com uma tremenda eficácia. Na segunda parte, foi necessária a promoção da tracção ao 4x3x3 numa luta árdua na qual o Penafiel se bateu estoicamente. Uma palavra de apreço também para o nosso niño Torres que lutou bastante, interpretando a importância e a grandeza de se trazer o emblema do melhor clube português no peito. Importa também adir que terminámos apenas a primeira parte do desafio. Venha a segunda, com mais futebol e sem colinhos nos dezassete encontros que restam. Vamos acreditar sempre e deixar as galas para a fachada, puxando dos galões plenos de ambição e de vitórias como é apanágio do grande Futebol Clube do Porto. Força, Porto! Hélder Rodrigues

25
Nov14

Uma Fusão de futebol para quebrar o gelo

helderrod

Confesso que já tinha saudades de ver futebol de primeira água. Faltava a qualidade de azul e branco vestida para sentir as emoções de um golo. Após um longo e inusitado hiato, eis que o FC Porto regressa em grande forma na Liga dos Campeões. Tal como referia o jornal A Marca "este Oporto es arrollador..." com mais uma grande "demonstración de autoridad" passeou o seu prestígio internacional no gelo da Bielorrússia. Aliás devo desde já dar os parabéns aos adeptos que viajaram até ao lado negativo do termómetro para transmitir energia positiva à equipa. Assim, e após uma primeira parte de fusão em que foi preciso descongelar um pouco as movimentações eis que surge um FC Porto dinâmico e assertivo na segunda parte. Com Herrera e Oliver a trabalharem muito bem no meio campo foi possível obter um belo resultado perante a pêra mais docinha do grupo. Mas quantas vezes estas pêras amargam? Que dizer sobre o Apoel ou o Hapoel com H que goleou há uns tempitos a máquina da Luz, ou mesmo um Olympiacos com chapas bem amargas de meia dúzia? Não vale a pena subestimar o outro, O que vale isso sim é ver o mágico Porto das grandes noites europeias a cores. Parabéns, FC Porto! O primeiro lugar está garantido e que bem que lhe fica. E, para terminar, deixo aqui uma pergunta aos críticos: onde estaria este Porto se Lopetegui não fosse um flop? Deixem-no trabalhar porque este ano vamos longe e este primeiro lugar na Champions só vem confirmar que a escolha deste treinador foi arriscada mas assertiva! Força, Porto!!!! Hélder Rodrigues

26
Mar14

Hoje soube-me a pouco e no entanto...

helderrod

Hoje foi dia de clássico. Foi o dia em que o Benfica encontrou um adversário capaz de amenizar as veleidades e as vaidades. 

A pressão inicial do Porto foi forte e a primeira parte podia ter fechado categoricamente esta eliminatória. Porém, a boa exibição de Artur não permtiu fazer jus ao domínio portista no primeiro tempo. Viu-se um Benfica sufocado e perdido na entropia acicatada pelo FC Porto.

Já na segunda parte, o SLB equilibrou e estendeu-se em campo. Mas mesmo aí o Porto conseguiu ser mais perigoso com a bola no poste e o encantamento de Quintero quando se isolou...

Atendendo ao facto do Mangala estar inferiorizado fisicamente, a última substituição teve que ser forçosamente adiada até aos derradeiros minutos, para se evitar a redução da equipa a dez unidades.

Importa adir que, apesar de todas as exaltações, o que é certo é que nem o grande Benfica, nem o grande Sporting foram capazes de vencer este Porto no Dragão, que vai crescendo (quando já pouca gente acreditava).

Parabéns a Luís Castro, parabéns a Mangala pelo esforço, a Fabiano pela segurança e à grande primeira parte de Herrera.

Em suma, parabéns à equipa!

E, porque não, parabéns à elevada correção de ambas as equipas em campo, não se justificando o excessivo número de cartões amarelos!!!!!

 

Há qualidade e há que acreditar!

 

Força, Porto!!!!!

 

Hélder Rodrigues

16
Fev14

De se lhes tirarem o chap...assobio!

helderrod

Consistência e força. Duas palavras que ajudam a resumir a exibição do FC Porto.

Num terreno pesado, o Porto entrou forte criando várias oportunidades de golo que poderiam ter fechado o jogo bem mais cedo.

Com um Herrera muito dinâmico e um Varela irreverente foi possível arrancar uma bela vitória num terreno onde já não vencíamos desde 2005. Foi em Barcelos que, após aquela derrota aPAIXÃOnante do Porto de Vítor Pereira, partimos para uma espectacular miríade de treze vitórias consecutivas que nos conduziram ao triunfo no primeiro do tri!

Uma palavra para Mikel que ao ter entrado em campo poderá vir a ser ele também mais um campeão! Assim seja.

Outra palavra para as excelentes relações entre a Liga de Clubes e o outro grande. Aquele sorriso de Mário Figueiredo junto de Vieira aquando do golo do Benfica não escondeu a frustração da Liga em não ter conseguido arrancar o Porto da Taça, apesar das adendas e dos relatórios encomendados...

 

Hélder Rodrigues

 

Força, Porto!

 

25
Out13

Contra a Nossa Decadência Europeia

joshua

Acho muito cedo para ali o pessoal rival andar a cantar d'águia perante o aparente malogro, até ao momento, da nossa-FC Porto presença na Liga dos Campeões.

 

Duas derrotas tangenciais com equipas recheadas de pastel e de estrelas ainda não nos permitem capitular e atirar as tatuagens ao chão. Ainda há cartadas fortes a jogar. Parece-me, sim, mais relevante observar os ganhos de consistência e coesão na equipa, com Herrera a prometer fechar o meio-campo, dobrando Fernando como se fosse outro Fernando, com a vantagem de promover passes de ruptura e municiar o ataque.

 

Acredito numa boa resposta do meu FC Porto nos próximos apontamentos e talvez tenha mais sabor remeter a lagartada à humildade perdida, após um par de meses com juízo e boa gestão desportiva a subir-lhes à cabeça.

 

De resto, muito mais preocupante é o cômputo geral da prestação europeia na Europa, do mais fraco e confrangedor que me lembre, em anos, quase tudo corrido a derrotas. Isto merece reflexão. A batalha por brilhar na Europa é uma matéria em que ou todos ganham ou todos perdem. Não há capelinhas.

09
Out13

Herrera

joshua

Tem o FC Porto andado à procura de um pulmão no seu meio campo o mais aproximado possível com a formiguinha insuperável Moutinho. Há que dizê-lo com frontalidade: Moutinho é uma força da natureza e da técnica. O que aquele pequeno homem faz num meio-campo está ao nível das sete maravilhas do Futebol. Não apenas no plano da eficácia, mas no da durabilidade. Ora, Defour não chegava lá. Josué não chegava lá. Herrera, sim, encheu o campo contra o Arouca e deu o sinal que faltava para que em breve acabe o síndrome das boas primeiras partes e segundas medíocres. Veremos. Havia um problema no meio campo do meu FC Porto. Estará resolvido?!

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D