Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

06
Jan19

O tudo ou nada

Eduardo Louro

Imagem relacionada

 

Não estou certo que dê certo. Tenho mesmo muitas dúvidas, mas há grandes probabilidades de Mourinho vir a ser, no início da próxima época, o novo treinador do Benfica.

Há muito pouco tempo, quem ousasse pensar uma coisa destas só poderia não estar bom da cabeça. Hoje, é a coisa mais natural deste mundo!

Se José Mourinho, enquanto treinador de top mundial, não bateu no fundo, não anda lá muito longe. Tem, nesta fase da sua carreira, duas opções. Nem mais uma: ou desiste, e começa a viver a sua reforma dourada; ou vai à procura do relançar a carreira!

Se pensarmos um bocadinho concluimos facilmente da baixa probabilidade da primeira hipótese, e rapidamente somos levados a concluir que a única opção de Mourinho é, agora, relançar a carreira. Não é começar tudo de novo, mas é recomeçar para voltar ao lugar de topo que ocupou, e tornar-se ainda maior que os maiores por lá ter estado em tempos históricos diferentes. E provar que é tão "special" que até contraria a própria natureza!

O Benfica serve estes propósitos. Tem grandeza e tem condições que lhe permitem voltar a ganhar. Está também perto do fundo e só pode subir, minimizado-lhe todos os riscos. 

É a tábua de salvação para a reeleição de Luís Filipe Vieira que - lembram-se? - há muito tem na mão uma cenoura bem viçosa a que chama ganhar na Europa. Quer isto dizer que Vieira, ao contrário do que sucedeu nos últimos três anos, não vai olhar a meios para fazer investimentos na equipa de futebol. Não faltarão jogadores para satisfazer as exigências de Mourinho, nem dinheiro para lhe pagar um vencimento bem chorudo e confortável. Longe, em qualquer das circunstâncias, daquilo a que está habituado, mas nada que envergonhe ninguém...

Acabo como comecei: não estou certo que dê certo. Por certo tenho apenas que, neste cenário há pouco inimaginável, José Mourinho e Benfica correm diferentes graus de risco.  São mínimos os riscos que Mourinho corre nesta oportunidade. São muito grandes, enormes, os do Benfica. Como sempre acontece quando se chega ao desepero do "tudo ou nada"! 

28
Jul15

Bem feito!

Eduardo Louro

Pedro Proença anuncia o fim da sua carreira

Pedro Proença é o novo presidente da Liga. Dê ou não continuidade, nestas funções,  ao que dentro de campo durante tantos anos fez contra o Benfica, a verdade é que Luís Filipe Vieira foi comido

Apetece dizer: bem feito! 

Não se vê oposição, mas não me surpreenderia muito que Vieira tivesse começado hoje a cavar a sua sepultura ... 

11
Jul15

Por Entre os Pingos da Chuva de Contratações

helderrod

Fica! Afinal não...afinal sai para o clube A, mas tinha acordo com o clube B! Nada melhor do que o período do defeso para vender jornais e silenciar algum azeite que parece vir à tona. Tal como a verdade, na semana passada algo surgiu na superfície quando Marco Ferreira foi claro ao afirmar que recebera um telefonema de Vítor Pereira pressionando-o, coagindo-o a ser "cuidadoso" no jogo Rio Ave-Benfica. Com efeito, o Rio Ave venceu e o chefe da arbitragem deve ter ficado com o orelhas a arder e a morder-lhe as orelhas. Marco Ferreira tinha deixado "cair o bebé". Marco Ferreira falhara como baby sitter e haveria como houve efectivamente consequências. Elas aí estão: um dos melhores árbitros da Liga Portuguesa acabou por ser despromovido e empurrado para fora da arbitragem. Esta irradiação proactiva deve ser alvo de uma reflexão. Mais sorteio, menos sorteio, este caso DEVE SER INVESTIGADO. Está aqui em causa a verdade de um campeonato. Um CAMPEONATO ROUBADO NÃO PODE SER HOMOLOGADO. Aqui não houve escutas. Neste caso gravíssimo, foi o próprio receptor da chamada telefónica que confirmou em directo na televisão a existência de uma potativa coacção. Esta situação tem andado a passar por entre os pingos da chuva. Fala-se de transferências, do futebol na areia e no Tour de France. Onde estão os profetas da Verdade Desportiva? Onde estão? Vamos debater? Vamos falar de baby sitting a sério? Este campeonato aquistado pelo SLB deve mesmo ser auditado minuciosamente. Este silêncio, além de absurdo é muito suspeito. Mas há muitos portistas como eu que preferem falar disto em vez do ADN e da Mística ou falta dela que os Media andaram a criar. O meu ADN é o seguinte: A de apurar; D de definitivamente e N de negligências na época 2014/2015. Este ADN (Apurar Definitivamente Negligências) é urgente ser resolvido com mais ou menos sorteios e mais ou menos contratações. Fica aqui o meu desafio: ESCLAREÇA-SE, INVESTIGUE-SE, ADESTRE-SE o que está torto para que a pouca vergonha da época passada não se volte a repetir. P.S. Até pode ser que o Gil Vicente e o Penafiel regressem à Liga NOS! Força, Porto! Hélder Rodrigues

03
Ago14

A partir de agora é que é a sério...

Eduardo Louro

Tal como ontem, frente ao Arsenal, o Benfica sofreu três golos em dez minutos e afundou. Depois de uma primeira parte que nem foi má de todo, e donde, através de um golo logo aos dois minutos – o primeiro de Derley –, até saiu a ganhar.

Logo no arranque da segunda parte entraram Rodrigo e André Gomes…para o Valência. Para o Benfica entrou uma invenção chamada Luís Filipe, e saiu João Cancelo. Pode parecer um pormenor, mas não é. O Valência começou a jogar à bola e o Benfica sem ninguém a defender o flanco direito. E o Artur regressou à sua verdadeira condição de guarda-redes sem ponta por onde se pegue, com dois frangos monumentais…

Para que a equipa voltasse minimamente a estabilizar e limitar os danos, Jesus teve de retirar do campo esse tal de Luís Filipe, uma contratação que é um verdadeiro atentado à inteligência dos benfiquistas, e de chamar André Almeida, que jogava a trinco, para o lado direito da defesa.

E assim se junta à destruição da equipa, a destruição de qualquer réstia de equilíbrio emocional aos jogadores, que saem da pré-época completamente de rastos. E de repente se dá cabo do prestígio internacional que tanto custou a recuperar…

Ah... E o Jara lá vai continuando a sua saga... E o Jesus o seu festival de comunicação!

E no meio disto tudo a BTV lá vai tentando lavar o cérebro a quem gosta de se deixar lavar… Ou levar!

E pronto, a partir de agora é a sério. Mesmo que até agora também devesse ter sido...

 

25
Set13

Jogar Fora das Quatro Linhas

joshua

Talvez seja uma regra geral das equipas que vão em segundo, mas o certo é que falam mais e dão mais entrevistas. Depois de Jorge Jesus ter chorado como quem prepara o bom caminho arbitral da jornada anterior, Luís Filipe Vieira também veio dizer umas coisas à CM TV: não se justificou da indisciplina e do precedente de desautorização que conservar Cardozo-Pastoso implica para o plantel. Veio falar de união, veio defender os disparates de Jesus, veio defender o rapazolas da AF Lisboa e insinuar mais umas coisas conta o FC Porto. O que vale é que nem para jogar fora das quatro linhas o Orelhas serve. Cada cavadela, cada minhoca. Cada tiro, cada melro.

03
Jun13

O grande desafio

Eduardo Louro

Chegou ao fim a rábula da renovação de Jorge Jesus. Luís Filipe Vieira, ao que parece contra tudo e contra quase todos, decidiu manter-se fiel à palavra dada – não posso admitir que se tenha sido pelo medo do que poderia acontecer se ele fosse para o Porto – e assinar novo contrato de dois anos com o treinador que, para uns não ganhou praticamente nada e, para outros, fez o que há décadas nenhum outro fazia no Benfica.

Não chegou ainda ao fim a que, com idêntico texto mas intérpretes diferentes, continua em cena no Porto. A deixar perceber que se tratou de um daqueles jogos se prolongam, prolongam e teimam em não acabar antes que seja dado o apito final no outro, de cujo resultado está dependente, mas, acima de tudo, a confirmar que Pinto da Costa até pode continuar com grande jogo de cintura, com grande capacidade de manobra na intriga e no faits divers, mas os anos não perdoam e já não é tipo para grandes feitos. Ainda cobriu - pondo-lhe em cima mais meio milhão (e um prémio pela champions, mas isso era conversa de embalar) - os quatro milhões de euros anuais que passam do contrato anterior para este que agora liga Jesus ao Benfica por mais dois anos. Mas acabou por desistir, continuando a deixar Vítor Pereira ligado à máquina.

Sou dos que achavam que não havia condições para Jesus se manter no Benfica. Por todas as razões que por aqui apresentei, e por mais outras tantas que não quis sequer chegar a apresentar. O desenrolar da rábula não melhorou nada, antes pelo contrário!

Mas, nestas como noutras coisas, quando não há condições têm que se criar. É o que agora terá de acontecer: Luís Filipe Vieira terá que criar as condições que não há, certamente um dos maiores de todos os desafios que já teve pela frente!

Não vai ser fácil mas, pela minha parte, vou acreditar que o consiga fazer. Começando por resolver de vez o problema do lateral esquerdo. E, já agora, também do direito. E por encontrar um substituto à altura para Garay. E outro para Gaitan. Que certamente vão partir. E por descalçar a bota do Cardozo, salvo seja. E a do Rúben Amorim. E por não deixar morrer o Nelson Oliveira, e retirar o Rodrigo de coma… E por evitar que, pese embora tanto sérvio, aquele balneário se não balcanize de vez…

Talvez Rui Costa possa dar um jeito. Parece que finalmente alguém se está a lembrar disso! 

28
Mai13

Não há condições...

Eduardo Louro

Jorge Jesus irá ocupar por estes dias o centro do debate destas coisas da bola.

Parece-me que o povo benfiquista é hoje, ao contrário de há dois dias atrás, maioritariamente pela saída do treinador. Não sei se o mesmo se passará na opinião publica(da) benfiquista, onde muita gente continua fiel a Jesus.

Não é esse o meu caso, como já manifestei. E não vou, nem repetir argumentos que já utilizei, nem aduzir muitos outros que ainda não apresentei. Vou antes deter-me sobre os argumentos que poderão pesar na sua continuidade.

Diz-se que o Benfica nunca facturou como com Jesus. Que nunca jogou um futebol tão atractivo. Que atingiu um patamar, nacional e internacionalmente, donde há muito estava afastado. Que valoriza jogadores como nunca se viu na Luz.

Tudo isso são verdades. Que não sendo escamoteáveis, cabem – quase todas - na grande questão das atribuições do treinador e da estrutura do negócio do futebol. Se tudo se deve a Jesus. Se o Benfica nada fez por isso, se Luís Filipe Vieira não só pactuou com o afastamento de Rui Costa, como assinou por baixo a entrega de toda a estratégia e de toda a operação do negócio a Jorge Jesus.

Pelo que é possível perceber, fica a ideia de que assim foi. Que LFV entregou tudo nas mãos do treinador que, saindo, tudo levará. Porque não se percebe - pela comunicação, verdadeiramente desastrada, pela (falta de) interacção com a equipa B, pela gestão de jogadores, com evidente tratamento diferenciado entre os contratados pelo treinador e os outros, que já estavam, de formação ou não - uma estrutura homogénea e coesa a funcionar em perfeita harmonia.

Só que Jorge Jesus partiu a corda da confiança que o ligava aos adeptos e, bem pior, a que o ligava ao balneário. A confiança dos adeptos poderia até ser recuperável, sabe-se como é curta a distância de besta a bestial: bastaria iniciar bem a próxima época. Mas, sem a confiança do balneário, perdido como é claro que está o balneário, isso é uma utopia…

Jesus não tem condições de ficar na Luz, como – creio – toda a gente percebe. Só que isso – é esse o drama - lança-o para os braços de Pinto da Costa, que esperou meticulosamente por este momento. Um momento de supremo de gozo! De tanto gozo que acabará por lhe turvar a racionalidade e a clarividência…

Que Jesus continue no Benfica, sem quaisquer condições de êxito, mas apenas para evitar isto, é que não faz sentido!

10
Mar13

Orgulho

joaopaulo74

Subscrevo o aplauso da blogosfera vermelha à atitude do Presidente do Benfica, isto é, do Sport Lisboa e BENFICA. Refiro-me ao comportamento no caso do Fábio Faria.

E, se me permitem a sugestão, a Fundação Benfica poderia pegar no exemplo deste craque, um HOMEM com uma vida inteiro pela frente, e criar um programa de apoio aos jovens que por esse país fora jogam futebol atrás de um sonho. Há milhares e milhares de crianças que muitas vezes com a o apoio da cegueira paterna deixam tudo para trás e falta muitas vezes lucidez dos dirigentes ou das famílias para verem mais do que o golo um domingo atrás do outro.

Depois, quando acontece um azar...

Fica a sugestão: poderão criar uma escola de pais, uma parceria com as escolas de futebol, etc, etc...

14
Jan13

"Só os burros é que falam dos árbitros"

Eduardo Louro

 

Esperei… esperei… Já passaram mais de 15 horas e nada. Nenhuma reacção. A máquina – altamente lubrificada, sempre operacional e tão rápida e eficaz a reagir, a que nem sequer uma suposta gafe de trinta segundos escapa – engasgou!

Ficou sem capacidade de resposta… Gripou!

Não. Não foi Luís Filipe Vieira que calou Pinto da Costa. Foi Pinto da Costa que se calou a si próprio: “pela boca morre o peixe”!

O presidente do Benfica limitou-se a usar a memória. Mesmo a recente. A lembrar… Coisa que mais ninguém faz e de que, pelos vistos, o vitalício presidente do Porto não gosta muito!

Penso eu de que… Sim, porque falar de arbitragens é ridículo e estúpido!

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D