Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

26
Mar14

Hoje soube-me a pouco e no entanto...

helderrod

Hoje foi dia de clássico. Foi o dia em que o Benfica encontrou um adversário capaz de amenizar as veleidades e as vaidades. 

A pressão inicial do Porto foi forte e a primeira parte podia ter fechado categoricamente esta eliminatória. Porém, a boa exibição de Artur não permtiu fazer jus ao domínio portista no primeiro tempo. Viu-se um Benfica sufocado e perdido na entropia acicatada pelo FC Porto.

Já na segunda parte, o SLB equilibrou e estendeu-se em campo. Mas mesmo aí o Porto conseguiu ser mais perigoso com a bola no poste e o encantamento de Quintero quando se isolou...

Atendendo ao facto do Mangala estar inferiorizado fisicamente, a última substituição teve que ser forçosamente adiada até aos derradeiros minutos, para se evitar a redução da equipa a dez unidades.

Importa adir que, apesar de todas as exaltações, o que é certo é que nem o grande Benfica, nem o grande Sporting foram capazes de vencer este Porto no Dragão, que vai crescendo (quando já pouca gente acreditava).

Parabéns a Luís Castro, parabéns a Mangala pelo esforço, a Fabiano pela segurança e à grande primeira parte de Herrera.

Em suma, parabéns à equipa!

E, porque não, parabéns à elevada correção de ambas as equipas em campo, não se justificando o excessivo número de cartões amarelos!!!!!

 

Há qualidade e há que acreditar!

 

Força, Porto!!!!!

 

Hélder Rodrigues

04
Out13

Veneno Jesus. Veneno Cardozo

joshua

Fico satisfeito que não passe pela cabeça de nenhum dirigente ou treinador que os jogadores do FC Porto na origem dos golos do Atlético sejam de alguma forma alvo de retaliação. Passar, passa, já que se fala nisso. Mas não faz sentido. Em mil noites conseguidas de Helton, uma pode não ser tão conseguida. E em quinhentas boas prestações de Mangala, uma ou duas podem ter bicho. 

 

Já os efeitos desmoralizadores do perdão plenário a Cardozo pagam-se caro no SLB porque se fazem sentir na insegurança, irregularidade e insolência competitiva no plano internacional lá, onde a tal motivação deveria ser natural e automática, traduzida em altíssimo rendimento, o que não se viu. Mas a readmissão de Cardozo representa tão somente isto: Jesus perdeu mão na equipa. Desrespeitado por um, impotente com os demais. Antes do início da época, a questão mal resolvida Cardozo era um veneno para a estabilidade competitiva do balneário. Agora, o veneno é Jesus. A autoridade do treinador está minada. Lei da gravidade e da vida. 

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D