Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

24
Ago15

Rodolfo e a cartilha!!!!!

helderrod

Rodolfo Reis é sem dúvida um respeitável antigo jogador e capitão do FCP. 

Todavia, não é mais nem menos portista do que eu! 

Posto isto, o que lhe quero endereçar é o seguinte:

Ir para a SIC falar para o boneco do Rui Santos ouvir e debitar paleio de saco de critica barata ao grande treinador que é LOPETEGUI é uma falta de respeito por quem trabalha todos os dias no FC Porto procurando aquistar o melhor dos resultados.

Falar do lance do Maxi e não falar da grande penalidade que está na génese do cabeceamento à barra é próprio de quem parece condicionado por alguma cartilha editorial.

Por isso, meu caro Rodolfo, seja sempre frontal e não se venda a quem lhe paga um tachinho para ir falar do grande Futebol Clube do Porto que, presumo eu, não lhe ficou a dever nada!!!!

Haja respeito por quem quer o melhor para o clube!

 

Força, Porto!

Hélder Rodrigues!!!!!

26
Mar15

O Estofo insustentado e a Amnésia dos Santos

helderrod

Após o agitado fim-de-semana pude assistir a diversos fenómenos que evidenciam a ginástica mental dos comentadores. Vamos lá reflectir sobre alguns casos flagrantes: Rodolfo faz um discurso solene que espoletou vários sorrisos inflamados ao Rui Santos e restantes participantes no programa. Era vê-los a vibrar com a referência do comentador associado ao FC Porto que afirmou que a equipa não tem "estofo" de campeão. É lamentável ver um velho capitão pactuar com um alinhamento antiportista que nem sequer promoveu a referência ao facto da presença dos Dragões nos quartos de final da Champions. Ribeiro Cristóvão enxovalhou o Porto na Bola Branca das 22:30, dizendo que só por muita sorte não perderam na Choupana! Esqueceu-se de referir as bolas no ferro e a excelente exibição do guardião Gotardi. Mas esse tem um desconto.... No programa Grande Área, Manuel José e os seus pares desencadearam uma miríade de factores para menorizar o treinador do Porto e a equipa. Todos eles ignoraram as bolas nos ferro do FC Porto (nunca foram referidas no programa); destacaram-se apenas as duas oportunidades do Nacional. Apesar da minha insistência na participação interactiva, as minhas questões sobre o lance de Quaresma na grande área do Nacional nunca foram referidas. Há algo que sai sempre ferido com esta onda vermelha. Chama-se verdade. Omitem-se ocorrências, critica-se deliberadamente Julen Lopetegui, apresentando-se laivos de chauvinismo nunca antes vistos com outros treinadores estrangeiros no futebol português. Criticam o treinador Basco por reproduzir palavras após orientações do clube. Mas esses críticos esquecem-se de que o Presidente do Clube que parece que até ganhou este fim-de-semana necessita inexoravelmente de um papelinho para dizer duas ou três frases com algum nexo. Em suma, este PORTO tem estofo de campeão, tem um grande treinador, tem a hipótese de ganhar apenas por 2-0 porque a golaverage está bastante aproximada, uma vez que basta uma goleada caseira para ultrapassar o SLB. Este PORTO que, apesar de uma exibição menos conseguida, mandou duas bolas aos ferros da baliza de Gotardi que fez uma excelente exibição. Espero que não venham agora anunciar que o Benfica também estará interessado neste guarda-redes, tal como fizeram com o guardião do Arouca. Falaram tanto na gastroenterite de Tiago Rodrigues que até se esqueceram de reflectir sobre a bárbara entrada de Pizzi sobre Ukra que lhe daria vermelho directo. É comparar essa entrada à de Maicon no jogo contra o Boavista. E o que ainda é mais hilariante é a omissão da análise do lance em que Quaresma é claramente empurrado antes de sair das quatro linhas aos 86 minutos. Talvez aí todos se lembrariam de que o BENFICA PERDEU e o Porto ganhou mais um pontinho quando em Paços de Ferreira a equipa da Luz poderia distanciar-se até ao 9 pontos. Por isso um conselho: Mais vale ser dono do silêncio do que vítima das palavras. Assim o foi no passado recente. Assim poderá ser no futuro, porque acredito muito no estofo do melhor clube em Portugal: o FUTEBOL CLUBE DO PORTO!!!! Hélder Rodrigues

24
Mar14

Os Santos, os labregos e o Palácio de Belém

helderrod

Nos programas desportivos podemos esperar tudo, mas ontem bateu-se o RECORD do discurso gravemente tendencioso. No meu post anterior, referi a persistência de João Rosado em exaltar a sorte do Porto, o azar do Nápoles e aquela esperançazinha até ao último momento da queda do clube do norte. A evidência é triste, mas é real.

Ontem, perante um douto António Oliveira, o grande avançado Manuel Fernandes enfatizou o facto de que a televisão dos labregos deve ser diferente da emissão de Sarilhos, reduzindo a exibição do FC Porto a um fraco desempenho por parte da equipa azul e branca. Depois, Rui Santos que voltou a reiterar a sorte do FC Porto na eliminatória com o Nápoles. Esqueceu-se de referir o golo mal anulado ao Porto que nos daria uma vantagem bem mais confortável. Esqueceu-se de enfatizar, isso sim, o penalty por assinalar a favor do Tottenham ou o fora de jogo na Grécia que deu a vantagem forasteira da Luz ou até da forma como o Rodrigo faz falta na obtenção do primeiro golo ante a Académica.

Não quero pôr em causa a força do SLB, mas o meu Porto atacou incessantemente perante um autocarro, duas torres e um Palácio de Belém. Marcou um golo limpo na primeira parte, não viu assinalada uma grande penalidade sobre Jackson Martinez e ainda assim no meio daquela esmagadora pressão surgem opiniões como esta.

Opiniões reprováveis e dignas não de um Play-off mas de um redondo e imenso offside na festa da segunda circular.

 

Posso ser labrego, mas não sou parvo!!!!

 

Hélder Rodrigues

 

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D