Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

20
Mai19

A fórmula do sucesso

Dylan

O 37º Campeonato Nacional de futebol conquistado pelo Benfica não é só mais um título, é uma equação matemática que envolve o nome de Bruno Lage e os adeptos, sócios e simpatizantes. O treinador trouxe uma lufada de ar fresco ao desporto com um discurso divertido e inovador, mostrando que existem coisas mais importantes na vida do que o futebol. Apostando em sangue jovem da "academia do Seixal", na "geração de 1999", faz a melhor segunda volta de sempre recuperando sete pontos ao anterior líder, alcança 16 pontos em 18 possíveis contra os três maiores candidatos ao título, realiza a oitava maior goleada de sempre do campeonato (10-0, ao Nacional) e executa o segundo número máximo de golos numa edição do campeonato (103 golos). A fórmula do sucesso ainda envolve as romarias históricas dos adeptos a Gaia, a Braga e a Vila do Conde, dando razão às palavras de Bélla Guttman que, um dia, disse que eles corriam até ao fim do Mundo atrás da equipa, fazendo frio ou calor, por terra, por mar ou pelo ar, entre as neves das serras ou no meio das chamas do inferno.  

05
Nov18

Quem dá o que tem a mais não é obrigado

Dylan

vitoria.jpg

Pode não ter a astúcia de Trapattoni, o benfiquismo de Toni e a classe de Eriksson, mas Rui Vitória será sempre um senhor. Há um provérbio que diz que "quem dá o que tem, a mais não é obrigado", pois foi isto que o abnegado ribatejano sempre fez. Enxovalhado pelos treinadores dos rivais, pela comunicação social, por alguns adeptos que o apelidavam de "professor de ginástica" e pela pressão de treinar um gigante como o Benfica, respondeu com vitórias: 2 Campeonatos Nacionais, 1 Taça de Portugal, 1 Taça da Liga e 2 Supertaças. No entanto, a partir do meio de 2017, houve um claro desinvestimento no plantel originando fracas qualidades exibicionais que nem a alteração do sistema táctico melhorou. Pelo meio, foram publicados uns emails roubados e deturpados envolvendo o Benfica num esquema que envolve a arbitragem portuguesa, com o propósito de condicionar a mesma a favor de outros. E chegamos até aqui, quando um ancião de 34 anos faz chantagem e passa a ser o mais bem pago da equipa, estilhaçando um balneário, no lugar em que o treinador não consegue ter pulso num conjunto de pseudo vedetas com grandes diferenças salariais, desmotivados, e onde os adeptos desligam-se da equipa, vexados, abandonando os jogos ao intervalo, dando razão aos que acham que talvez seja a hora de mudar antes que seja tarde demais. 

07
Set18

Não passarão!

Dylan

mafalda-nopasaran.jpg

Continua a sanha persecutória à maior instituição desportiva em Portugal, depois da fraterna reunião entre os directores de comunicação de FCP e Sporting, em Lisboa, no ano passado. Querem interditar o Estádio da Luz só porque as claques do clube não estão legalizadas, quando sabemos que apenas 10% dos membros das ditas são registados, não lhes sendo exigido registo criminal! Não há memória de punições aplicadas a outros clubes quando esses "legalizados" decidem partir e assaltar estações de serviço, quando entoam cânticos insultuosos e atiram bolas de golfe ao adversário ou invadem campos e ameaçam árbitros no seu centro de treinos. Ex-políticos frustrados salivam, debitam ódio na televisão e pedem a extinção do Benfica. Outros peões intoxicam a opinião pública, enlameiam cidadãos e ignoram a violação de segredo de justiça - ironicamente, um dos crimes que o Ministério Público deduz na acusação contra a SAD. Deixem o poder judicial funcionar porque sendo certo que nenhum clube nem ninguém está acima da lei, é também certo que os justiceiros de pacotilha não passarão!

16
Abr18

Enxurrada de Abril

Dylan

enxur.jpeg

O possível pentacampeonato do Benfica acabou por perder-se nas enxurradas de Abril. Depois do início de época desastroso, de mau planeamento desportivo por parte da Direcção -  que fez com que a equipa estivesse dependente do rendimento de um jogador com 34 anos - e de más opções técnicas, ainda assistimos ao vergonhoso pacto entre os directores de comunicação de FC Porto e Sporting, onde um beneficia das sobras que o outro deixar.  De seguida, correspondência electrónica do Benfica é roubada, deturpada e publicada fora do contexto. Pelo meio, o centro de treinos de árbitros, na Maia, é invadido e os juízes ameaçados e coagidos. Só um clube muito grande podia resistir a tanto ódio e estar a 5 jornadas do fim na frente do campeonato, só um clube como o Benfica é que terá forças para regressar à ribalta ainda mais forte, com sócios e adeptos que o conseguem erguer nas horas mais difíceis. 

18
Nov17

Os renegados

Dylan

POLVO.jpg

O Benfica é um clube extraordinário: permite que uma pessoa insolvente publique um livro, mesmo falando mal do emblema, de modo a ajudá-la a pagar o que deve! Enquanto o credor esfrega o olho, perdão, as mãos, escreve-se um livro baseado em correspondência electrónica roubada. O "Zé Cabra" da escrita aliou-se a um blogueiro doutorado em História mas parecem renegar factos passados, por isso eu sugiro um título para a 2ª edição do livro que acabe com tanto puritanismo: "Fruta para dormir, rebuçado e café com leite", "A creolina nos balneários", "O Famoso Guarda Abel", "Mandei um árbitro para o Brasil", "Fuga para Vigo", "Uma aventura no Centro de Treinos dos Árbitros e na casa de suas famílias",  "Largos dias têm quinhentinhos", "Sabes que o melhor está para vir quando te sentares num tribunal", e "Sei o que tens feito há mais de trinta anos"! 

16
Nov17

Telhados de vidro

Dylan

Broken_glass.jpg

Depois do "funcionário do ano" ter divulgado emails mencionando a suposta existência de uma rede de influência do Benfica sobre estruturas de decisão do futebol para influenciar a arbitragem em Portugal, sabe-se agora que também o director-geral do FC Porto está a ser investigado por "factos susceptíveis de integrarem o crime de corrupção no fenómeno desportivo". O ditado nunca falha: "quem tem telhados de vidro não atira pedras ao do vizinho". Por outro lado, gostava de ver a reacção dos caçadores de bruxas do futebol português, aqueles coscuvilheiros e justiceiros da Internet dos tempos modernos que pirateiam criminalmente correio electrónico privado deturpando-o e publicando-o fora do contexto, bem como o destaque dado por alguma comunicação social que participa neste voyeurismo e só rasga as vestes consoante a cor da camisola do clube. 

15
Mai17

Habemus tetra

Dylan

habemus.jpg

 

Nunca a expressão dos três "F´s" fez tanto sentido como no Sábado passado. A visita do Papa, a vitória de Portugal no festival da Eurovisão e o tetracampeonato do Benfica mexeram com as crenças e a auto estima dos portugueses. Uns saltaram por Jonas, uns rezaram por Francisco e outros berraram por Salvador. Que me perdoe o cantor mas eu não posso amar pelos últimos dois. Que me perdoe o Papa mas as minhas preces foram somente para a canonização do Jonas, a minha fé só dava para o "tetra e seis". Peço apenas uma última aparição, um milagre para todos os "cegos" enxerguem que o Benfica afinal é um justo vencedor desta Liga e é imune às queixinhas, à inveja e ao despeito.

23
Out16

Perceberam todos ou é preciso um desenho?

helderrod

Temos campeonato.                                                                                                       Na jornada dos 1 a 1, o FCP e o SLB cumpriram com as suas obrigações e o festival continua. Na semana em que Vitória bate o record de Jimmy Hagan e que é nomeado para um dos melhores treinadores da actualidade {risos do autor desta crónica}, o SCP marca passo em casa com o mesmo Tondela que travou o FCP.

Todavia, este empate teve direito a descontos à Benfica como no jogo da Taça com o 1º de Dezembro e assim se aquistam pontos que podem ser determinantes no fim do campeonato. 

A propaganda continua. O Jardel continua com dores de dentes que o impedem de fazer assinaturas, os Suecos continuam com uma bela impressão do cumprimento de contratos do Benfica e o Jonas que, 15 dias depois de uma operação foi jogar na jornada após o empate caseiro com o Setúbal, parece que apanhou uma infecção. 

Todavia, já ninguém se lembra da goleada em Nápoles e das duas faltas claras que antecederam o segundo golo em Kiev. As TV não mostraram, mas Nelson Semedo empurrou o lateral do Dinamo e, na sequência, Salvio domina a bola com o braço antes de fazer o cruzamento. Um aplauso para todos aqueles que omitiram esse momento nos resumos e nos comentários. Mostraram um elevado grau de compromisso parcial pro benfiquista. 

Já o meu FC Porto lá vai com os altos e baixos que o caracterizam este ano, mas aquele golaço de Brahimi foi paradigmático e importante para aqueles que abandonam o Estádio aprioristicamente. Há que apoiar até ao fim. Este campeonato vai ser disputado até ao fim e para isso não é preciso fazer nenhum desenho.

O segredo será transcender as acções em deterimento das palavras ou das representações icónicas.

Lembrem-se que o próximo jogo no Dragão, após a difícil visita aos sadinos, será com a última equipa a derrotar o SLB na Luz para o campeonato: o FCP! Este jogo será muito importante para a afirmação deste Porto como um sério candidato ao título.

 

Quanto a outras efemérides, melhores dias virão!

 

Força, Porto!

Hélder Rodrigues

Hlife4067.jpg

 

13
Set16

Em frente

Daniel João Santos

O Benfica empatou. Não empatou por culpa do árbitro ou porque o adversário foi capaz disso. O Benfica empatou porque as substituições foram no mínimo péssimas.  Aquela substituição do Fejsa, a não ser que estivesse lesionado,  não lembra a ninguém. 

Fica mais difícil, mas nada está perdido. 

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D