Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

08
Mai14

Um título para a história

Eduardo Louro

 

 

A primeira das três finais, de todas as que havia para atingir – não há mai nhuma –, foi para ganhar. As outras logo se vê…

Era a mais importante, porque era a primeira. Agora sim, é que já é a menos importante de todas. Se não fosse ganha, já se sabe como era…

E foi mais uma festa, que desta vez deixou Leiria em festa. Mais em festa, porque ali à volta corriam já as festas da cidade, a velhinha feira de Maio. Não sei se foi a festa benfiquista que alegrou a festa da cidade, mas sei que esta emprestou mais festa à final da Taça da Liga. À tão maltratada Taça da Liga que só o Benfica salva!

O jogo foi próprio de uma final, e também ele contribuiu para agarrar esta competição ao mapa futebolístico nacional. O Rio Ave apresentou-se muito bem preparado, teve tempo – e um técnico a confirmar méritos – para se preparar para defrontar o grande Benfica deste ano. Que, sem confirmar com uma grande exibição a brilhante época que está a fazer, jogou como se joga uma final que é para ganhar. Não há dúvida que desta vez não era treta que as finais são para ganhar!

E pronto. Esta foi uma final que, tendo já feito história, pode ainda voltar a fazê-la. Foi a quinta – em sete edições e em cinco presenças na final – vez que o Benfica conquistou o troféu. Uma história de pleno: cinco finais, cinco vitórias. E uma conquista sem sofrer qualquer golo, uma prova limpa, imaculada. Mas pode ainda vir a fazer história. É, para já, o segundo título da época, mas poderá ficar na história única de um pleno inédito! 

21
Mai13

FCP: um clube derivado por prefixação!!!!!

helderrod

Bi, tri, tetra, penta são prefixos que se juntaram ao nome Campeão! É indubitavelmente motivo de orgulho ter um clube derivado por esta prefixação, a mesma que encerra em si muito trabalho, muita seriedade e acima de tudo a humildade. A mesma humildade foi personificada na imagem de um treinador que soube sofrer como poucos, acreditando até ao fim no seu trabalho. Fica aqui a sensação de que algo mais poderia ser feito, caso o FCP pudesse ter um plantel mais completo. Mas, mesmo assim, o triunfo neste campeonato foi possível fruto de uma consistência sólida, num caminho solidário entre a equipa técnica e a Presidência. Recorde-se que Pinto da Costa esteve sempre junto da equipa nas manhãs frescas do Olival e aí enforma-se a solidez de um propósito.

A pedagogia conotada neste campeonato é paradigmática. Em tempos advertia os meus amigos benfiquistas com a célebre fábula em que um cão traz a presa já na boca e que, vendo um reflexo na ribeira, almeja a presa imaginada na água perdendo tudo o que tinha. Vi no Benfica-Estoril uma enorme coreografia onde se podia ler "Benfica Campeão"...e eis que nada é adquirido sem trabalho. O inêxito dos sonhos é a realidade das frustrações.

Voltando ao meu Porto, resta-me apenas deixar o meu desejo de associar muitos afixos a um clube campeão invicto em duas temporadas. Somos duoinvictos e Multicampeões em várias modalidades.

 

Saudações Portistas, Invictas e Tricampeãs!!!!!!!!!

 

Hélder Rodrigues

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D