Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

06
Mar15

Los Picapiedras ou a acepção de uma verdadeira Equipa

helderrod

Numa difícil vitória para esculpir na pedreira, está cumprido o pleno de quatro vitórias em quatro jogos difíceis num somatório de seis vitórias consecutivas. Por muitas palavras que vão decorrer deste desafio, há uma que quero destacar: EQUIPA. "Equi" significa o mesmo, a similitude. Assim foram todos os jogadores em campo. Jogadores à Porto que interpretaram soberbamente as palavras de um Grande Lopetegui. O treinador corporizou a vitória! Tem sido um maestro nesta orquestra colectiva. Na verdade, já há muito tempo que o treinador basco não merece as mudanças estupidificadas do seu nome. Foi uma vitória muito forte, capaz de catapultar novas esperanças neste campeonato, É que somos efectivamente os melhores. Pena foi a lesão de Jackson Martinez que foi substituído por um pseudo clone na atitude que serviu com mestria um Tello em crescendo. Isto é jogar à campeão. Agora há que aguardar pela presença efectiva em Arouca da equipa do Benfica que, atendendo às palavras de João Gabriel, evidencia uma tremideira imensurável e a ver vamos! Haverá campeonato até ao fim e isso é interessante. É uma réstia de esperança perante um cúmulo de falsidades e colinhos que já feriram de morte a verdade deste campeonato. Porém, há que transcender e sermos Porto. Sempre um Porto abnegado e estóico como o de hoje na pedreira. Hoje foram uma família e a mística agudiza-se. Na próxima terça, espera-se a confirmação na certeza de que, caso Martinez não recupere, seremos ainda mais equipa como hoje e entrar no muito invejado lote das 8 melhores equipas da Europa. É este o plano superior do FC Porto. É esta a diferença entre o Azul e Branco que contrasta com o preto e branco das memórias e dos histerismos de outros. Na terça, estaremos todos no Dragão para podermos sonhar a vosso lado Força, Equipa! Força, Porto!!!!!!!! Hélder Rodrigues

02
Mar15

A Portus Temperatae Leones!!!!!!

helderrod

Festival! Festival! Festival! Era assim que se gritava nas Antas quando o FC Porto desenvolvia uma perfomance superior. Desta feita, não valeu de nada jogar à Salgueiros ou à Leça como fizeram o Benfica e Sporting respectivamente no reduto do Dragão! Hoje fez-se justiça a quem jogou mais futebol. A vitória sobre o Sporting é inequívoca. E 3/4 desta quadra de jogos decisivos para pressionar o Benfica estão alcançados. O próximo jogo de sexta-feira em Braga é fundamental para almejar a vitória no campeonato. Na próxima jornada, o Benfica vai de facto a Arouca e isso é mais justo e equitativo. Não obstante o trabalho prévio de Jorge Sousa que excluiu 3 jogadores do Arouca para a próxima jornada, parece-me que mais uma vez a pressão pode trazer consequências. Jogar em Arouca não é o mesmo que ir comer ovos moles a Aveiro! Quanto ao jogo propriamente dito, destaque-se a solidariedade plasmada pelos jogadores do Porto e, mais uma vez, Lopetegui soube escolher e a opção de Evandro foi fundamental para reforçar o miolo do terreno. Mereceu e bem ter saído com direito a palmas dos adeptos. Depois uma palavra para um soberbo jogador de equipa que se chama Jackson Martinez que soube trabalhar incessantemente para os colegas e servir com elevada mestria o brilhantíssimo Tello. Hoje, Tello e o seu hat-trick poderão ser a razão da afirmação que faltava para catapultar este jogador para futuros sucessos. O Porto soube domar um leãozito fraquinho e é caso para relembrar Bruno de Carvalho quando este dizia que era "preciso dar mais luta". Ora aí está! Cada um tem o que merece. Posto isto, há que continuar a trabalhar e procurar ser indiferente às promoções de todos aqueles que, quer pela rádio pública, quer pela maioria dos jornais transpiram histerismo pelo voo da águia e procuram carregar os encarnados com laivos de lirismo e de loucura. Só eu sei porque não fico em casa! Força, Porto! aTELLOgo!!!! Hélder Rodrigues

22
Out14

Volare em Grande!

helderrod

No jogo desta noite no Dragão enformou-se um ambiente fabuloso. Uma grande noite europeia num jogo bastante competitivo em que um Athletic (é assim que eles gostam de ser denominados) conseguiu resistir à posse do FC Porto. Regista-se a bela entrada da equipa na primeira parte, na qual um potente Tello e um Quintero dinâmico levaram o Porto para a frente e, numa bela jogada que deve ficar plasmada nos livros, conseguiu dar um golo que se espera motivador para Herrera. O grande Porto parecia ter regressado, mas no início da segunda parte a equipa sofreu um pouco e caiu no erro e surgiram os inacreditáveis assobios. Pensei que não tivesse que voltar a falar dos mesmos...mas não vou falar mesmo. Merecem apenas o meu silêncio porque me recuso a assobiar aquele grandioso emblema. Ignoremos... Há efectivamente uma série de erros a rever, mas hoje vi uma evolução e isso é positivo! Depois, depois a magia. A força irreverente de Quaresma que partiu determinado de fora para dentro para voar. O seu golo é enorme e bem maior que a unidade que representa. O sete deu-nos a chegada aos sete pontos, por volta dos SETEnta e cinco minutos. O passado já lá vai e olhemos para a frente. Aguarda-nos uma curvilínea viagem a Arouca onde se pretende esta alegria e fundamentalmente esta magia para lutarmos pelos três pontos. Assim, mesmo que outros joguem em Aveiro, nós possamos garantir o triunfo. Uma palavra também para o regresso dos calimeros. É caso para perguntar: custa, não custa? É que nos dois últimos jogos do Porto em Alvalade ninguém quis enfatizar as influências da arbitragem...Rui Santos fala até na injustiça por causa dos milhões e, apesar do Sporting ter razões de queixa apenas no penalty (até porque o mesmo jogador fez penalty no jogo do Dragão para a Taça e quase passou despercebido), o mesmo não releva que o jogo de Alvalade do ano passado poderia ter determinado o segundo lugar do Porto (aí já não falou dos milhões). Esta ambivalente e asquerosa forma de emitir opiniões sobre o futebol tem de ser alvo de uma pura reflexão,,, Entretanto partamos para o trabalho que outras vitórias nos esperam! Força, Porto! Hélder Rodrigues

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D