Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

Dia de Clássico

Visto da bancada Sul

06
Jan19

O tudo ou nada

Eduardo Louro

Imagem relacionada

 

Não estou certo que dê certo. Tenho mesmo muitas dúvidas, mas há grandes probabilidades de Mourinho vir a ser, no início da próxima época, o novo treinador do Benfica.

Há muito pouco tempo, quem ousasse pensar uma coisa destas só poderia não estar bom da cabeça. Hoje, é a coisa mais natural deste mundo!

Se José Mourinho, enquanto treinador de top mundial, não bateu no fundo, não anda lá muito longe. Tem, nesta fase da sua carreira, duas opções. Nem mais uma: ou desiste, e começa a viver a sua reforma dourada; ou vai à procura do relançar a carreira!

Se pensarmos um bocadinho concluimos facilmente da baixa probabilidade da primeira hipótese, e rapidamente somos levados a concluir que a única opção de Mourinho é, agora, relançar a carreira. Não é começar tudo de novo, mas é recomeçar para voltar ao lugar de topo que ocupou, e tornar-se ainda maior que os maiores por lá ter estado em tempos históricos diferentes. E provar que é tão "special" que até contraria a própria natureza!

O Benfica serve estes propósitos. Tem grandeza e tem condições que lhe permitem voltar a ganhar. Está também perto do fundo e só pode subir, minimizado-lhe todos os riscos. 

É a tábua de salvação para a reeleição de Luís Filipe Vieira que - lembram-se? - há muito tem na mão uma cenoura bem viçosa a que chama ganhar na Europa. Quer isto dizer que Vieira, ao contrário do que sucedeu nos últimos três anos, não vai olhar a meios para fazer investimentos na equipa de futebol. Não faltarão jogadores para satisfazer as exigências de Mourinho, nem dinheiro para lhe pagar um vencimento bem chorudo e confortável. Longe, em qualquer das circunstâncias, daquilo a que está habituado, mas nada que envergonhe ninguém...

Acabo como comecei: não estou certo que dê certo. Por certo tenho apenas que, neste cenário há pouco inimaginável, José Mourinho e Benfica correm diferentes graus de risco.  São mínimos os riscos que Mourinho corre nesta oportunidade. São muito grandes, enormes, os do Benfica. Como sempre acontece quando se chega ao desepero do "tudo ou nada"! 

05
Jun13

Na INvictaDECISÃO

helderrod

Chovem nomes, caem palpites e fazem-se apostas. A aparente saída de Vitor Pereira pressupõe a especulação do novo timoneiro do Dragão. Ao Vitor Pereira, um profundo agradecimento. Soube crescer a pulso, com muita humildade e com muitas vitórias. À sua consistência persistente devemos talvez este saboroso título. Na Champions (a de este ano), o FCP foi uma das melhores equipas na fase de grupos onde também se incluíram as portentosas exibições contra o Málaga e PSG. Não lhe podemos atribuir responsabilidades pelo facto de Moutinho se encontrar lesionado em Málaga ou mesmo de um James em subrendimento após a sua lesão.

Será então uma saída à bicampeão que legitima a este novo grande treinador gerado no Dragão a certeza de muitos sucessos. Merece indubitavelmente um grande futuro por essa Europa (quiçá em Liverpool).

Brasileiros à parte, parece-me que no seio do Dragão reserva-se a presença de mais um treinador português. Seja ele qual for, estará já a trabalhar com um propósito. Aquele que nos fará vencer com ou sem Faria, com ou sem Fonsecas, mas com a certeza da Vitória de um dos Ruis...

 

Aguardaremos com a serenidade possível!

 

Hélder Rodrigues

31
Mai13

A TRAGICOMÉDIA de Gaspar

helderrod

O "Pathos" do Gaspar é hilariante. A inoportunidade da convergência benfiquista da coisa só se encerra na não menos brilhante abordagem do Vieira ao exaltar a época transacta como a possibilidade de terem podido sonhar. Tal tragédia já não acontecia há mais de duas décadas. Esperando pela "catharsis" desta grei nobre, aguardo por aquilo que eu FARIA pelo meu FCP. É que o nosso "Ananké" é mesmo GANHAR.

 

Hélder Rodrigues

30
Out12

Jorge Jesus

joaopaulo74

O Sport Lisboa e Benfica tem uma característica única - não sei se boa, se má: os sócios e adeptos têm opinião e não se limitam a dizer que sim. Reconheço que há quem ganhe mais em ditadura, mas enfim.

Vem isto a propósito da análise de Jesus ao jogo de Barcelos.

Três jogadores: Luisinho, John e André Gomes fizeram a estreia na equipa principal. Tiveram, todos, prestações ajustadas ao jogo em causa. Não foram brilhantes, mas cumpriram e dois até conseguiram marcar.

Sobre isto Jorge Jesus, em público, diz que: para aqui (entenda-se campeonato) até vai dando.

Confesso que ao ouvir isto na rádio não queria acreditar - então não seria mais correcto, em público, dar um banho de energia positiva à equipa e aqueles jogadores em particular?

Já todos sabemos que quem sabe muito de futebol é ele, que a experiência é tudo, que uns falam e outros fazem - sabemos isso tudo.

Mas sabemos também, caro Mister, que somos adeptos do MAIOR clube do mundo e por isso, aqui, só há uma forma de avaliar os nossos jogadores em todos os jogos: são os melhores do mundo, ok?

19
Abr12

O preço da crucificação

joaopaulo74

Jesus não pode ser uma questão de dinheiro. Jesus tem que ser ou não uma opção. Se a direcção entende que é competente para continuar a trabalhar no Benfica, que o diga de forma clara, sem rodeios, assumindo essa responsabilidade. Se o trabalho feito até ao momento não for o adequado, então, rua!

O que se diz e o que se escreve, o que se aplaude ou o que se assobia não pode servir como critério. Nem tão pouco as eleições.

Quando o BENFICA perde da maneira que perde, quando o BENFICA desperdiça pontos sem dar luta, quando o BENFICA deita fora um campeonato que tem nas mãos sem ir à guerra, apetece-me despedir Jesus.

Mas a verdade é que Jesus tornou melhor a equipa do BENFICA - o Chelsea, que não foi superior ao BENFICA, ontem bateu o poderoso Barça...

Isto é, a quente, rua com o Homem. Mais a frio, feita a avaliação, apoio o que for a decisão da Direcção. 

Seguir

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D